• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: re-FARM

    • Vem conhecer a Bubbles.lab!

      Lavanderia, bar, armário compartilhado. Um local, múltiplas atividades. Assim é a House of Bubbles, localizada num prédio no bairro de Pinheiros, em São Paulo. O projeto faz parte da House of All, que contempla outros serviços já conhecidos, como a House of Food, House of Ink, House of Works e outros.

      Inspirada nas tradicionais lavanderias norteamericanas, o subsolo do prédio aproveitou pra abrasileirar o conceito. Enquanto suas roupas passam pelo processo de lavagem e secagem, você pode sentar no bar e beber uma cerveja ou um drink. Quem disse que essas tarefas domésticas precisam ser chatas?

      No andar de cima funciona a Bubbles.lab. Visando incentivar o consumo consciente e diminuir o índice de compras por impulso, o serviço – uma espécie de armário por assinatura – reúne roupas e acessórios diversos pra que seus assinantes façam um, digamos, test-drive, passando alguns dias com as peças para descobrir se gostariam mesmo de comprá-las nas lojas. São três as possibilidades. Pagando R$50, R$100 e R$150 por mês você consegue retirar respctivamente uma, três ou seis peças, e passar 10 dias com elas, combinando com o que já tem no seu guarda-roupa.

      São vários os estilos contemplados pelo projeto. Marcas completamente diferentes estão no acervo da “Netflix de roupas”, e em diversos tamanhos também. De pequenas lojas aproveitam o projeto para se apresentarem ao grande público à grandes grifes pra galera que gosta. Como a gente adora uma novidade bacana – principalmente se envolvem consumo consciente -, você também vai encontrar várias peças da FARM por lá pra montar seus looks.

       

      A Bubbles.lab esteve presente no nosso último encontro re-FARM, na FARM Harmonia apresentando seu serviço para a galera que foi ao evento. Foi apenas uma pequena amostra do que eles podem oferecer, já que o acervo ultrapaça as 1.200 peças!

      Ah, as roupas precisam ser devolvidas limpas, tá? Pra facilitar o rolê, que tal lavar ali no andar de baixo, enquanto bebe um drink e planeja quais serão os próximos itens a passarem uns dias na sua casa?

      31.10.18
    • Isso é re-FARM: iniciativas que a gente <3

      Você já sabe que o re-FARM é a nosso primeiro projeto com foco em sustentabilidade e reaproveitamento de matéria-prima, né? Juntas e juntos, a gente vai caminhando em direção ao reduzir, repensar, reutilizar e reciclar! Dentro desse projeto, duplamos com outras iniciativas importantes pro bem-estar do planeta como o Nosso Tecido e o Banco de Tecidos. Tá lindo de ver e fazer parte dessa transformação! 

      BANCO DE TECIDO

      O Banco de Tecido é um espaço onde tecidos de sobras de criação ganham a chance de serem usados em novas roupas e itens desenvolvendo uma cadeia de produção mais sustentável. Além de venda dos tecidos, o banco também funciona com o modelo de crédito no qual você deposita seu tecido antigo e pode tirar novos. Olha que demais!

      Por lá, eles oferecem uma solução criativa para quem está buscando se adequar à Política Nacional Brasileira de Resíduos Sólidos – é assunto sério, viu? Assim, o projeto é um sistema inclusivo e circular que transforma atores da cadeia têxtil em usuários ativos. Interconectados, todos eles impulsionam um ciclo sustentável, com reflexos sociais, econômicos e ambientais. Uma colaboração e tanto!

      Além de funcionar como uma loja, o Banco é também um local de encontro, onde as pessoas podem trocar conhecimento sobre tecidos e seus usos. É ou não é uma iniciativa pra apoiar? <3

      Por enquanto, são 3 unidades do espaço: São Paulo, Porto Alegre e Curitiba. E a gente fica na torcida pra que essa ideia se espalhe pelo Brasil todo!

      FARM + Banco de Tecidos
      Xô disperdício de matéria-prima! Nos juntamos ao espaço doando rolos de tecidos que não seriam mais utilizados na nossa fábrica. Nessa primeira doação foram mais de 200kg de tecidos que vão ganhar vida nova pra muitas pessoas que criam com amor!

      NOSSO TECIDO 

      O Nosso Tecido é uma startup que tem o propósito sustentável de fazer a ponte entre a indústria têxtil e o consumidor final, que pode ser você aí que tá lendo 🙂 Através da venda dos tecidos adquiridos, eles contribuem pra moda circular permitindo que cada metro ganhe um novo significado.

      Colaborando com o e-commerce do projeto, profissionais, pequenos empreendedores, estudantes de moda, costureiras, oficinas e artesãos contribuem pro futuro da moda mais sustentável dando vida nova a toda essa matéria-prima que seria inutilizada. Demais, né?

      FARM + Nosso Tecido

      Duplamos com a galera do Nosso Tecido e doamos mais de 300 rolos de tecidos doados totalizando mais de 3000 metros de tecido que podem virar blusas, calças, objetos artesanais, brinquedos e tantas outras coisas que a imaginação permitir!

      Ah, esse sábado, o pessoal do Nosso Tecido preparou um evento de lançamento super bacana da chegada dos tecidos doados pela FARM por lá, pra galera sampa conhecer e escolher os cortes favoritos. Vem ver o evento e cola lá!

      Mulheres do Sul Global

      Essa é uma iniciativa que é amor e empoderamento do ínicio ao fim! O Mulheres do Sul, projeto da Emanuela Farias, promove a liberdade econômica de mulheres refugiadas através do ofício da costura, com o desenvolvimento de jornadas empreendedoras e redes de trabalho com valorização das identidades e conexões entre as diferentes culturas. E claro, não poderíamos deixar de colaborar com um projeto tão potente! Vamos contar já já sobre essa história toda 🙂

      Rede Asta

      Há 12 anos a Rede Asta transforma restos de tecido em matéria prima. O negócio social faz com que artesãs sejam também empresárias. Através do Upcycling, cerca de 12 toneladas de tecido foram ressignificadas e transformadas em novos produtos. Na nossa parceria, nossas sobras de tecidos viram almofadas pelas mãos de 18 artesãs do Toque de Mão, do Rio de Janeiro.

      Isso tudo é re-FARM e ainda vem muito mais por aí! A gente tá só no começo do caminho por um mundo mais colorido, colaborativo e sustentável! Aproveita e vem ver a nossa coleção re-FARM re-ROUPA 

      27.07.18
    • re-FARM re-ROUPA, coleção nova

      Tem coleção nova de re-FARM re-ROUPA no ar! Lembra que lançamos a parceria ano passado? Ela voltou com tudo com várias peças que ganharam vida nova a partir do upcycling, afinal, transformar é urgente. 

      Nos unimos à Gabi Mazepa, do Re-Roupa, pra criar novas peças FARM a partir dos nossos próprios resíduos de tecido: roupas com pequenos defeitos, retalhos de corte e sobras de matéria-prima e aviamento foram garimpados pra dar vida à coleção da parceria.

      Essa é uma das iniciativas do projeto re-FARM, nossos primeiros passos pra gente repensar, reduzir, reutilizar, reciclar. Juntos! 

      Nessa edição, nos unimos ao Instituto Alinha no desenvolvimento de cada peça: lenços, calças, camisas, bombers… Tudo com muita cor do jeito que a gente ama! 

      Você já parou para pensar quem fez suas roupas? Qual a condição de trabalho dessas pessoas? O Alinha é um negócio social focado na melhoria das condições de trabalho e de vida de costureiros e costureiras. Além de ajudar as oficinas de costura a se tornarem alinhadas com segurança, recursos, legalização… conectam confecções e estilistas interessados em contratar uma oficina garantindo preços e prazos justos. Tudo gratuito! Demais, né?

       

      As peças do re-FARM re-ROUPA são feitas à mão, uma a uma, com um mix original de estampas. Ou seja, cada peça é única. E nessa história boa já reaproveitamos mais de 2.000 metros de tecidos e centenas de peças juntos. Um orgulho e tanto de estar fazendo nossa parte pelo bem-estar do planeta 🙂

      Agora que você já tá por dentro de tudo, vem junto com a gente nessa! A coleção tá uma explosão de criatividade, cor, alegria e claro, respeito ao nosso meio-ambiente <3

      Vem ver a novidade no site e nas lojas selecionadas:
      FARM ipanema
      FARM centro II
      FARM rio sul
      FARM rio design barra
      FARM village mall
      FARM harmonia
      FARM higienópolis
      FARM villa lobos

      18.07.18
    • re-FARM, re-ROUPA: transformar é urgente!

      Amanhã, em todas as lojas, a gente lança uma super novidade. É a coleção RE-FARM RE-ROUPA, em parceria com Re-Roupa. A ideia vem sendo desenhada há um tempo, da necessidade de reaproveitarmos nossos tecidos sem uso… Hoje, no Brasil, cerca de 170k toneladas de resíduos têxteis são descartados por ano e 85% desse material vai parar nos aterros sanitários, sem reaproveitamento! Esses dados são inquietantes, né? 

      Foi então que nos unimos à Gabi Mazepa, do Re-Roupa, pra criar novas peças FARM a partir dos nossos próprios resíduos de tecido: roupas com pequenos defeitos, retalhos de corte e sobras de materia-prima e aviamento foram garimpados pra dar vida à coleção re-FARM re-ROUPA que chega às lojas da Harmonia (SP) e de Ipanema (RIO) amanhã (6/12) e hoje à noite no e-FARM. 


       
      "Nós acreditamos que é possível estender o ciclo de vida dessas roupas já existentes usando processos criativos inovadores como ferramenta. Além da preocupação clara com o reaproveitamento, faz parte do conceito do projeto Re-Roupa valorizar a mão de obra local e capacitar costureiras para esse processo criativo chamado Upcycling", conta Gabi.
       
      Todas as peças da coleção foram produzidas no ateliê da Re-Roupa no Rio de Janeiro, em parceria com costureiras empreendedoras que trabalham de forma independente empoderando a mão de obra local. As peças são feitas à mão, uma a uma, dando vida a peças que compartilham modelagens similares, porém com combinações exclusivas de estampas antigas e novas da marca.
       
      "A parceria com o Re-Roupa é uma super novidade e um novo e grande passo dentro do re-FARM. Tudo porque a coleção faz parte de uma metodologia queressignifica a vida útil de materiais até então descartados, algo tão importante para caminharmos no sentido da redução dos nossos impactos ambientais negativos e aumento do nosso impacto social positivo. As palavras chaves desta virada são colaboração e consciência" – diz Taci Abreu, nossa head de marketing.  
       
      “Pra nós do Re-Roupa esse desafio é um dos que mais nos motiva: aplicar a nossa metodologia para dar novo destino para os materiais que estavam inutilizados em estoques de grandes empresas. Desta forma pretendemos promover transformação neste setor”, explica Gabi Mazepa, do Re-Roupa.
       
      O primeiro passado tá logo aqui, à frente. Vamos? 

      05.12.17
    • já conhece o re-FARM?

      A gente tá feliz demais e com motivo: acabamos de lançar o re-FARM, nosso primeiro projeto com foco em sustentabilidade e reaproveitamento de matéria-prima: é o re-FARM. A ideia resultou no lançamento de uma linha de bodies exclusiva, feita através da reutilização de tecidos das marcas do grupo SOMA, e que já tá à venda nas nossas lojas físicas (no site não, tá?).

      “O re-FARM é a nossa oportunidade de trazer um monte de inovações ligadas a novos comportamentos de consumo. Esse primeiro passo não é isolado, mas acompanha o compromisso do grupo SOMA com iniciativas internas e externas em relação à gestão de resíduos”, conta a Taci Abreu, nossa head de comunicação e marketing! 

      E a gente tá muuuuito apaixonada por esse coletivo de bodies super desejos (R$89,00 cada) produzidos com as sobras de tecido da FARM, Animale, A-brand e FYI. Por serem feito de sobras, o sortimento é bem diverso e a grade foi montada de acordo com a quantidade de tecido disponível. Além de lindos, o precinho tá ótimo também, né? 

      Além disso, um novo encontro fomentou ainda mais nosso caminho: foi a parceria com o Menos 1 Lixo, da Fernanda Cortez. Através dele, a FARM vende copinhos retráteis e reutilizáveis, assinados pela Menos 1 Lixo e que promovem a diminuição de copos descartáveis no dia-a-dia. Eles são dobráveis e feitos para serem levados na bolsa (R$59,90). Vem garantir aqui

      Que o re-FARM cresça! 

      21.12.16