• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: londres

    • sobre moda: london calling

      A moda inglesa é essencialmente tradicional, e essencialmente rebelde, tudo em seu lugar. É uma moda que grita qualidade, feita pra proteger dos infinitos dias de chuva, pra bater perna na capital e depois se encher de delicadeza num dia no campo. Parece contraditório, e é, e essa é a graça do estilo britânico.

      E a quintessencia da moda inglesa é a marca Burberry, fundada em 1860 e criadora dos trench coats impermeáveis que revolucionaram a moda na terra da rainha. 

      E atualmente a marca segue revolucionando, agora sob batuta de Christopher Bailey, transformando seus desfiles em see-now-buy-now, um novo sistema que despreza a sazonalidade das coleções e faz com que todas as peças possam ser consumidas logo após o desfile. Esperto!

      A história inglesa também é lembrada na Erdem, marca que traz as estampas florais pequenininhas e o romantismo vitoriano desconstruído em ombros desabados, assimetrias e leves "frou-frous".

      Já a novíssima Simone Rochas costuma trazer uma pitada rock'n'roll pra seus vestidos romanticos, quebrando os florais com detalhes fortes e babados cheios de personalidade. Adoramos a modelagem ousada e estamos sempre de olho no trabalho original e feminino da moça.

      A rebeldia fica por conta de Christopher Kane, estilista que sempre movimenta a semana de moda londrina com estampas ousadas, tecidos tecnológicos e materiais inusitados. Dessa vez arregalamos os olhos ao ver as modelos entrando de Crocs na passarela, e não é que o sapato que divide opniões ganhou definitivamente uma áurea cool pelas mãos de Kane?

      E pra fechar o colorido sempre deslumbrande de Roksanda, que dessa vez transformou a passarela em obra de arte com a paleta de cores e as formas de Matisse. Adoramos a leveza e a fluidez, ficamos com ainda mais desejo de verão.

      Enquanto isso, a semana de Milão já ferveu e vai ter post sobre também. Ciao Bella!

      29.09.16
    • day tripper

      bola_daytripper

      As férias de julho já batem à porta e tem programação das boas pra quem quer curtir os dias de folga aprendendo em terras londrinas. É o Day Tripper, projeto de aula-tours da jornalista Ana Claudia Lopes (que já apareceu aqui) e ganha segunda edição dos dias 20/7 a 24/7. Anota aí os detalhes:

      day_tripper3

      O roteiro foi escolhido a dedo e inclui visita ao centro de conservação das peças do museu Victoria & Albert, passeio pela expô Alexander McQueen, bate-papo com profissionais ingleses da moda e visitar às lojas pra trocar ideia sobre visual merchandising, design e coolhunting. Imersão total!

      day_tripper1

      O curso foi dividido em cinco etapas: ‘Tradition’, que foca na tradição dos negócios centenários; ‘Unique’ que propõe a visita às lojas que ‘saem da caixinha’ e são fora dos padrões comerciais; ‘Concept’ que vai em busca de empreendimentos independentes; ‘Exclusive’, com a visita à expô do McQueen e ‘Vintage’ que, como o nome mesmo já diz, vai apresentar lojas vintages de Notting Hill.

      day_tripper2

      A Ana é autora do guia Londres Confidencial, morou por seis anos em Londres e aproveita pra dividir nas aulas todo seu conhecimento. A boa é que o curso faz um mix de informações históricas com o que tá rolando de atual na moda e é livre a todos os interessados pelo tema, sejam estudantes ou curiosos. Ah! Além do pacote de cinco dias de aula, também tem a opção de fazer aulas avulsas!

      day_tripper4

      Nada mal um tour com conhecimento, né? Pra quem animou, é só clicar aqui, conferir os detalhes e arrumar as malas! 🙂

      20.05.15
    • conhecendo a moda de londres

      bola_londres

      Quer aprender mais sobre moda numa das suas capitais mais importantes? Então se liga no projeto Day Tripper, da jornalista Ana Claudia Lopes (autora do guia Londres Confidencial), que vai organizar tours pra mostrar como a moda é feita na Terra da Rainha(mais…)

      17.12.14
    • as delícias de jamie

      bola_jamie

      Se pela TV e por seus livros ele já nos deixa babando a cada receita, imagina poder provar as diferentes delícias de Jamie Oliver? Adepto da comida orgânica e do uso de alimentos naturais (do jeitinho que a gente gosta), o chef de cusine britânico é conhecido por ter revolucionado as merendas escolares inglesas e pela luta contra os fast foods.

      1

      No entanto, o que pouca gente sabe, é que ele conta com uma rede de restaurantes bem variada no Reino Unido e, diferente do que a maioria pode pensar, com um preço acessível! 🙂 Com opções de carne, massa, brunch e culinária típica inglesa, Jamie oferece possibilidades pra todas as horas e gostos, como conta nossa colab internacional, Bruna Calasans:

      2_jamie

      A dica pro café da manhã é o seu restaurante  localizado em Nothing Hill (e que conta com mais duas filiais) chamado Recipease. Com uma lojinha cheia de gostosuras no primeiro andar e o restaurante na parte de cima, o expediente por lá começa cedo com opções de smoothies, sanduíches, cafés e várias doçuras!

      3_jamie

      Com o objetivo de aproximar qualquer pessoa do mundo da culinária o Recipease ainda possui um espaço pra aulas práticas com o super time de chefs do Jamie e ingredientes da melhor qualidade. É só escolher o menu, fazer a reserva no site e saborear cada delícia!

      Processed with VSCOcam

      Porém, se você está em busca de um cardápio bem inglês e um cenário bem londrino a dica é Union Jack, no bairro super badalado de Covent Garden. Parceria com o chef  Chris Bianco, o restaurante tem opções típicas com ingredientes artesanais. Aaah e pra quem quer provar um autêntico “fish&chips” é a pedida. Pras visitas no final de semana vale curtir o show de violão (tudo de bom!) em frente ao restaurante.

      5_jamie

      Os amantes da cozinha italiana, também não podem deixar de conferir o maior sucesso  do chef, o Jamie’s Italian. Com filiais em todo Reino Unido e presença em mais de 8 países, Jamie se orgulha que cada restaurante da linha seja único, com menus especiais e um design super exclusivo.

      6_jamie

      E se a carne é fraca, a opção para churrasco é o Barbecoa, com uma única filial em Londres e com uma vista linda para a Catedral de Saint Paul, que já vale a visita. O restaurante é um pouquinho mais caro que os outros e é uma das mais recentes criações do chef. Com certeza é um dos hot spots londrinos!

      7_jamie

      No coração da “London City”, Jamie ainda oferece uma possibilidade pra quem quer provar das suas receitas, mas tem pouco tempo disponível. O Jamie Oliver’s Diner é a oferta do chef mais dinâmica, e próximo a vários teatros e cinemas maravilhosos, combina perfeitamente com quem quer ir curtir um musical ou até mesmo só está de passagem pelo Picadilly Circus.

      8_jamie

      E se você é super fã, com certeza, já ouviu falar do Jamie Oliver’s Fifteen. O restaurante, que foi cenário de um dos seus programas, tem como objetivo dar oportunidade no mundo da culinária para jovens carentes. Atualmente, quem está no comando é o chef John Rotheram e as pedidas do menu e do bar são demais!  Misturando pratos clássicos com um olhar inovador, o Fifiteen é o ambiente ideal se você está a procura de um restaurante mais romântico.

      9_jamie

      Mil e uma opções de dar água na boca, né? Quem tiver com viagem marcada para longe não pode deixar de provar e acabar perdendo a viagem! hehehe 😉 Para conferir cada endereço e garantir as reservas é só entrar aqui! Have a good meal! 🙂

      26.04.14
    • board é amor!

      bola_girlsboards (2)

      Que a tendência esportiva está em alta não é novidade, mas a cada estação que passa, mais e mais o urbanwear ganha espaço nas coleções, passarelas e nas lojas. Por isso, a Selfridges preparou eventos dedicados a cultura do skateboard e surf, tudo para mostrar a ligação da moda com os esportes de prancha.

      girlsboards1 (2)

      Board Games acontece na loja de Londres e transformou a Concept Store da Selfridges  em um Board Room, com mais de 50 decks feitos em parceria com estilistas como Rick Owens, Stella McCartney, Dries Van Noten e Christian Louboutin.

      girlsboards2 (2)

      Além disso, camisetas, mochilas tênis e outros complementos pro look sportswear perfeito também estão à venda por lá, numa seleção que mistura peças de marcas como Stussy com nomes como Chanel. Super hi-lo!

      girlsboards3 (2)

      Um skatepark indoor também foi montado no antigo Selfridges Hotel, recriando alguns dos mais tradicionais skate spots da cidade.

      girlsboards4 (2)

      Pra quem não tem a sorte de estar por Londres esse mês, clica aqui pra ter um gostinho da exposição num teaser especial feito em parceria com a super revista Dazed & Confused.

      Agora bora subir na prancha?

      19.04.14
    • #londonfashionweek

      bola_lfw

      E se o céu cinza cobriu as passarelas em NY, digamos que chuva nunca seria grande novidade na capital mundial dos dias nublados, por isso talvez Londres tenha ido na contra-mão apresentando coleções com os dois pés no étnico. A cara da pluralidade elegante que a gente tanto ama na terra da rainha!

      foto-1

      E foi a Burberry Prorsum quem confirmou a maior tendência da capital britânica, uma alfaiataria desconstruída, ultra-feminina, e com uma surpeendente leveza étnica: Gypsy woman goes to work!

      burberry

      A mesma linha foi seguida por Paul Smith, levando conforto com um perfume de anos 70 irresistível às passarelas. O lenço com pegada cigana-chic quebrando a seriedade da alfaiataria (também visto na Burberry!) é um truque de styling que nós vamos seguir:

      paul_smith

      Ainda bastante decorativista, a queridinha das estampas Mary Katrantzou surpreendeu com texturas, aplicações e símbolos ao invés das estampas digitais que são sua marca. O resultado foi o impacto visual de sempre, mas com carinha de novidade.

      mary_katrantzou

      E se os olhos andam voltados pra Peter Pilotto, o estilista-sensação não decepcionou mostrando looks recheados de texturas, misturas e excessos, mesmo quando tenta ser simples.

      pilotto

      A representante do minimalismo tem raiz exatamente de onde se espera o oposto, a brasileira Barbara Casasola apresentou mais uma bela coleção que exala aquela simplicidade sofisticada sem data de vencimento!

      barbara_casassola

      Mas o que realmente se espera da semana de moda londrina foi visto no desfile de Christopher Kane. O estilista conseguiu ser novo e moderno, pero sin perder la feminilidade jamás, mesmo quando ameaça trazer de volta a calça cargo, será?

      christopher_kane

      Já estamos de olho em Milão, fique de olho por aqui!

      21.02.14
    • ele se chama Paul

      bola_paulsmith

      Hoje a dica vem lá de fora (com torcida pra chegar por aqui!): sucesso de público, a exposição que apresenta a carreira do estilista britânico Paul Smith no Design Museum de Londres acaba de ser prorrogada até junho de 2014. E como a gente a-d-o-r-a  o tema, pediu pra nossa amiga Bruna Calasans, que tava por lá, ir visitar!

      paul_smith1

      Com apoio de grandes veículos da moda, como Vogue,  Channel 4 News e Elle UK, e os toques de produção do próprio Paul, a exposição busca uma proposta diferente pro visitante. Em Hello, my name is Paul Smith é possível conhecer toda a história do estilista e entrar no dia a dia e universo de sua marca.

      paul_smith2

      Assim, a exposição começa com uma recriação da primeira loja do estilista criada em Nottingham’s Byrd Lane em 1970. Com apenas 3 m2, o espaço comprova que a marca hoje conhecida no mundo todo começou de uma forma modesta, mas já cheia de charme!

      paul_smith3

      Andando um pouco na mesma sala, encontramos uma pequena parte da coleção de arte que o Paul guarda desde os 11 anos (imperdível!). Tudo que está lá foi referência, de trabalhos de Andy Wahrol e desenhos de seus amigos pessoais a fotografias do próprio estilista, um dos seus hobbys favoritos.

      paul_smith4

      Como ele fala “Ideas can come from anywhere” e é por isso que seu estúdio, localizado em Covent Garden, e replicado na exposição, tem uma mesa que ele mesmo disse nunca ter sentado por estar lotada de coisas. Livros, câmeras, cartas, registros de viagens, objetos históricos fantásticos (bem kitsch!) e até uma bicicleta (paixão do Paul) estão acumulados e guardados no cantinho!

      paul_smith5

      Contando tudo desde o início, a exposição mostra os desenhos e croquis de sua primeira coleção que possuem a participação de sua mulher Pauline Denyer. Destaque especial, Pauline é apresentada pelo estilista como sua professora!

      paul_smith6

      Hoje, como a produção cresceu e a equipe também, a sala de criação é bem maior e se pode conferir cada detalhe em uma réplica do ambiente. Modelagens, tecidos, aviamentos, revistas, paletas de cor, tudo que faz parte da criação das peças está lá.

      paul_smith7

      E claro que em uma exposição de moda não poderiam faltar roupas. Em uma galeria com os principais exemplares assinados por Paul, da década de 70 à sua última coleção (verão 2014), a gente pôde conferir a evolução de sua arte.

      paul_smith8

      Após conhecer todo esse universo criativo e a alegria de viver de Paul Smith, não tem como não sair encantada por sua trajetória. E a mensagem que fica, e inspira, é “Everyday is a new beginning”!

      paul_smith9

      Aproveita que ainda dá tempo de visitar e dá pra reservar o ingresso no site do museu. E se até lá você não puder vir pra Londres,você pode conhecer um pouco mais e conferir cada detalhe da exposição no livro e  aplicativo que contam tudinho. E falar: muito prazer, sir Paul Smith!  😉

      15.02.14
    • um mundo de piquenique

      Tudo bem que toda viagem tem a visita clássica aos pontos turísticos pra passear, mas já pensou em visitar de um jeito diferente? Fazer um piquenique é uma ótima pedida pra conhecer locais incríveis de um jeito leve e… delicioso! 😛

      Em Paris, um dos pontos mais bacanas é o Champ de Mars, com a Torre Eiffel, maior símbolo da cidade luz, ao fundo. Na cestinha não pode faltar um bom vinho nacional e queijo, é claro!

      Em Nova York o destino mais conhecido é o Central Park, mas há muitas áreas incríveis prontas pra receber a sua toalha xadrez. Uma delas é o Pier 1, no Brooklyn Bridge Park. Com muito verde às margens do Hudson River, não tem como não se encantar com a vista!

      Em Londres, o Alexandra Park, que fica no norte, tem uma vista muito famosa que mostra toda a cidade. Ah, quem se aventurar por lá ainda pode cruzar com um (ou vários!) veados, animal que habita a área!

      A Duda, ganhadora do nosso Intercâmbio pra Austrália, vai poder relaxar no Georges River National Park, ao sul de Sydney. Mas a dica é não comer muito porque ainda rola passeio de Jet Ski no lago ou só um mergulho pra refrescar!

      No Rio, o Parque da Catacumba, na Lagoa Rodrigo de Freitas, tem ficado cheio de toalhas pelo gramado todo fim de semana. Mas a boa mesmo é subir a trilha e saborear um lanche de lá de cima, vendo todo o visual da Lagoa, Ipanema e Leblon!

      Curtiu as dicas? Então estenda a sua toalha xadrez e bom piquenique!

      03.10.12
    • árvore da vida

      Não há dúvida que a natureza sempre é usada como inspiração na arte e design. Nesse caso, a árvore baobab, que é comum em Madagascar, foi o ponto de partida da enorme escultura de Mike de Butts!

      A árvore, feita com vários tecidos diferentes do mundo inteiro, fica em no Southbank Centre de Londres, e faz parte da exibição “Festival of the World”, e vai ficar exposta durante todo o verão do hemisfério norte durante as Olimpíadas de 2012!

      Com 14 metros, a obra de arte é praticamente da mesma altura da árvore baobab na natureza, que por ser tão grande é chamada de árvore da vida.

      Estudantes da Chelsea College of Art & Design ajudaram na construção desses anéis de tecido. Um mais colorido e estampado do que o outro (e a gente claro adorou!).

      E não é que ficou igualzinha a árvore de verdade? Pra ver fotos de todo o processo, é só clicar aqui 🙂

      14.06.12
    • hora de arrumar as malas

      Notícia boa pros amantes de moda, artes e design! O Instituto Rio Moda tá promovendo uma viagem superbacana pra quem quer se inspirar e investir em novas ideias.

      O destino é Londres (não podia ser melhor!) e a intenção é deixar os participantes em contato com os maiores centros culturais do mundo, pra ampliar o repertório cultural e, claro, conhecer uma das cidades mais animadas de todas!

      O pacote tem um roteiro bem legal com visitas a lugares como o Camden Lock Market e Brock Lane. Além dos destinos obrigatórios como a Tate Modern, a Oxford Street e a Royal Academy of Arts.

      Quem desenvolveu o roteiro foi a estilista brasileira, moradora de Londres, Lena Santana. Ela fez tudo sob medida pra quem tem interesse nessas áreas e também será a guia dos passeios.

      A viagem vai ser de 12 a 22 de outubro. Pra se informar mais e se inscrever é só dar uma olhadinha aqui no site e fazer as malas!

      02.04.12
    • próxima temporada do istituto marangoni

      O Istituto Marangoni (sem “n” mesmo!) acabou de liberar uma das listas mais esperadas do ano: a de cursos que vão virar nosso desejo – ou planos! – pra 2012.

      Pra quem não conhece, o Istituto Marangoni foi criado em 1935 e, desde então, é uma das escolas de moda mais respeitadas do mundo. As sedes, não por acaso, ficam em Milão, Paris e Londres – as super capitais da moda, né?

      As propostas vão de curso de férias, de três semanas, até graduações inteiras que duram três anos. Prato cheio pra quem pode passar um tempão fora – ou só um pouquinho mesmo. Dá uma olhadinha na lista!

      Se animou? Então, clica aqui pra mais informações e passaporte na mão pra embarcar nessa. Depois não se esquece de contar pra gente como foi 😉

      03.02.12
    • embarque neste carrossel

      Lembra do desfile da Louis Vuitton em Paris que tinha um enorme carrossel? O brinquedo chamava tanta atenção quanto as roupas lindas que apareciam pela passarela (e a Kate Moss!). Assim como no desfile, existem 3 carrosséis pelo mundo que já viraram pontos turísticos famosos, de tão incríveis!

      E é em Paris mesmo que essa diversão começa. Pertinho da Torre Eiffel, mais precisamente na esquina da Pont d’Iéna, fica um dos carrosséis mais antigos da cidade.

      De lá, a vista da Torre é de dar suspiros e, quem subir (de elevador ou escada, dependendo da preferência ou forma física :)), pode apreciar a vista do brinquedo e da cidade, que é uma das melhores que existem!

      Em Londres, perto do London Eye na área de South Bank, tem um carrossel que fica de frente pro rio Thames. O melhor é ir à noite, quando a enorme roda gigante e o carrossel ficam acesos, e se tem uma vista panorâmica da cidade iluminada. E que vista!

      E em Nova York, a história do Jane Carousel é, no mínimo, bem interessante. Ele fazia parte de um parque de diversão em Ohio e, nos anos 80, o casal David e Jane Walentas comprou o carrossel (de 1922!) com o sonho de colocá-lo no Brooklyn Bridge Park. E não é que eles conseguiram?

      Depois de mais de 20 anos de restauração (imagina só como demora recuperar cada painel e cada cavalinho), o brinquedo abriu pro público no mês passado, e está fazendo o maior sucesso! Também, com essa vista pra ponte do Brooklyn, não tinha como não dar certo!

      Momento de nostalgia pelo mundo todo! Afinal, nada como um passeio desses pra fazer uma criança, ou um adulto, sorrir 🙂

      17.10.11