• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: sotaque brasil

    • faz de conta que eu sou da bahia

      Pra ler ouvindo: O que que a Bahia tem, a playlist perfumada de dendê da Rádio FARM. 

      A Bahia é uma caso de amor à parte pra gente. A terra é linda e inspira – das ladeiras do Pelô às praias paradisíacas do sul do estado, das igrejas históricas aos tambores sagrados do samba-reggae em cada esquina… 

      Nosso amor por lá é tanto que criamos uma coleção inspirada nas cores e no axé da região. A Bahia é de todos os santos, de todos os orixás e de todos que acreditam na força ancestral que ela carrega. 

      Pensamos em cada canto na hora de criar a coleção. Os cantos do Pontal do Humaitá, do Farol e o canto de Iemanjá. O Rio Vermelho de Jorge Amado, os terreiros e os acarajés, o samba de roda de Cachoeira, a capoeira dos dias que faz a Bahia ser o que é: resistência e ginga

      E aí tudo isso foi traduzido em roupa por nós. "Faz de conta que eu sou da Bahia" é a nossa coleção com pegada artesanal e feito à mão. Nela, a gente apresenta o processo de estamparia imitando bordado em ponto cruz.

      A cartela de cor é predominante branca, que é super simbólica em períodos festivos. As flores ilustram e dão pinceladas de cores às peças. Tem aquele jeito de recomeço….

      Pés no chão, conexão com a terra e com a força da natureza. A Bahia é a terra de todos os mundos e todas as gentes. 

      17.08.16
    • vozear

      A gente acredita no poder da voz e nas flores que brotam das raízes do solo brasileiro. Xênia França é uma dessas flores que en-cantam. A baiana, que vive em São Paulo há onze anos, carrega nos timbres e na alma o black-soul-brasileiro. Suas influências do universo musical vão de Djavan, Elza Soares e Gil a Erykah Badu e Ray Charles. Demais, né! Além do talento e da beleza, a cantora baiana exalta a cultura negra e o empoderamento feminino numa sintonia e timbres admiráveis.

      Xênia é uma das vocalistas da banda Aláfia (muitos traduzem como “paz”) e ontem lançou o clipe do single “Breu”, feito em parceria com o Programa O Canto, do Coletivo 336. Em um dos posts para o Instagram, a cantora disse: “Breu vem me dando a oportunidade de me conectar com o Cosmos e me colocar no lugar da outra”.

      O passo na carreira solo carrega a energia da cultura afro-brasileira e também homenageia a Cláudia Santos, vítima da violência em 2014. O clipe contou com a participação de dez realezas (como Xênia as chamou) cheias de personalidade e energia que não passam despercebidas, assim como a fotografia incrível do clipe (Fabi Cardoso) e do figurino (Ana Reiser e Sambento), uma obra de arte genuína, pintada com pinceis de brasilidade, frescor e leveza.

      Sotaque Brasil é Bahia, é São Paulo, é black, é soul, é Brasil! Aperta o play e faz de conta que a gente é da Bahia.

      22.07.16
    • vozear

      A gente acredita no poder da voz e nas flores que brotam das raízes do solo brasileiro. Xênia França é uma dessas flores que en-cantam. A baiana, que vive em São Paulo há onze anos, carrega nos timbres e na alma o black-soul-brasileiro. Suas influências do universo musical vão de Djavan, Elza Soares e Gil a Erykah Badu e Ray Charles. Demais, né! Além do talento e da beleza, a cantora baiana exalta a cultura negra e o empoderamento feminino numa sintonia e timbres admiráveis.

      Xênia é uma das vocalistas da banda Aláfia (muitos traduzem como "paz") e ontem lançou o clipe do single "Breu", feito em parceria com o Programa O Canto, do Coletivo 336. Em um dos posts para o Instagram, a cantora disse: "Breu vem me dando a oportunidade de me conectar com o Cosmos e me colocar no lugar da outra".

      O passo na carreira solo carrega a energia da cultura afro-brasileira e também homenageia a Cláudia Santos, vítima da violência em 2014. O clipe contou com a participação de dez realezas (como Xênia as chamou) cheias de personalidade e energia que não passam despercebidas, assim como a fotografia incrível do clipe (Fabi Cardoso) e do figurino (Ana Reiser e Sambento), uma obra de arte genuína, pintada com pinceis de brasilidade, frescor e leveza.

      Sotaque Brasil é Bahia, é São Paulo, é black, é soul, é Brasil! Aperta o play e faz de conta que a gente é da Bahia.
       

      22.07.16
    • aqui tem borogodó

      Ou tem ou não tem. A minicoleção Borogodó traz nossos ícones tropicais de um jeito nada óbvio e abusa do fundo preto na estamparia. 

      O tucano, que já é um clássico da nossa estampa, aparece parcialmente colorido. A ideia de brincar com menos cores, sem deixar o nosso DNA de lado. 

      As modelagens são um caso à parte!  Os shapes são mais amplos e deixam parte do corpitcho à mostra, seja no ombro ou seja nos recortes. A ideia é trazer a sofisticação do preto e a feminilidade da pele. 

      Borogodó é uma minicoleção desejo. Ok que somos suspeitas, mas achamos mesmo que deu bom! angel E conseguiu reunir todas as nossas vontadinhas: flor, etnias, borboleta, tucano. Ah! Amamos os aviamentos, em especial o de franjas (ó na foto aí de cima!). 

      Pra ficar por dentro de tudo, passa no e-FARM

      08.07.16
    • cangaço revisitado

      Para ler ouvindo: playlist Sotaque Brasil

      Sotaque Brasil olhou pra dentro pra visitar nossos (en)cantos. É uma coleção que fala das simplezas das relações e do que é tradicional e, misteriosamente, novo. É rítmo, linguagem, identidade. É o sotaque só nosso sendo descodificado por aí… 

      E a primeira minicoleção que a gente apresenta (vamos falar de todas ao longo da semana) é Folclore Urbano, inspirada no cangaço e na literatura de cordel. 

      É a poesia que vai de Ariano Suassuna a João Cabral de Melo Neto. É uma estética viva e forte. É o Brasil traduzido em emoção (e roupa)! 

      A cartela de cor é predominantemente preta e as estampas que imitam o trabalho de bordado manual são os detaques da mini, trazendo novas possibilidades ao artesanal, além de uma leitura contemporânea de personagens folclóricos tradicionais, como a Iara e o Curupira.

      Os símbolos da estética cangaceira são fortes e incorporam, desde sempre, proteção, crença e identidade na indumentária. Nossa minicoleção se inspirou nessa iconografia pra ficar mais brasileira do que nunca. Um orgulho só!

      Fotos: Raphael Lucena / Carol Wehrs – Direção criativa: Carlos Mach 

      Pra ver a coleção toda, clica aqui

      05.07.16
    • festa com sotaque

      Nossa coleção de verão chegou linda e Ilha de Paquetá foi o lugar escolhido pra receber a convenção que antecipou a boa nova pras vendedoras. Por lá, rolou desfile, show de Maracatu e da Mãeana, o funk mara da Ludmilla e muito mais. Vem saber:

      A bagunça começou nas barcas da praça XV. Todas as vendedoras do Rio estavam por lá e já dava pra sentir o clima bom só de chegar perto. A ideia foi passar o dia em Paquetá numa verdadeira imersão na nova coleção. São Pedro deu uma forcinha porque tava um dia lindo!

      Os meninos do Vulcão Erupçado garantiram a música e a animação nas barcas (na ida e na volta angry). Diga-se de passagem, foi o forró deles que preparou a galera pra festa! 

      Quando chegamos em Paquetá, fomos recebidos com uma paisagem linda e o cortejo dos meninos fez a diferença.  Sabe aquela vontade de eternizar um momento? A energia pulsava de tanta felicidade! Um respiro na rotina e um reforço pra fazer o que se ama com ainda mais energia!

      A festa rolou no Hotel do Farol, uma casa linda e toda colonial que ganhou a mão do nosso Visual Merchandising pra ficar ainda mais linda. Tinha parte da coleção espalhada por cada canto do espaço e foi poesia pura! 

      O desfile da nova coleção abriu alas pra festa. Os nossos sócios-fundadores Kátia Barros e Marcello Bastos apresentaram o que está por vir ao lado do Carlos Mach, gerente de Branding, e da Denize Mattos, head de comercial. Rolou homenagem aos funcionários antigos e que contribuem muuuito pra seguirmos na boa vibe, como nosso auxiliar Luiz e o Gabriel Oliveira, head do estilo/arte. 

      Óbvio que depois do desfile o pensamento foi um só: já pode querer a coleção toda? A Mãeana embalou os passos das nossas meninas numa trilha pra lá de emocional e empoderada. Foi difícil não marejar os olhos, viu?

      Ó que amor as meninas do Grupo Maracutaia colocando a cultura brazuca pra jogo com muita raiz e resistência. A Mãeana linda diz que desaprendeu a amar em uma das músicas e a gente pega licença pra discordar: ela é só amor!

      Aí, enquanto a tarde caía e a noite se anunciava, a música começou a rolar. O Rodrigo Lampreira colocou todo mundo pra cantar (rolou até pagode das antigas) e os Djs João Brasil e Tucho não deixaram ninguém parar. Todo mundo dançou do começo ao fim! 

      E temos prova da dançaria, ó: 

      Como se não bastasse tuuuudo isso, teve uma atração pra lá de especial que fez a mulherada reforçar o coro feminista e se ver de igual pra igual na liberdade de ser o que se quiser ser: até o chão foi pouco. Valeu, Lud! 

      Sotaque Brasil mal chegou e já deixa saudade. Será que é possível? A gente agradece aos parceiros da Do Bem, da Red Bull, da Antarctica, da Sky e do Leite de Rosas que reforçam essa energia toda e, claro, a todo mundo que fez esse dia ser tão, mas tão especial. 

      Língua, linguagem, identidade, sotaque. O Brasil é um sentimento e o coração tá em festa até agora.

      Vem pulsar com a gente? 

      05.07.16
    • vem aí sotaque brasil!

      A nova coleção de verão, Sotaque Brasil, traz um novo respiro à brasilidade que já nos é tão forte. Em época de Olimpíadas, em que o Brasil é anfitrião e recebe pessoas do mundo todo, olhamos ainda mais para dentro pra criar uma coleção inspiradora e com perfume folclórico. O lançamento é já já, dia 1º de julho no site e nas lojas. 

      A cartela de cor passeia dos tons terrosos, como marrom, dourado e laranja, aos vibrantes, como amarelo açafrão. Um detalhe legal é que, como a coleção vai ser lançada no inverno, a gente pensou numa cartela de lançamento com cores sóbrias, mais invernais, sabe? Como preto, vinho e verde garrafa. O vermelho e o amarelo aparecem como pontos de iluminação.

      As estampas são delicadas e femininas, com sofisticação na medida certa. Sotaque Brasil é feito de brasilidade e das minicoleções ‘Folclore Urbano’, ‘Realeza Tropical’, ‘Navy’, ‘Faz de conta que eu sou da Bahia’ e “Preto Borogodó”. 

      Folclore Urbano traz referências do cangaço brasileiro e da literatura de cordel em uma cartela de cor predominantemente preta. São novidades as estampas que imitam o trabalho de bordado manual, trazendo novas possibilidades ao artesanal, além de uma leitura contemporânea de personagens folclóricos tradicionais, como a Iara e o Curupira.

      Faz de Conta que eu Sou da Bahia’ traz o frescor do Nordeste numa pegada romântica, feminina e delicada, onde a cor predominante é a cor branca. A minicoleção também apresenta o processo de estamparia que imita bordado, dessa vez em ponto cruz. A chita, estamparia clássica da região que a gente adora, ganha releitura em versões de colorações mais sofisticadas e delicadas. A renda também aparece como interferência em algumas estampas.

      Realeza Tropical traz uma cartela de cor invernal, predominando as cores vinho e verde. A novidade é a estampa que ‘imita’ plissado e o tricot com foil dourado, que, aliás, aparece em muitos detalhes da minicoleção, dando ares de sofisticação. A referência boho e setentista é uma das vertentes. É uma minicoleção de luz! 

      Navy é o estilo tradicional, revisitado com nosso sotaque descontraído e dando destaque às cores azul e branco. As modelagens mais clássicas, como os macacões, ganham releitura com recortes ou tamanhos novos do tipo cropped.

      Por fim, Borogodó traz as modelagens e estamparias institucionais da marca em versões urbanas. Ah! Peraí: tem também uma supernovidade, que é a VIVA!, nossa primeira linha fitness, pensada pra quem aaaama fazer esporte ao ar livre! 

      A coleção traz peças em tecidos especiais, como os biodegradáveis, impermeáveis e antisuor, e explora uma cartela de cor variada, dos tons neutros aos vibrantes, dando ainda mais vida às leggings, tops, shorts de corrida, biquínis, regatas e agasalhos de nylon.

      Prosas, falas, conversas, papos… Sotaque Brasil é uma viagem sem volta à poesia desse país que encanta e emociona. É mais FARM do que nunca! 

      27.06.16