• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: sustentabilidade

    • Visto.bio, nosso novo parceiro

       

      Cada vez mais preocupados com o meio ambiente e buscando soluções para diminuir o impacto ambiental, acreditamos que temos como missão apresentar novas alternativas pra que as farmetes façam sua parte nos cuidados com o planeta ♥.

      Estamos super felizes em dizer pro mundo que o Visto.Bio é o nosso mais novo parceiro. A proposta é incrível e super ousada: fazer com que suas roupas permaneçam limpas após vários usos. Trata-se de uma fórmula com a tecnologia da nanoproteção, que ajuda a criar uma barreira protetora e diminuir a necessidade da lavagem das suas roupas. Já pensou em quanta água a gente gasta cada vez que lava uma peça na mão? Se falarmos em uso de máquina de lavar, então… A estimativa é que role uma economia de 1.300 litros de água por mês!

      O produto pode ser aplicado em qualquer tipo de tecido, sintético ou não, e tem o mesmo efeito protetor. E a proteção não fica restrita às roupas. Acessórios de couro, veludo e até sapatos de plástico também resistem a mais tempo sem lavar com o uso do Visto.bio. Ao invés de cheiro de suor, suas roupas ficarão com aquele cheirinho da FARM que a gente ama!

      Mas como funciona? O spray deve ser borrifado na roupa antes do uso da mesma, e também depois, quando for voltar ao armário. Cada aplicação pode durar até sete dias de uso sem precisar lavar. Incrível, né?

      Não é só a FARM que tá mega empolgada em disponibilizar essa novidade para facilitar a vida das farmetes. O CEO da Visto.bio, Renan Serrano, não esconde a felicidade em ver o produto alcançando um público cada vez maior.

      “Sabia que 65% do impacto ambiental de uma roupa é causado no ato da lavagem pelo consumidor final? O impacto ocorre principalmente na lavagem, pois desgasta a roupa, consome energia elétrica e contamina no mínimo 100L de água por ciclo. A parceria entre a Visto.bio e a FARM, proporciona roupas com o cheiro da sua marca preferida e dá a liberdade para cada um otimizar a sua rotina como bem entender”, diz Renan.

      O planeta agradece.
      Sua roupa também.

       

      26.10.18
    • re-FARM re-ROUPA, coleção nova

      Tem coleção nova de re-FARM re-ROUPA no ar! Lembra que lançamos a parceria ano passado? Ela voltou com tudo com várias peças que ganharam vida nova a partir do upcycling, afinal, transformar é urgente. 

      Nos unimos à Gabi Mazepa, do Re-Roupa, pra criar novas peças FARM a partir dos nossos próprios resíduos de tecido: roupas com pequenos defeitos, retalhos de corte e sobras de matéria-prima e aviamento foram garimpados pra dar vida à coleção da parceria.

      Essa é uma das iniciativas do projeto re-FARM, nossos primeiros passos pra gente repensar, reduzir, reutilizar, reciclar. Juntos! 

      Nessa edição, nos unimos ao Instituto Alinha no desenvolvimento de cada peça: lenços, calças, camisas, bombers… Tudo com muita cor do jeito que a gente ama! 

      Você já parou para pensar quem fez suas roupas? Qual a condição de trabalho dessas pessoas? O Alinha é um negócio social focado na melhoria das condições de trabalho e de vida de costureiros e costureiras. Além de ajudar as oficinas de costura a se tornarem alinhadas com segurança, recursos, legalização… conectam confecções e estilistas interessados em contratar uma oficina garantindo preços e prazos justos. Tudo gratuito! Demais, né?

       

      As peças do re-FARM re-ROUPA são feitas à mão, uma a uma, com um mix original de estampas. Ou seja, cada peça é única. E nessa história boa já reaproveitamos mais de 2.000 metros de tecidos e centenas de peças juntos. Um orgulho e tanto de estar fazendo nossa parte pelo bem-estar do planeta 🙂

      Agora que você já tá por dentro de tudo, vem junto com a gente nessa! A coleção tá uma explosão de criatividade, cor, alegria e claro, respeito ao nosso meio-ambiente <3

      Vem ver a novidade no site e nas lojas selecionadas:
      FARM ipanema
      FARM centro II
      FARM rio sul
      FARM rio design barra
      FARM village mall
      FARM harmonia
      FARM higienópolis
      FARM villa lobos

      18.07.18
    • bom dia, comunidade!

      cohousing4

      Já ouviram falar em cohousing? O conceito nasceu na Dinamarca, nos anos 60, e a partir dos anos 90 ganhou força no Canadá e EUA. Os adeptos desse estilo de vida vem crescendo na Europa e já tem muitos interessados no Brasil. Vem conhecer mais sobre essa “nova” forma de morar!

      cohousing1

      O modelo de cohousing é assim: cada família vive com privacidade em sua própria casa, mas convive em comunidade, em um modelo que até lembra uma vila, só que com a preocupação da proximidade entre os moradores e com valores como amizade e solidariedade – nada de hierarquia!

      cohousing2

      Nas cohousings existem áreas coletivas como cozinha pra refeições, lavanderia, biblioteca, academia, oficina de artes, espaço de lazer e por aí vai. Um dos pontos marcantes é a sustentabilidade: muitas têm telhado verde, sistema de aquecimento solar, uso de água da chuva… Isso acaba barateando os custos de cada família.

      cohousing0

      Outra coisa bacana é a divisão do trabalho. Os moradores dividem tarefas como cuidar da horta e jardim, varrer as calçadas, cuidar dos mais velhos ou dos mais novos etc. A colaboração é essencial – e até os carros e bicicletas podem ser compartilhados, assim como os pais podem fazer uma escala pra levar e buscar as crianças na escola. Já pensou?

      cohousing3

      Fotos: Petaluma Avenue Homes

      No Brasil, existem grupos se reunindo pra conversar sobre o assunto – e já existem projetos para implementar cohousings em São Paulo. A ideia é resgatar o senso de comunidade, colaboração e convivência.

      E você, moraria em uma?

      27.07.15
    • brownie, brownie!

      bola_principal

      A gente é fã do Brownie do Luiz, que deixa a vida mais doce e… consciente. Sim, há pouco tempo, eles lançaram o Recicleta, projeto que transforma embalagens do brownie em moedas exclusivas de troca (relembre aqui) e agora eles apostam nas latas do ‘Veneno da Lata‘ como o primeiro passo pra criação de uma hortinha caseira. Opa, parece confuso? A gente explica:

      3

      Os meninos começaram a questionar a validade e a necessidade de reutilizar as latas que abrigam as casquinhas do brownie, e entenderam que esse material pode guardar além de objetos. A gente curtiu e entrou na missão pra espalhar a ideia: juntos criamos o ‘Compre e Ganhe’, ação que vai rolar no lançamento da nossa nova coleção de verão.

      4

      Trata-se de um kit com duas latinhas de Brownie do Luiz: uma contendo brownie e outra contendo… terra e semente pra plantação caseira. A ideia é fazer com que a galera reutilize as latas e plante tanto em uma quanto em outra, incentivando a criação de uma pequena horta em casa, a renovação de hábitos e o contato com a natureza. É um primeiro passo, claro!

      2

      As latas contam com instruções de plantio – é muito fácil – e uma identidade visual fofa e exclusiva feita pela nossa equipe de Design. O kit estará disponível nas lojas do Rio e de Sampa, a partir do dia 2 de julho e nas compras acima de R$400 (enquanto durarem os estoques, tá?). Fica de olho!

      Mais consciência, mais cuidado, mais amor! ♥

      26.06.15
    • recicletando

      bola_brownie

      Não é de hoje que a gente é fã do Brownie do Luiz. Pra adoçar esse caso de amor antigo, chegou mais uma novidade dos meninos na praça, é a Recicleta, fábrica móvel que vai transformar as embalagens dos produtos do Brownie em moedas exclusivas que poderão ser trocadas por produtos e experiências. A gente explica:

      brownie_2

      “A gente já vinha trabalhando internamente na reciclagem dos resíduos da produção do brownie e aí o pessoal da Matéria Brasil e da Zebu sugeriu que criássemos um programa de logística reversa, onde a gente incentivasse pessoas a devolverem seu lixo/embalagem através de uma motivação extrínseca, ou seja, uma recompensa, criando um círculo virtuoso”, conta Guilherme Lito, um dos sócios do Brownie.

      brownie_4
      Há tempos que os meninos comunicam sobre sustentabilidade. A latinha, do ‘Veneno da Lata’, e as bordas do tabuleiro são exemplos de reutilização, sem falar nos paletes de madeira que ambientam as lojas, mas, sem dúvida, essa é a primeira iniciativa mais formal que aborda o tema: “A Recicleta propõe a retirada do balcão entre o Brownie do Luiz e os clientes. O cliente têm a oportunidade de investir na nossa empresa, de ser co-responsável pelo resíduo gerado e reciclar conosco. É um teste ousado e uma virada de chave pra nós”, conta o Lito.

      Nesse comecinho, a moeda é o primeiro produto do projeto, é ela que representa fisicamente os pontos que serão acumulados com a devolução das embalagens e poderá ser trocada por aquisições e experiências no próprio Brownie e em redes parceiras: “Estamos definindo quais parceiros que participarão, no quanto que a pessoa tem que reciclar, etc. É um trabalho sobre como essa moeda vai girar e ela vai ter uma versão digital também, online”, explica.

      brownie_1

      Aliás, a moeda virtual começa a rodar na loja em breve, antes mesmo do projeto de crowdfunding terminar. Dá uma olhada aqui pra acompanhar o financiamento coletivo que tá rolando na Benfeitoria, e as recompensas que estão disponíveis pra quem contribuir. Ah! E depois dá play no vídeo aqui debaixo pra não restar dúvida! 😉

      http://vimeo.com/116288374

      Resignificar o lixo, educar, engajar, mobilizar. A gente tá orgulhoso do crescimento dos meninos e desse projeto que ensina e contribui tanto. Vale ficar de olho e acompanhar os próximos passos porque vem mais novidade boa logo, logo! ♥

      10.02.15
    • três vezes zerezes

      bola2_zerezes

      Tudo começou quando o Luiz, o Henrique, o Victor e o Hugo se juntaram pra pensar em um novo modelo de negócio sustentável com baixo impacto social. A idéia era criar a partir da ressignificação de materiais e assim nascia o Zerezes, marca de óculos de madeira que a gente adora e que acaba de completar três anos de um caminho bonito. Vem saber o que rola daqui pra frente e as novidades da festa em comemoração à data. Tudo lindo!

      zerezes7

      “Nesses três anos, nosso jeito de trabalhar se deu de forma orgânica. As madeiras redescobertas são encontradas em caçambas de entulho e canteiros de obra; no caso da serragem, vimos um processo interno  de processamento de madeiras e a oportunidade de reaproveitar resíduos de grandes marcenarias e, por último, estamos começando a tatear acetatos encontrados em fábricas fechadas pós-invasão chinesa.”, conta Luiz.

      zerezes5

      Desde o início, os meninos buscam encarar as práticas socioambientais como premissas dos projetos, ou seja, a preocupação vai desde a consciência dos recursos usados à cadeia envolvida durante o processo de produção.

      zerezes2

      É claro: a prática deixa esse discurso ainda mais bonito. O dia a dia dos meninos é na Goma, o que reforça a idéia de autogestão, colaboração e troca de experiência entre eles. O aprendizado é contínuo e, nesse tempo, eless já estiveram com a gente em duas parcerias muito significativas, uma bem no comecinho do Zerezes e outra agora, há pouco tempo, lembra?

      zerezes6

      “Foram duas parcerias bem distintas que trouxeram aprendizados e realizações também diferentes. Na primeira, não tínhamos nem quatro meses de vida, e receber um pedido da FARM foi o reconhecimento de um trabalho que estava sendo desenvolvido e que eles bancaram como uma aposta. Tivemos ali uma oportunidade de amadurecimento.”, conta.

      zerezes1

      “A segunda parceria foi ainda mais especial. Além de entrarmos com status de Colab, tivemos contato com diferentes áreas, desenvolvemos um modelo específico, articulamos junto à Hula, produtora de vídeos, um teaser de lançamento, participamos de todo o processo de criação, negociação, e fizemos a maior venda que já tínhamos feito de uma só vez. Foi um desafio cheio de obstáculos, mas que até hoje tem gerado bons frutos!”.

      zerezes1.2

      A gente adora fazer parte disso, aliás, quem não curte os óculos? E falando em curtir, no próximo dia 1 de novembro, rola a festa em comemoração aos três anos do Zerezes com a participação da banda Holger, uma locação incrível, bebidinhas infinitas e otras cositas más. Vai ser a boa! 🙂

      zerezes3

      Pros próximos muitos anos, o plano é crescer de forma consciente, fazer óculos de outros materiais e conseguir estabilizar a equação produção-comunicação-venda. “Hoje em dia fazemos o que queremos, como queremos e tudo mais, mas ainda não chegamos no nível ideal. Que venham os próximos!”

      zerezes4

      fotos: reproduções

      A gente fica por aqui torcendo de perto e com afeto. Pra acompanhar as novis do Zerezes, corre aqui. Parabéns, meninos! ♥

      29.10.14
    • caminhada pelo clima

      bola2_clima

      No próximo dia 21 rola a “Caminhada pelo Clima”, maior mobilização global na história pelo clima do planeta. O evento, organizado pela Avaazvai acontecer simultaneamente em oito cidades do mundo e o Rio de Janeiro foi o lugar escolhido pra representar o Brasil. Que responsa, hein! Então vem saber mais:

      clima2

      NYC, Melbourne, Berlim, Londres, Paris, Bogotá, Vancouver e Rio estão organizando a caminhada pacífica pra despertar no mundo as questões sobre sustentabilidade e as futuras gerações. Serão quatro continentes unidos em prol da energia 100% verde e tornando tudo mais que um ato político: um ato de amor! 🙂

      clima1

      A iniciativa vem dar uma forcinha nessa luta e pressionar os chefes de Estado a reduzirem emissões que estão enlouquecendo o clima da Terra antes que eles se reúnam na Cúpula de Líderes pelo Clima, convocada pela ONU.

      clima4

      Aqui no Rio, a caminhada vai ter o jeitinho carioca, com arte, música e gente do bem domingo, a partir das 10h30, no posto 8, Ipanema. Pra acompanhar as novidades até lá, corre aqui! #valeapena

      15.09.14
    • o sitiê

      bola_vidigal

      Semana passada falamos da Brooklyn Grange, uma fazenda urbana que fica numa cobertura gigante em plena Nova York. Nessa mesma onda, fomos visitar um projeto igualmente verde e bacana, só que mais pertinho de casa, no morro do Vidigal.

      vidigal1

      Há alguns anos, ali perto do famoso bar Biroscão, funcionava um conhecido lixão. Seu Mauro Quintanilha, músico, morador e paisagista apaixonado, lembra com carinho quando, ainda criança, antes de virar depósito, brincava e colhia fruta do pé por lá – “ah, lar doce lar”!

      vidigal3

      Insatisfeito com a degradação, decretou que já era hora de mudar aquela situação. Ligou pra Comlurb, falou com a associação de moradores, mas a burocracia nunca deu uma mãozinha. Resolveu ele mesmo, mais o amigo Paulinho, colocar a mão na massa e lá foram os dois ‘na raça’.

      vidigal2

      O tempo foi passando e a ajuda foi aumentando. Voluntários e doações foram aparecendo e um parque ecológico começou a florescer (até uma horta cultivam por ali!). Dos pneus e das garrafas pet encontrados, a criatividade transformou em mesas, cadeiras e todo tipo de objetos reciclados.

      vidigal4

      Os animais também voltaram a aparecer e na mistura de ‘sítio’, apelido dado pelos moradores, com o pássaro habitué Tiê-sangue, nasceu o Parque Ecológico Sitiê.

      vidigal6

      Da Rio+20,  Seu Mauro ganhou a parceria do Pedro Henrique de Cristo e sua esposa Carol. Formado em Harvard e morador do Vidigal, o moço uniu forças com ex-alunos da universidade e juntos projetaram o futuro do espaço: um parque ecológico e de educação voltado para aprendizado e sustentabilidade.

      vidigal7

      Vai ter música, salas interativas com computadores, obras de arte, oficina de cozinha viva e tudo mais. O lugar, aliás, abre todos os dias pra visitação, das 10h às 18h, mas quem quiser saber mais um pouquinho pode entrar em contato pelo telefone (anota aí, ó 21- 97460-1000).  O Seu Mauro ou o Pedro atendem com o maior amor do mundo.

      Projeto lindo! 😉

      08.09.14
    • mochilão verde

      Meio ambiente é coisa séria, e preservar o planeta depende de cada um de nós. Por isso é que a gente sempre curte quando pinta um movimento bacana ligado à sustentabilidade. Ainda mais quando tem a ver com a proteção dos nossos paraísos naturais, como está rolando nesse momento em Jericoacoara.

      Ligados na preservação do Parque Nacional de Jeri e no resguardo da cultura local, pousadas como a Vila Kalango e a Rancho do Peixe juntaram forças e criaram uma campanha pra preservar o verde. Um curta sobre Jeri já saiu do forno, outro sobre o Preá está a caminho, e suas páginas no Facebook ganharam estampas como a da Jaguatirica aí debaixo.

      Tudo isso porque o parque de Jeri abriga 3 mamíferos, 11 répteis e anfíbios que estão em risco de extinção, entre elas a Jaguatirica. Sem falar no Tamanduá-Mirim, que fazia parte da fauna do Parque e hoje já é considerado extinto. Pena, né? E a prefeitura não tem coibido os empreendimentos com impactos ambientais negativos de serem erguidos por lá, então já viu no que pode dar.

      Mas tudo tem jeito, e a gente que curte viajar pode fazer a nossa parte. Fique de olho na hora de escolher onde ficar, onde comer, nunca abra trilhas novas nas dunas e florestas, e recolha sempre o seu lixo! Nossos paraísos agradecem! #EspalhaAí

      02.10.12
    • hidratação sustentável

      A gente sabe como é importante se hidratar no nosso dia a dia. Além de deixar mais saudável, a pele fica ótima, o cabelo com brilho e até as olheiras desaparecem (sabiia?)!

      Mas o fim da vida é ter que levantar toda hora no trabalho pra pegar água no filtro ou manter aquela garrafa 2L na mesa (a gente por aqui bem sabe!).

      Pensando nisso, a Kor Water criou uma garrafinha que já é sensação lá fora (queridinha dos atletas, artistas e fashionistas) e acabou de chegar ao Brasil! Ela é toda trabalhada no design e, além de linda, também é sustentável.

      O material é não tóxico e a marca reverte 1% de suas vendas pra organizações engajadas em questões relacionadas à preservação da água.

      A gente por aqui é muito a favor de beleza e conscientização andando de mãos dadas. E você? 😉

      17.05.12
    • rio mais verde

      Faz 20 anos que a ECO-92 (quem lembra? :)) consagrou o conceito de desenvolvimento sustentável. Durante esse tempo questões de meio ambiente e preservação foram discutidas e, olha que bacana: em 2012 a conferência da ONU volta ao Rio!

      A Rio+20 (nome que comemora a data) rola do dia 13 a 22 de junho e vai contribuir pra definir a agenda de sustentabilidade pras próximas décadas, além de renovar os objetivos políticos com o tema. Importância pouca é bobagem!

      As atividades vão acontecer por vários pontos da cidade e, além do encontro dos chefes de estados e integrantes da ONU, também vai rolar uma programação de eventos abertos do dia 16 a 19 de junho.

      A Rio+20 vai discutir a implementação do desenvolvimento sustentável, economia verde, fontes renováveis, energia limpa, urbanização, desmatamento e todos os temas que, hoje, são de importância única pra todo o mundo.

      Por isso é importante ficar por dentro do que vem por aí e participar como puder pra espalhar esse espírito pra todos os cantos! A gente aqui apóia: um estilo de vida mais alegre, colorido e equilibrado!

      13.04.12
    • setembro verde

      O espaço Matilha Cultural, em SP, vai receber o Setembro Verde, evento que reúne uma série de ações voltadas pro consumo responsável e mudanças climáticas, que promete sacudir a cena paulistana e convocar todo mundo pro debate!

      Workshops, exposições, descontos em restaurantes, debates, cinema e flashmobs fazem parte da programação, que rola do dia 10/09 até o dia 10/10. Pra não deixar passar nadinha, clica aqui. A gente não vai perder 😉

      30.08.10