• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: festival

    • inspiralooks pro meca!

      O MECAInhotim tá chegando e a gente tá na maior animação por aqui. Além da lojinha, vai ter também show de flor de sal, workshop de moda com Taci Abreu, head do nosso marketing, e várias outras atrações imperdíveis! E se você ainda não sabe o que usar, a gente te ajuda: a coleção nova tá cheia de peças lindas que são a cara do festival!
       

      Que a gente ama vestidos, não é novidade. A nova coleção tá cheia de modelos lindos e estampados, perfeitos pra usar no festival! E como o vestido é uma peça única, vale a pena incrementar nos acessórios: bolsa, óculos e bijouterias ajudam a tirar o look do óbvio e deixam tudo ainda mais bonito! Ah, e vale lembrar: pra ficar ainda mais confortável, os comprimentos midi e longo são uma boa opção 

      Quem não ama o bom e velho shortinho? Seja ele jeans, estampado, bordado… Não importa o material, short é desejo puro! Pro festival, uma boa ideia é combinar ele com blusinhas de banda ou croppeds, mas se o frio apertar, não se preocupe: é só jogar uma meia calça por baixo que fica tudo certo! 

      Se bateu uma dúvida sobre o que usar, vai no jeans que não tem erro! Ele tá nas maxi jaquetas, na parka, nas calças detonadas… Enfim! E que tal usar tudo combinadinho? Fica lindo!
       

      Minas Gerais é bem frio nessa época do ano e o ideal é levar um casaquinho. Ou um maxi casaco! A coleção nova tem peças bem quentinhas de tricot, moletons coloridos, pelinhos e bombers lindos. Como resistir, por exemplo, à bomber do zé carioca?

      Aproveita que todas as peças já estão no site pra garantir seu look pro MECA – e pra vida! Não esquece também de conferir aqui tudo o que vai rolar por lá. Até sexta!  

       

      06.07.17
    • mistura inflamável ​

      O Coquetel Molotov  é um dos festivais mais legais de Recife, cidade que a gente ama! Neste sábado, dia 22 de outubro, mais uma edição acontece recheada de artistas nacionais e internacionais, incluindo até mesmo uma feira cultural e uma mostra de cinema. Para contar mais pra gente sobre o Molotov, conversamos com Ana Garcia, que produz o tradicional festival há 13 anos.

      Conta mais sobre o festival! Como ele começou e como ele acontece hoje?
      O festival começou a partir do nosso programa de rádio, Coquetel Molotov, em 2001. Em 2004, realizamos a primeira edição trazendo o Teenage Fanclub pela primeira vez pro Brasil. Desde então, temos uma edição por ano do Molotov e tivemos a oportunidade de trazer artistas que amamos como Beirut, Hinzi Zahra, Dinosaur Jr., Peter Bjorn and John, primeiro show solo de Marcelo Camelo e por aí vai… por causa do festival também construímos alguns projetos como a Invasão Sueca que durou 5 anos.Passamos 10 anos na Universidade Federal de Pernambuco e em 2014 decidimos que era hora de fazer algo novo e desafiador e fomos para a Coudelaria Souza Leão. É um espaço incrível, verde, aberto com uma vista linda para a cidade do Recife. O festival hoje tem mais de 3 palcos, Som na Rural, performances, intervenções artísticas, uma feira com mais de 40 expositores, um parque com food trucks… é realmente um espetáculo.

      Esse ano o Molotov também acontece no interior de Pernambuco e em Belo Horizonte. Como surgiu a ideia de levar o festival para outras localidades?
      O Instituto Conceição Moura e Baterias Moura, nosso patrocinador, é de Belo Jardim – a Cidade dos Músicos. Por causa disso, fazia sentido levar o festival pra lá, mas neste segundo ano fizemos diferente e abrimos um edital para as bandas do Agreste pernambucano. Descobrimos que tem uma gama enorme de bandas incríveis no interior e que não tem a oportunidade de tocar e participar de festivais. Foi muito emocionante ver essas bandas tocando, saber que elas são incríveis ao vivo. Também levamos Otto, que é de Belo Jardim, para tocar na sua cidade e foi muito bacana ver a cidade recebê-lo de braços abertos. Terminamos o festival com tantas ideias para o próximo ano e com a possibilidade de começar a rodar com esses artistas.

      Já Belo Horizonte é uma cidade que amamos e tem uma produtora chamada Quente que estava a fim de abraçar o festival conosco. Conseguimos aprovar o festival no edital da Oi Futuro, atrás da lei de inventivo do governo, e com o apoio da Skol uma coisa levou a outra. Vejo uma ligação muito forte com Minas Gerais e Pernambuco e, inclusive, passamos muito tempo em Belo Horizonte por causa do projeto Conexão Vivo, para quem fazíamos a assessoria nacional.

      Quais bandas são as suas apostas dos shows mais imperdíveis pra gente ver?
      Ai que pergunta difícil… mas, sendo bem sincera, eu estou mais ansiosa para ver a batalha de Vogue que vai rolar!!! Acho que o público não espera por isso e vai ficar de cara quando as meninas começarem a dançar. Vem o Trio Lipstick de BH e uma galera local irá participar para a batalha. Mas, musicalmente falando… eu estou ansiosa para ver o show das meninas da Rakta e da banda americana Deerhoof. Ai, tem Moodoid também e Baianasystem e Boogarins e Céu e Tagore e Barro… não consigo escolher!!!

      A gente está super ansiosa por aqui também. Ah! e pra garantir seu ingresso é só clicar aqui! 😉
       

      19.10.16
    • rock the mountain!

      bola-rock

      Tá chegando o DoBem RockTheMountain, animando o Parque  Municipal de Itaipava! Vai ser dia 5 de dezembro e a programação tá mara e imperdível. Vem saber!

      1

      A 3ª edição do festival indie traz atrações internacionais como Kid Ink, Miami Horror e Nouvelle Vague e, aqui da nossa terrinha, vai rolar Antonia Morais, Cone Crew, Leo Justi, Opala e muito mais. A gente não aguenta. São mais de doze horas de muita música boa que ainda vai contar com nossas festas do ♥ como Zeh Pretim, Rocka Rocka, Esbórnia, Nas Internas, Base e do Leme ao Pontal! Pra não parar de dançar um segundo, né?

      3.1

      ‘O Festival Do Bem RockTheMountain surgiu coma ideia de trazer pro Brasil a experiência  única e verdadeira de um festival aos moldes dos que vemos pelo mundo, a escolha da  serra foi feita justamente a partir deste conceito de festival imersivo, aonde as pessoas  têm que viajar, reunir a galera num local próximo da natureza, e viver uma  experiência de um final de semana diferente’, conta Ricardo Bräutigam, produtor do evento.

      4.2

      Junta a todas essas atrações, bungeejump, balão tripulável, food truck e instalações artísticas e, voilá, tá pronto um dos melhores festivais da sua vida ;)! Corre pra garantir seus ingressos aqui e bora participar dessa festa linda de viver!

      25.11.15
    • toda forma de amor e arte

      bola_maria

      Imagina um festival de artes onde você não sabe onde começa o pintor e termina o musicista. Onde toda forma de arte não é apenas válida, mas se funde com outras e se transforma em novas expressões artísticas. Conseguiu vislumbrar?

      1

      Pois essa é a ideia do Festival Lunar Lá Vai Maria – Artes Integradas na Lapa, criado pelo coletivo Lá Vai Maria. Composto por atores, músicos, instrumentistas, figurinistas, produtores, fotógrafos e palhaços, o coletivo promove um encontro tipo mistureba cultural, com música, poesia, artes plásticas, artesanato, além de moda, comidinhas e muita solidariedade. Bem ali no Paiol08, na Lapa.

      2

      A sementinha surgiu há quase dois anos, quando um grupo de sete amigos talentosos e inquietos se juntou com a proposta de “quebrar paradigmas estéticos caretas”, como eles gostam de dizer.

      3

      As aparições, como foram autodenominados os encontros artísticos promovidos pelo grupo, acontecem na rua, em espaços fechados, ou em qualquer lugar, o importante é instigar os olhares curiosos.

      4

      Mesclam música, poesia, performance de teatro, palhaçadas e mil talentos com referências coloridas e despojadas, que vão desde Novos Baianos até o tropicalismo de Oiticica, Caetano, Gil, Mutantes,Tom Zé e Mautner…É lindo de ver (olha só o vídeo)!

      https://www.youtube.com/watch?v=vyaDTf-YsI4

      Passa lá, aproveita e leva um livro ou um gibi pra doar. O Festival é um convite a todos os amigos e incentivadores artísticos a trocar abraços e mergulhar nesse movimento lúdico e divertido da arte sem forma – e cheia de graça.

      23.09.15
    • o mundo mágico do coachella

      bola_coachella

      Depois da expectativa, hoje a Lu D’Angelo vem contar pra gente como foi o Coachella: “Definitivamente, é diferente de qualquer outra experiência, festival ou evento que já fui. Não é apenas um conjunto de shows maravilhosos, lá rola um clima especial que só quem vai consegue sentir.

      coachella7

      O parque é no meio do deserto, com atrações de todos os tipos, gente do mundo todo e de todos os estilos, uma vibe indescritível. Se você curte viagem, moda e música, ir ao Coachella é uma super experiência! Ao pisar no campo de polo a cena tira o fôlego: o horizonte com montanhas, céu azul, palmeiras, roda gigante, tendas e palcos te convidam pra uma experiência mágica e única.

      coachella1

      Eu e minhas amigas compramos um pacote que incluía Vip Passes pra todos os dias. Valeu muito a pena ter pago mais caro pra isso. Além do conforto de banheiro sem filas, lugar para descansar com calma, bares com menos gente, você vê gente incrível como o Jared Leto, Kate Bosworth, Kendall e Kylie Jenner, Fergie, Katy Perry, Alessandra Ambrósio, muitos outros…

      coachella2

      Na sexta-feira, pra mim o melhor show foi o do Chromeo, apesar do mais esperado ser Outkast. É tanta coisa rolando ao mesmo tempo que a gente tem que se programar antes. Uma super dica é baixar o app do Coachella que te deixa por dentro de tudo, você pode até montar seu próprio schedule e ir acompanhando.

      coachella4

      No sábado, antes do festival rolou a pool party da Auslander, super divertida! O melhor show do dia foi do Pharrel com  uma quantidade louca de estrelas convidadas. Eu nunca teria previsto tantas participações especias: Gwen Stefani, Nelly e Snoop Dogg! Antes, vimos Kid Cudi que também foi o máximo. E MGMT e Foster The People não deixaram nada a desejar! Pra fechar o dia, vi o show do Skrillex com muito jogo de luz e batida dançante!

      coachella6

      No último dia, fomos pra pool party do Sohohouse que foi incrível, numa mega casa. Fergie e Katy Perry estavam por lá. Já no festival, os melhores shows foram Calvin Harris e Disclosure!

      coachella5

      Apesar do sol de rachar, o festival é mágico, a música, o deserto, as instalações artísticas, e o simples fato de estar frente a frente com meus ídolos, me levou para outra dimensão.

      Voltei do Coachella planejando a ida do ano que vem!

      16.04.14
    • pra dançar, cantar e curtir…

      bola_festival

      Vamos falar de festival? Nesse finde rola em São Paulo, e a gente pega o gancho pra inspirar os looks (e as malas!) pra todos os outros eventos musicais bacanas que estão por vir. Olha só:

      sozinha 2

      A gente conversou com nossa coordenadora de produção, Mimi, que já é veterana de festivais e esse ano, vai outra vez no Coachella, que vai rolar de 18 a 20 de Abril na Califórnia. Apesar da primavera gringa, Mimi conta que como o  local é no deserto, vale ir preparada pro calor e pro frio também, tudo no mesmo dia!

      festival2

      “Quando começa cair a noite, é hora de tirar da bolsa aquele casaquinho e uma legging, ou calça de lã. É bacana também usar roupas que se transformem e sejam versáteis, como um casacão com bolsos, onde a gente pode colocar coisas”. Sem esquecer de um bom tênis, rasteira confortável, ou uma bota de cano curto. 😉

      festival3

      A previsão do tempo em Sampa pro Lolla este finde indica temperatura agradável. Mas vale seguir a dica e se preparar melhor com uma botinha e aquele casaquinho amigo, afinal, lá é a Terra da Garoa, né?

      festival1

      Pesquisando, a gente clicou alguns looks e detalhes aqui no escritório. Olha que bacana poncho da Thaís, do Conceito, e o look blusa jeans + casaco de lã da Belle, do Estilo/Arte:

      festival5

      Esses festivais são ótimos pra brincar com os cabelos, prendendo as madeixas com headbands, bandanas, acessórios com penas… A Isa, do VM, essa semana veio com um look total preto contrastando com um lenço, o resultado ficou incrível:

      festival4

      Por aqui, o festival que chega mais perto do clima gypset dos gringos é o clássico Universo Paralello, que rola na Bahia durante o Réveillon, e que agora acontece de dois em dois anos. Ele reúne gente de todos os cantos do país e do mundo pra curtir um encontro de música, arte e experiências diferentes — tudo pertinho do mar.

      festival7

      Vale pensar em produções leves e fresquinhas pra esse tipo de festival. Também é bom caprichar nos acessórios lúdicos e handmade. O mesmo vale pro alternativo Burning Man. Dessa vez, troque as flores pelas penas meio aos fios soltos. Tudo a ver com o clima de liberdade e estilo que rola nessas horas!

      festival8

      Em todos os casos, o cabelo também pode ser mais divertido. Vale usar um coque moderninho, meio clubber (lembra dos anos 90? hehe).

      festival6

      Outro que ainda vai rolar é o festival Glastonbury que acontece desde 1997 na Inglaterra em Junho, no verão gringo. Fica a dica: caprichar nos looks com jeans rasgado, couro e acessórios em prata.

      É só descobrir a sua vibe e fazer as malas! Bons shows 😉

      03.04.14
    • fome de picolé

      bola_picole

       Pra ler ouvindo

      Nessa terça rolou a primeira edição do Festival Picolé, projeto que nasceu da troca de ideias entre a rádio FARM e o Circo Voador. Teve o lançamento do aplicativo da rádio e agito na medida certa pra esquentar…e refrescar a nossa noite!

      picole_1

      Pois é, a piscina inflável tava irresistível, e quem entrou não se arrependeu. Foi ali que os músicos fizeram o aquecimento e a gente deu um banho no calorão. O Fly Picolé super geladinho também ajudou, claro!

      picole_6

      A feira de troca-troca começou com 4 araras com produtos da FARM e foi um sucesso! O Arara Group cuidou de tudo, e teve muita gente se dando bem (e fazendo o bem, porque quem não trocava, doava as peças). Quer participar do próximo? Já vai fazendo a limpa no armário!

      picole_7

      O documentário Marcelo Yuka – no caminho das setas abriu a noite e deixou todo mundo interessado na história de transformação e superação do ex-líder do grupo O Rappa.

      picole_4

      O lançamento do aplicativo da rádio FARM (já baixou?) rolou com wi-fi livre pra quem quisesse fazer o download gratuito na App Store. Mão na roda, né?

      picole_3

      Depois de moda e cultura chegou a vez da música. A DJ Mary Olivetti da rádio Ibiza aqueceu a pista com os nossos sons, e logo em seguida Posada e o Clã subiu ao palco!

      picole_2

      A noite seguiu com o som do Gabriel Muzak e foi fechada com chave de ouro pela banda Letuce. Energia sensacional!

      picole_5

      A gente curtiu demais… e quer mais, claro!

      picole_8

       Fotos: Juliana Rocha

      A próxima edição rola dia 28/1 com Mohandas, Larissa Luz e muita coisa boa. Confirma presença aqui, e até lá!

      16.01.14
    • um festival (bem) diferente

      bola_burningman

      Já ouvir falar do festival Burning Man, que rola num deserto dos EUA? Pois a Mari Avellar, designer de estampas aqui do estilo/arte, foi no que acabou de rolar e veio contar tudo pra gente, se liga que a experiência é fantástica!

      burningman_1

      Ela já conhecia o festival há um tempão, mas achava ser quase impossível algum dia participar de um. “Até que descobri um amigo que tinha ido e tava se preparando pra ir de novo este ano. Não pensei duas vezes e já em março comecei a me programar”, contou a Mari.

      burningman_2

      Mas o que é o Burning Man? Definir é restringir, mas vamos lá: um festival criado em 1986 em São Francisco, que reúne pessoas de várias idades e forma uma espécie de comunidade temporária, onde em vez de bandas ultrafamosas e convidados vips, as atrações  são instalações de arte, performances, carros-alegóricos (mutant cars), oficinas e, claro, festas de diferentes ritmos.

      burningman_3

      Desde de 1991 o “BM” passou a rolar todo ano no Black Rock Desert, no estado de Nevasca. Essa foto aí em cima mostra como a ‘comunidade’ é construída (e depois desmontada), deixando bem no centro a estátua de um homem, que é queimada na última noite do festival.

      burningman_4

      Nesse cenário que mais parece um quadro de Dalí, a realidade vira algo totalmente diferente do que estamos acostumadas. “Ao chegar já rola um ‘batismo’, um ritual onde você toca um sino, ganha um abraço bem forte e depois é convidada a se jogar no chão pra mandar pra longe qualquer tipo de frescura que ainda tenha em relação a se sujar com a areia!” . E ela está por toda parte, não tem como fugir!

      burningman_5

      O festival rolou de 26/8 a 2/9, ou seja, foram oito dias curtindo esse universo com cara de sonho surrealista, com pessoas e atrações que você nunca teria imaginado encontrar na vida!  “Depois do ‘batismo’ você ganha um folheto grandão com todas as infos do festival, e aí é só aproveitar: tem tanta coisa legal que você faz a sua hora e a sua programação, deixando o acaso te levar.”, contou a Mari.

      burningman_6

      E cada dia – e noite – traz uma experiência mais sensacional que a outra. “O festival parece se dividir em dois: o que rola de dia, e o que rola de noite. O cenário muda completamente! A instalação de arte que mais curti foi uma com balões e LED, a Ballon Chain, linda, parecia um caminho pra lua à noite!”

      burningman_7

      Quer ir no próximo? Na internet pipocam vídeos e grupos com dicas de como se preparar pro festival, tipo esse aqui, e anotaí as dicas da Mari:

      1 – Leve pouca roupa, uma bota, muita água e lenços umedecidos (pro banho :O),

      2- Não se esqueça de goggle (óculos de ski) e bandana grande pra se proteger da areia;

      2- Coloque na mala tudo separadinho em ziplocs (pra não encher de areia);

      3- Maquiagem só rola se for pra criar uma pintura diferente no rosto e corpo;

      4- À noite use tudo que brilha pra não correr o risco de ser atropelada por uma bike ou um mutant car!
      http://youtu.be/gLRkG63QHUA

      Sem vergonha de ser livre!

      25.09.13
    • o leblon é jazz

      Hoje o Leblon acorda em festa! É que rola na rua Dias Ferreira o Leblon Jazz Festival – evento bacana todavida que vai colocar todo mundo pra dançar de 12h até 20h30. Quer dizer, tem pra quem acorda tarde, pra quem quer ir à praia, pra quem gosta do dia, da noite… 😉

      Quem abre é a Monte Alegre Hot Jazz Band e quem fecha é o Ed Motta Dwitza Project, recheando o sanduíche temos Bondesom, Iconili e muitos outros.

      A entrada é franca e aqui dá pra ver o line up completo. A gente não sabe vocês, mas o nosso sábado inteirinho ta reservado só pra isso porque sim, vai ser all that jazz! 😉

      10.11.12
    • onda de cor

      Faz um tempo que a gente mostrou o Festival of Colors aqui no blog, uma festa cheia de cores, de tintas e todo mundo super pintado celebrando a chegada da primavera.

      E não é que parece que a onda pegou? A capa da última i.D entrou totalmente no clima, com um toque de “volta à infância”.

      Nos bastidores das fotos, ainda foi produzido um vídeo incrível e divertido, vê só.

      http://youtu.be/LoxMPHcwizU

      E quem descobriu mais um festival pintado foi o Mr. Face Hunter, Yvan Rodic, que publicou várias fotos no seu Instagram. É claro que a gente foi apurar e descobriu que a festa acontece na Lituânia e chama Satta Outside Festival, confere só.

      E, por último, o efeito das cores é tão bonito e vibrante que o fotógrafo Thomas Rawk criou em seu Flickr um álbum só com imagens do Festival of Colors 2102.

      A gente curtiu tanto que hoje entra uma exposição na nossa Galeria com uma seleção das melhores fotografia. Então pra continuar no clima colorido, já pode vir aqui!

      17.08.12
    • inhotim musical

      Essa semana começou mais uma edição do festival Inhotim Em Cena, evento que traz música da melhor qualidade pra um dos Institutos de Arte Contemporânea mais bacanas do país!

      E olha que a gente sabe do que tá falando! No fim de 2010 toda a nossa equipe de Marketing partiu em uma super viagem pra conhecer todo o recanto recheado de arte e a experiência foi incrível! Lembra que a gente mostrou aqui?

      Junte ao local um palco com Criolo, Graveola e o Lixo Polifônico, Dibigode e Hermeto Pascoal e pronto: a gente já tá se jogando no carro pra voltar pra lá! 😉

      Quer entrar no clima, então solta o som e se entrega ao ritmo de rap mais bacana dos últimos tempos!

      http://www.youtube.com/watch?v=f35HluEYpDs

      Já conferiu a galera do Graveola e o Lixo Polifônico?

      Quem tá pronto pra fazer as malas, como a gente :P, clica aqui pra mais informações. Todo tipo de arte em um lugar só, não tem como resistir!

      08.08.12
    • eu uso óculos… escuros!

      Os festivais de música lá fora sempre dão o que falar e o assunto dessa vez é a peça que fez a cabeça de quem saiu com o visual no capricho, pra aproveitar música ao ar livre no Pitchfork em Illinois: os óculos escuros – fotografados pelo Très Awesome e Chicago Street Style.

      Prender o cabelo é uma boa pra envidenciar os ângulos pontiagudos do óculos gatinho moderno, e ainda alivia o calorzão. Repara o hashi prendendo as madeixas (truque anos 90). Destaque pro bocão pink das duas moças.

      A armação colorida tá com tudo e não tá prosa. Quem gosta de arriscar ainda mais, vale apostar nas estampadas e texturizadas, como essa da direita de madeira, viu só?

      Já pensou abrir a gaveta do avô e se deparar com um tesouro retrô desses? As lentes redondinhas inspiradas em modelos vintage são clássicas, ideais pra quem se preocupa com retorno do investimento. Passa, mas sempre volta.

      Com uma coleção sonho de óculos assim, a gente passaria sem colírio numa boa, né não?

      24.07.12