• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • bali, o paraíso – parte IV

      Hoje a gente vai sair do mar pra respirar os ares da montanhas em Bali. Seguindo nossa trip com a Gabi Temer, do blog de viagens Juju na Trip, a gente ruma pra Ubud, no interior da ilha, um lugarzinho cheio de charme, e inspiração máxima pra comer, amar, rezar, beber, comprar…

      Ubud é uma combinação de vila na floresta + artes, com clima de ommm pelas ruas. Tem um mood alternativo chic, com galerias de arte, lojinhas descoladas e bistrôs com música.

      O centrinho parece com a Rua das Pedras, só que em vez de praia, a paisagem é aqueles horizontes verdes das plantações de arroz.

      Como o trânsito em Ubud é bem menos caótico, uma boa é alugar uma bike, entrar no clima respirando-ar-puro e circular por lá com a magrela. Aliás, pra quem curte pedalar, tem excursões pelos arrozais.

      Uma delas, inclusive, é uma trip pro vulcão Kintamani. Já se a ideia é deixar o pedal de lado e andar, rola um trekking até o cume do vulcão pra ver o sol nascer. A galera sai às 2h de Ubud.

      Além de toda essa natureza, Ubud também é a meca das compras. O mercado de lá tem tudo e mais um pouco, e as coisas custam um terço do preço dos outros lugares.

      Mas tem que pechinchar. Batiks, palhas, bolsas, incensos. Mas as pratas, deixe pra arrematar em Celuk, uma vila ali do lado. Dica: em Celuk, entre nas ruas paralelas à central, onde ficam as lojas “ready to sale”. São muito mais baratas!

      TEM QUE: visitar a Floresta dos Macacos. E leve bananas pra dar a eles!

      ONDE FICAR: Você pode ficar bem no centrinho de Ubud e abstrair o barulho dos bares de noite, ou ficar em Nyuh Kuning, uma vila a um minuto do centro. A gente escolheu ficar em Nyuh, no hotel Alam Shanti. Já uma opção mais perto do buxixo é o Rama Phala.

      ONDE COMER: O Ibu Rai é fantástico! Outra delícia é o Café Wayan, com comidas tradicionais.

      AQUISIÇÃO: fora as pratas, tecidos e todo o mais, achei uma loja que vendia papéis decorativos de arroz. Lindo demais! Pra quem quiser ver, é só ir aqui.

      26.01.15