• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • FARM astral – abril

      Os centauros são seres selvagens: metade humanos, metade cavalos, são guerreiros indomáveis. Mas Quíron, não: o mais sábio dos centauros foi professor de deuses e heróis. Inteligente, civilizado e bondoso, era versado nas artes, nas ciências, batalhas e terapias. Porém, enquanto ajudava o seu aluno Hércules em um dos seus doze trabalhos, foi acidentalmente ferido na coxa por uma flecha envenenada. O veneno não o matou, pois ele, filho de um titã, era imortal; mas tampouco cicatrizou. Quíron adquiriu ainda mais conhecimento médico tentando encontrar a cura pra sua dor. Mas ao final, pediu que Zeus que trocasse sua imortalidade pela vida de Prometeu, o titã que roubara o fogo dos deuses e dera aos humanos, e que por isso vinha sendo severamente castigado pelo deus do Olimpo. Zeus aquiesceu, libertando Prometeu e transformando Quíron na constelação de Sagitário.

      Quíron também deu nome a um asteróide que goza de uma condição especial no sistema solar: orbita o Sol como se fosse um planeta, localizado entre Saturno e Urano. No limiar entre o mundo visível a olho nu (até Saturno) e o que só foi descobertos pelo telescópio (a partir de Urano), portanto na fronteira entre o consciente e o inconsciente. No mapa astral Quíron representa uma ferida, uma dor que provoca uma profunda transformação e que pode resultar em sabedoria. Seu símbolo é uma chave. Cada um de nós tem Quíron em algum lugar do mapa, mas especialmente as pessoas que trabalham com algum tipo de cura costumam tê-lo em destaque. Por quê? Porque pra poder ajudar os outros, um curador tem que antes conhecer suas próprias dores.

      Quíron leva muito tempo pra completar uma volta ao Sol e passa cerca de 8 anos em cada signo. Desde fevereiro de 2011 ele estava em Peixes, e aí cada um pode analisar por que casa astrológica ele transitou em seu mapa pra compreender seu ensinamento nesses anos todos. Mas coletivamente, de alguma forma todos nós tivemos que lidar com a ferida do desamparo. De quem? De Deus. Talvez por isso muitas pessoas tenham precisado recuperar a Deusa. Talvez por isso uma busca espiritual mais verdadeira. Quíron em Peixes trata da dor como o caminho pra união. Ele estava em conjunção ao Sol na última lua nova de 17 de março, portanto muito atuante nesse ciclo em que aqui no Brasil choramos juntos por Marielle.

      Hoje, Quíron ingressa em Áries. Nos próximos anos, teremos que aprender a lidar com a nossa força de vontade que, se mal canalizada, pode se tornar agressividade. Então todos teremos, cada um ao seu modo, dependendo da casa astrológica onde tem Áries no mapa, que descobrir a própria força interior e a não se forçar sobre os outros. Áries é o primeiro signo do zodíaco, é enérgico e proativo. Pra alguns, isso pode significar ser menos individualista, impulsivo ou competitivo; pra outros, a ter mais iniciativa e coragem onde está faltando. Coletivamente, teremos que aprender a fazer menos guerra. Como? A partir da consciência de como nos machucamos e de como isso nos afasta de quem amamos. 
       

      17.04.18