• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: mulheres

    • Dia da Mulher



      Neste dia da mulher, homenageamos mulheres que tem nos apoiado na bonita jornada em direção a uma conexão cada vez mais profunda com a natureza. A nossa e a do mundo!

      Chiara Gadaleta

      Chiara Gadaleta foi a mulher inspiradora que escolhemos pra nos ajudar a entender a pegada ambiental da @adorofarm. Especialista em moda sustentável e grande comunicadora de hábitos e ideias mais sustentáveis, foi ela quem nos incentivou a transformar a linha RE-FARM em nossa plataforma de sustentabilidade, deixando RE-FARM ainda mais potente. Repensar, reduzir, reutilizar, reciclar para transformar!

      Bia e Romina

      Bia Saldanha e Romina Lindemann são as mulheres maravilhosas por trás da nossa parceria com as mulheres yawanawa. Podemos dizer que graças à amizade em comum delas com o povo yawanawa e com a gente, conseguimos realizar este sonho tão lindo de apoiar e valorizar a arte dos nossos povos ancestrais. é lindo ter elas pertinho!

      Marcia Hirota

      Marcia Hirota é a força feminina que nos conectou à Fundação SOS Mata Atl, parceira do qual nos enchemos de orgulho e que vem nos ensinando a cuidar desta nossa floresta tão linda e especial. A Mata Atlântica abriga mais de 70% da população brasileira e sete das nove maiores bacias hidrográficas do país. O fato triste é que hoje restam apenas 12,4% da floresta original. No entanto, Marcinha nos ensina a ser otimistas vislumbrando o desmatamento ilegal zero e a regeneração da floresta através da ação humana. Vamos juntos com ela abraçar a Mata Atlântica?

      Mariazinha Yawanawa

      Mariazinha Yawanawa é a primeira mulher a liderar seu povo. foi ela também que nos ensinou que o espírito de liderança feminino, cuidador e integrador por natureza, é o que a leva e pode também nos levar a criar pequenas revoluções capazes de transformar nossas famílias, nossa comunidade e o mundo a nossa volta. ihuuuuuuu, mulher querida, amada e admirada que tanto nos ensina a viver em harmonia com a energia suprema da vida!

      Bebel, Carol e Van

      No ano passado tivemos a honra de contar com o apoio, inspiração e paixão de três mulheres muito especiais na nossa coleção natureza feminina. Com Bebel Clark aprendemos a valorizar o nosso feminino mais íntimo. Nossos corpos, nossos ventres, nossa força criadora. Bebel nos ensinou a olharmos umas para as outras com amor, empatia e sororidade. Este olhar generoso e cuidadoso transbordou a FARM e esperamos ter chegado até você. Junto com ela, estava Carol Bergier, que nos trouxe a importância de reconhecermos a potência que existe em cada uma de nós. Nosso propósito e nossa vocação, que vira esta força criativa coletiva que tem muito orgulho de ser brasileira, e a Vanessa Moutinho, que nos estimula a honrar nossas ancestralidades, a reconhecer nossos privilégios e a abrir nossos braços, mentes e corações pra todas as cores, corpos, jeitos e sabores que a nossa natureza tem. juntas, esta trinca nos despertou o olhar de admiração para cada uma de nós mulheres!
      Honramos com esta homenagem todas as mulheres e homens que elas nos ajudaram a reunir e que fizeram tanta diferença em nosso trabalho de conexão e reconexão com nossas diversas naturezas femininas: Malu Lobo, Karina Miotto, Surian dos Santos, Alline Cipriano, Fernanda Sol, Vanessa Cruz, Adriana Ocelot, Nat Muguet, Bel Saíde, Maína mello, Gil Santanna, Nath lima verde, Renata Diehl e Nath Tupinambá. ❤

      Luana Genot

      Luana Genot é a incrível fundadora e diretora executiva do ID_BR- Instituto Identidades do Brasil, que este ano, começa oficialmente um trabalho lindo e profundo de promoção da igualdade racial dentro da FARM. Hoje, homenageamos ela, assim como todas as mulheres que fazem parte do time ID_BR e todas as mulheres negras que vem nos ensinando a compreender as diferenças, respeitar e admirar cada vez mais a natureza rica, resistente e forte que nos cerca.

      Gabi Loran

      Pra que ser uma só se você pode ser várias? A Gabriela Loran é mulher trans, atriz, poetisa, dj e muito mais! Ela foi a primeira atriz trans de Malhação, após quase 25 temporadas da novela adolescente. aqui na FARM, já foi modelo e fez um texto incrível aqui no adoro pro dia da visibilidade trans. Gabi também faz parte do nosso comitê da diversidade, inclusão pra que tenhamos cada vez mais inclusão LGBTQ+

      Julia Yawanawa

      Julia Yawanawa foi a primeira mulher de seu povo a aprender a falar português e também a primeira professora da língua na sua aldeia. com julia aprendemos a potência do diálogo entre povos diferentes, o respeito às diferenças, a admiração aos diversos saberes e a mistura boa que isso traz. com julia também aprendemos sobre a força transformadora das redes de mulheres e tudo que mulheres unidas são capazes de gestar, gerir e gerar!

      Fernanda Satty

      Fernanda Satty é ginecologista e uma das potentes mulheres por trás da rede Equipe Parto Ecológico, que apoia as nossas mulheres e muitas outras em seus processos de autoconhecimento e renascimento enquanto mães. A Fê e a equipe do parto estão conosco em reuniões periódicas para promover o conhecimento da maternidade não idealizada, os tabus que envolvem a sexualidade feminina e também a saúde da mulher. É lindo e é essencial!

      Marina Reia

      A Marina Reia é uma paulistana, nascida e criada na maior cidade da América Latina que largou tudo para trabalhar com extensão rural na Amazônia. Curiosa, carinhosa e determinada, viu na Amazônia a oportunidade de estar mais próxima das pessoas para as quais o equilíbrio entre o ambiental, social e econômico é uma questão de sobrevivência. E ali nesse ambiente, contribui para que sigamos por formato de desenvolvimento de fato sustentável.

      Bernadette Silva

      Amante da natureza, produtora rural por opção e empreendedora por instinto, Dona Bernadette Silva migrou para Apuí atrás de espaço de terra para produzir. A sua curiosidade, vontade de aprender e amor à natureza fizeram com que encontrasse no IDESAM o parceiro perfeito para atingir seus objetivos e aumentar a floresta a sua volta! Trabalha na terra com tanto carinho e fé que influenciou seu filho a seguir pelo mesmo caminho. Não tem dúvidas de que está no lugar certo e dali não tem vontade de sair. Com muita garra e força, essa mulher resiste! Constrói sozinha sua rede de apoio, com vizinhos, amigos e o IDESAM, para seguir fazendo o que mais ama: cuidar da terra, das plantas, dos bichos e das pessoas em plena a Amazônia.

      08.03.19
    • Carnaval Consciente

      Tá chegando a festa mais aguardada do ano: o Carnaval!
      Serão (oficialmente) 4 dias de muita festa, resistência, música e gente fantasiada nas ruas!
      No embalo das marchinhas, do axé, frevo, samba e de vários outros ritmos que entoam a folia, a gente não pode esquecer que, apesar de ser festa, é preciso ponderar e pensar que em muitos casos, as ações desses 4 dias ecoam por muito tempo.

      Consciência ambiental

      Glitter biodegradável
      O glitter é feito de micropartículas de plástico, e depois de usado escoa pelo ralo. O lance é apostar no glitter biodegradável e usar com moderação. A gente tem Glittra no site. É pra brilhar sem agredir o meio ambiente!

      Leva seu copinho reutilizável!
      Imagina só usar um copo descartável a cada bebida que você for tomar? Leva seu copo de casa e aproveita. Ah, melhor evitar caneca de vidro pra não se machucar, tá? Se você não dispensa um canudinho, lembra de levar o seu de casa também.

      Troca-troca de fantasias
      Chama as amigas, façam um esquadrão e troquem fantasias e adereços entre si! Evita o alto consumo e cada uma sai com uma fantasia diferente durante a folia.

      + latas, – garrafas
      Cerca de 91% das latas de alumínio são recicladas no Brasil! É a chance de ressignificar o que rolou nessa festa. E como já falamos ali em cima, os riscos do vidro quebrar e machucar em ambientes de multidões são altíssimos!

      Vai de transporte público!
      Além de ser ambientalmente mais amigável, dá menos dor de cabeça! Nas cidades com grande concentração de blocos e desfiles de agremiações, várias ruas são interditadas e o trânsito fica caótico nas redondezas.

      Lixo é na lixeira
      Essa vale pro ano inteiro, mas não custa nada relembrar. Em 2018, a COMLURB recolheu 486 toneladas de lixo em quatro dias de Carnaval no Rio de Janeiro.

      Consciência social

      Respeite as diferenças
      Carnaval é festa de todo mundo! Se divirta sem incomodar o outro e deixe o outro livre pra ser o que é – a não ser que o outro esteja ofendendo ou incomodando, aí vale pedir ajuda.

      Ajude uma mina
      Avistou uma mulher passando mal? Para pra ajudar! Olhe sempre no olho de outra mulher, e, se ela te parecer com medo ou assustada, se mostre disponível.

      Consciência com o espaço público

      A rua é nossa!
      Pichações e outros tipos de vandalismo – inclusive subir em estátuas e prédios históricos – podem atrapalhar muito o nosso dia a dia depois do Carnaval. O mesmo vale pra danificar ônibus, fazer xixi na rua e pisar nos canteiros!


      Se organizar direitinho todo mundo se diverte e curte o Carnaval sem causar problemas! Partiu folia?


      27.02.19
    • por todas nós

      Somos muitas, somos fortes e estamos juntas. Uma por todas e todas unidas, por todos os lados, de todos os tipos, de todos os jeitos e nada, nada vai nos fazer parar de lutar.

      Essa foi a mensagem de quase 3 milhões de mulheres que se deram as mãos numa marcha histórica que ocupou Washington e outras cidades americanas inteiras nesse sábado, levando ao mundo uma mensagem forte e pacífica de amor e união.

      Como o movimento das sufragistas que lutaram pelo voto feminino no começo do século passado, ou como a onda feminista que ampliou ainda mais nossas vontades e direitos nos anos 60, a Marcha de 2017 não vai poder ser esquecida, como símbolo de resistência de milhares de mulheres do mundo todo, mostrando que pra frente é que se anda.

      A Women's March foi organizada como reação à posse de Donald Trump, que aconteceu nessa sexta, mas acabou dando voz a mulheres de todos os continentes, de todas as cores, credos e idades, cada uma com sua luta e com sua história, mas unidas por um ideal.

      E não faltaram cartazes brilhantes, hilários e emblemáticos representando um pouquinho de tudo que cada uma de nós gostaríamos de dizer.

      De musas históricas como Angela Davis e Gloria Steinem, que lutam pelos nossos direitos há muitos carnavais, até celebs cheias de atitude como Scarlett Johansson, Alicia Keys, Ashley Judd e Madonna, muitas mulheres incríveis subiram nos palcos pra entoar discursos pra lá de emocionantes.

      E ficamos todas ainda mais empoderadas, cheias de vontade, afeto e coragem pra fazer daqui também a nossa parte, nesse discurso universal:

      Pelos nossos direitos, pelos direitos humanos, pela nossa liberdade e pela igualdade, por nós e por nossas irmãs, sempre!

      24.01.17
    • a história dela

      Pense em todos os estereótipos que você conhece sobre as mulheres do Oriente Médio. Uma coleção de clichês que combinam um tanto do nosso imaginário, o que a gente acha que é e o que a gente sabe da mídia oriental, certo?

      Que tal então ter acesso a um mundo até então misterioso, tecido por preconceitos e desinformação, pelo ponto de vista delas mesmas? Isso é possível através de algumas mulheres corajosas, talentosas e apaixonadas, que se arriscam pra ir a campo mostrar a verdade sobre a história e os conflitos dos países onde vivem.

      As mulheres do coletivo Rawiya, que significa "ela que conta a história" em árabe, são fotógrafas experientes e inspiradas que se dividem entre países como Líbano, Egito, Palestina, kwait e Irã, clicando imagens que correspondem aos estereótipos, mas ao mesmo tempo vibrantes e delicadas, de momentos de intimidade, prazer e diversão.

      Existem sorrisos, homens bonitos e dias na praia, mulheres fortes e guerreiras, uma juventude que insiste e resiste, música, esporte e arte. Imagens poéticas, fortes e bonitas são reveladas através da enorme sensibilidade dessas mulheres não só em clicar, mas também em descobrir histórias únicas.

      Através do Rawiya, conhecemos um grupo de mulheres que são piloto de fórmula 1 na Palestina, algumas drag queens de Jerusalém, mulheres felizes, inteligentes e viajadas, homens que lutam pelos direitos das mulheres e uma sociedade que luta pra florecer em tempos tão áridos.

      Enquanto isso, as fotos do coletivo já passearam por galerias na Inglaterra e nos Estados Unidos, as meninas já apareceram na Vogue Itália e veem seu trabalho circulando entre alguns dos melhores jornais do mundo…

      e nós seguimos acreditando num mundo mais leve, pacífico e igualitário pra todos nós!

      16.01.17
    • flores pra você

      Há 100 anos atrás, foi criado o Dia Internacional da Mulher, pra homenagear as mulheres que se reuniam pra apoiar a luta por diversas transformações sociais, como o direito ao voto. Ainda bem que muita coisa mudou e hoje a gente já conquistou tanta coisa, que vale a pena comemorar todo dia, né?

      E já que estamos falando de mulheres e comemoração, nada mais apropriado do que arrematar com flores 🙂 Elas fazem parte da identidade da FARM desde sempre, justamente porque a gente acredita na feminilidade e na beleza mais do que especial que elas exalam.

      E como essa coleção tem tudo que a gente ama, aí estão elas, as flores, deixando tudo ainda mais lindo!

      Ah! E pra ficar ainda melhor, a cada mês nossas lojas vão receber um arranjo de cor diferente, cada um com significado todo especial: vermelho é paixão, rosa é carinho, lilás é amor à primeira vista (sabia?) e por aí vai.

      Muitas flores, de todas as cores, e muitos parabéns pra gente, todos os dias, porque a gente merece! Feliz dia 🙂

      08.03.10
    • clube das mulheres

      Já pensou que coisa boa fazer o dinheiro se multiplicar a partir de um investimento? Com essa ideia na cabeça, várias mulheres vêm se reunindo em pequenos clubes pra, juntas, aplicarem na Bolsa de Valores.

      Funciona assim: você organiza um grupo de meninas com interesses em comum. Depois vocês escolhem uma corretora de valores que vai dar todas as dicas sobre como abrir um clube. Aí­, é só definir quanto vocês querem investir por mês e a forma como pretendem escolher as ações que farão parte da carteira de investimentos.

      No clube Mulherinvest, elas fazem várias palestras. No Mulher Balão, os encontros são regados a prosecco e muita conversa.

      meninasiradas

      Em São Paulo, a corretora Geração Futuro montou o clube Meninas Iradas, inspirado no livro das jornalistas Mara Luquet e Andrea Assef chamado “Meninas normais vão ao shopping, meninas iradas vão í  Bolsa”. As jornalistas cederam o nome numa boa, com uma única condição: que o clube não invista em empresas que vendam armas, bebidas ou cigarro.

      Não é o máximo? Se você montar o seu clube, conta pra gente!

      02.09.09