• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: moda internacional

    • aconteceu em paris

      bola_pfw

      Se NY apostou na sobriedade, Londres desfilou coleções bem pessoais e Milão mostrou que o verdadeiro luxo mora na simplicidade, a semana de Paris foi marcada pela virada comercial de marcas cada vez mais focadas em criar peças usáveis e sucesso de vendas.

      _AG11822

      Ao invés de coleções autorais e arrebatadoras, o que vimos foi uma sucessão de looks sóbrios, mais simples e com poucos tons, um aviso claro de que os tempos mudaram. E a principal cara dessa nova moda mais casual e wearable é a Louis Vuitton guiada por Ghuesquière.

      pfw_backtobasic

      Até a Chanel abriu mão da extravagância em looks formais, com mix de texturas pesadas e tons escuros, desfiladas em um cenário incrível, como sempre, dessa vez reproduzindo uma brasserie bem francesa. Bem mais Coco do que Karl!

      pfw_chadachanel

      Outra que apostou em mix de estampas e texturas foi Miuccia Prada em versão mais leve e fun pra sua marca mais jovem, a queridinha Miu Miu, que desfilou recheada de contraste de cores sóbrias e tons primários, e xadrez, muito xadrez!

      pfw_daumcheck

      Dries Van Noten também concentrou energia na mistura, mas isso não é nenhuma novidade, pelo contrário, uma especialidade do belga que dessa vez combinou jacquard (estrela da temporada!) e caqui em peças utilitárias e ao mesmo tempo sofisticadérrimas. Jogo de mestre!

      pfw_aventura

      A sobriedade também marcou o desfile da Givenchy, mas numa subversão superinteressante que combinava tecidos rígidos e pesados como veludo e jacquard (olha ele de novo aqui!) à modelagem ora vitoriana, ora bem latina e milhas distante de qualquer clichê. Um olé no tédio!

      pfw_ganguevitoriana

      O tédio também passou longe do desfile da Balmain, que seguiu a risca o desejo da mulher que veste a marca em coleção sexy, forte, cheia da combinação de preto com tons vibrantes e curvas. Pra ser a rainha do baile, da boate, da festa…

      pfw_saturdaynight

      Looks noturnos também foram tema da Lanvin, que combinou o Marrocos do estilista Alber Elbaz com a França de Jeanne Lanvin, que acaba de ser homenageada com uma super expô que relembra a bela trajetória da fundadora da mais antiga Maison do país, em atividade desde 1989. E pelo visto, cheia de fôlego!

      pfw_umanoitenomarrocos

      Já Alexander Wang surpreendeu por se descolar completamente da Balenciaga de Ghesquière, ex-estilista da marca, e criar a primeira coleção que combina seu olhar moderno às formas criadas pelo espanhol Cristóbal Balenciaga, fundador da Maison.

      pfw_devoltapropassado

      E se a Balenciaga olha pra sua história, Raf Simons corta abruptamente o legado do new look da Dior, sempre revisitado, em coleção que segue sua visão pessoal, mais moderna, arrojada e repleta de tecidos tecnológicos em ótima releitura da Op Art dos anos 60.

      pfw_splishsplash

      A cota de leveza e “frufru” foi mais uma vez preenchida por Giambattista Valli, em coleção repleta de, voilà, mistura de estampas, mas que por aqui apareceram mais femininas e suaves, porém em modelagens… voilà, mais sóbrias que o usual!

      pfw_sweetdreams

      E se o frufru é assinatura de Valli, ela passa longe da Céline, a marca mais minimal, chique e atemporal a desfilar em Paris, certo? Quase certo! Entre os looks desconstruídos, simples e chiquérrimos de sempre a marca também apresentou pompons e até estampinhas bem humoradas.

      pfw_cutthebullshit

      A desconstrução também foi mote de Stella McCartney que apresentou tricots molengas em contraste com alfaiataria assimétrica e recortes femininos.

      pfw_desconstruindostella

      A austeridade invadiu até a romântica Valentino em profusão de looks em preto e branco, como uma procissão de viúvas carolas, porém podres de chique, salvo um toque de grafismos Op Art e bordados incríveis.

      pfw_carola_chic

      A semana se encerrou com os dois dos maiores modelos da história do… cinema! Ben Stiller e Owen Wilson fecharam o desfile da Valentino com duas mensagens maravilhosas:

      val_det_fw15_100-800x470-1426003719

      vai rolar Zoolander 2 (uhuuul) e no final das contas, a moda é feita mesmo pra gente se divertir!

      13.03.15
    • o novo luxo de milão

      bola_mfw

      A moda italiana anuncia: o novo luxo está nos detalhes. Pela semana de moda de Milão desfilaram roupas que vão além, provocam uma perícia. Peças que encantam através de camadas de sofisticação invisíveis ao primeiro olhar.

      Italy Fashion Prada

      Peças simples, mas perfeitamente executadas, impecáveis, com inovações em cima de matéria prima de qualidade única, que a gente nota, percebe e não se esquece. E deseja, ah se deseja!

      prada

      E nem ousamos falar da moda italiana sem reverenciar a papisa, Miuccia Prada, em coleção emblemática que reinventou o jersey em peças que mesmo quando parecem apenas lindas e cheias de doçura, apontam ilusões, sugerem mais. Roupas pra bonecas maduras e intelectuais.

      fendi

      Mas foi um alemão quem melhor comprovou o novo luxo: Karl Lagerfeld em desfile surpreendentemente sóbrio, que explorou as possibilidades do couro em peças arquitetonicas, puristas e elegantérrimas. Uma moda mais interessante do que ele vem mostrando na Chanel!

      armani

      A  sobriedade também foi tema da Emporio Armani em desfile dark, pesado e ao mesmo tempo extremamente feminino, sombrio e romântico. Moda perfeita pra princesas duronas, mulheres de beleza delicada e personalidade forte.

      paixao_renascentista

      A mesma coloração também invadiu a passarela de Alberta Ferretti, que voltou ao renascimento em longos dramáticos, muita rendas, detalhes ricos, jacquard e mulheres frágeis, porém cheias de atitude. Desejamos tudo!

      msgm

      Já a novíssima MSGM, que costuma brilhar nos prints, apresentou seu minimal em blocos deliciosos de cor em peças com modelagem A (tendêncinha), calças “sininho” (tendência) e golas olímpicas (supertendência!), além de um jeito novo de usar cachecol que vamos aderir.

      moschino

      As cores também foram tema da Moschino, que desta vez mirou em centros urbanos, nas misturas dos guetos e nas pixações que saem dos muros pra vestidos luxuossos. Mas claro, com todo o humor e a irreverência pop de Jeremy Scott.

      gucci

      Outro ponto alto da semana foi a aguardada estreia de Alessandro Michele à frente da Gucci, se mostrando a escolha perfeita pra rejuvenescer a marca e levá-la de volta a suas raízes boho. A nova mulher da marca é girlie, boêmia e intelectualizada, uma dândi sem poeira fashion. Ela é nova!

      dolce

      E pra fechar, a Dolce & Gabbana protagonizou um show de doçura ao levar pras passarelas belas mamas e seus filhotes, embalados por tons pastel, desenhos infantis e declarações de amor entre as rendas negras, rosas vermelhas e toda paixão da mulher italiana, assinaturas da marca.

      11021088_10150574910209977_1258850300287547934_n

      Um fechamento com chave de ouro e afeto de sobra pra gente respirar fundo e suspirar… vem Paris!

      04.03.15
    • os bons e novos da moda

      bola_principal

      Provavelmente você nunca ouviu falar na maioria dos nomes abaixo, mas sem sombra de dúvidas vai ouvir falar, e muito, em todos eles! Listamos aqui alguns dos mais promissores (e incríveis!) estilistas da nova geracão pra você ficar de olho, pode anotar:

      christine-phung7new-600x400

      O espanhol Josep Font estudou arquitetura antes de se tornar diretor criativo da Delpozo, talvez isso explique as incríveis formas criadas pelo conterrâneo de Cristóbal Balenciaga, sempre aliadas à uma feminilidade apaixonante. E é isso, estamos apaixonadas:

      delpozo4

      A brasileira Bárbara Casassola chama cada vez mais atenção nas semanas de moda de Londres com peças minimalistas e impecáveis, mas ao mesmo tempo vibrantes e sensuais na medida do menos é mais:

      Barbara-Casasola-8

      O francês Joseph Altuzarra passou pelo time de Marc Jacobs e Givenchy antes de começar sua marca em 2008, mas entrou no nosso radar ano passado com suas coleções super urbanas e recheadas de alfaiataria-sexy, mas com surpreendente perfume folk:

      AltuzarraSS14

      O belga Jean Paul Lespagnard consegue ser étnico, pop e artsy ao mesmo tempo, taí um talento e tanto. A escola belga realmente é uma fábrica de gênios da moda, mais um pra ficarmos de olho:

      jean+paul+lespagnard+collage

      A chinesa Masha Ma desafia clichês apresentando peças fortes e estruturadas, mas sem perder a delicadeza oriental em dobraduras e transparências. Pra ficar de olhos bem abertos na moça que já desfila suas coleções em Paris:

      masha ma

      A mezzo francesa, mezzo cambojana Christine Phung também tem roubado atenção na semana de moda francesa com sua mistura refinada de esporte e alta costura com drapeados incríveis que evocam uma Madame Grès contemporânea:

      Christine Phung (2)

      O francês Julien David trocou a cidade luz pelas movimentadas ruas de NY antes de se mudar pra Tokyo, de onde certamente vem se inspirando pra coleções urbanas e cheias de bom-humor pra se destacar nas grandes metrópolis:

      20130925-103903-am

      A russa Vika Gazinskaya é frequentemente lembrada como uma das Czarinas russas, atraindo todos os cliques durante as semanas de moda internacionais vestindo seus próprios looks. Nós somos fãs declaradas das formas e estampas surrealistas da moça:

      Vika-Gazinskaya-Spring-Summer-2014-Collection

      Depois da MSGM, a nossa nova paixão de Milão é o italiano Fausto Puglisi que já brilhou nos palcos criando looks memoráveis pra M.I.A. e Beyoncé e vem arrancando suspiros com suas coleções cheias de opulência à italiana:

      faustopuglisi

      Quer apostar?!

      08.05.14
    • #londonfashionweek

      bola_lfw

      E se o céu cinza cobriu as passarelas em NY, digamos que chuva nunca seria grande novidade na capital mundial dos dias nublados, por isso talvez Londres tenha ido na contra-mão apresentando coleções com os dois pés no étnico. A cara da pluralidade elegante que a gente tanto ama na terra da rainha!

      foto-1

      E foi a Burberry Prorsum quem confirmou a maior tendência da capital britânica, uma alfaiataria desconstruída, ultra-feminina, e com uma surpeendente leveza étnica: Gypsy woman goes to work!

      burberry

      A mesma linha foi seguida por Paul Smith, levando conforto com um perfume de anos 70 irresistível às passarelas. O lenço com pegada cigana-chic quebrando a seriedade da alfaiataria (também visto na Burberry!) é um truque de styling que nós vamos seguir:

      paul_smith

      Ainda bastante decorativista, a queridinha das estampas Mary Katrantzou surpreendeu com texturas, aplicações e símbolos ao invés das estampas digitais que são sua marca. O resultado foi o impacto visual de sempre, mas com carinha de novidade.

      mary_katrantzou

      E se os olhos andam voltados pra Peter Pilotto, o estilista-sensação não decepcionou mostrando looks recheados de texturas, misturas e excessos, mesmo quando tenta ser simples.

      pilotto

      A representante do minimalismo tem raiz exatamente de onde se espera o oposto, a brasileira Barbara Casasola apresentou mais uma bela coleção que exala aquela simplicidade sofisticada sem data de vencimento!

      barbara_casassola

      Mas o que realmente se espera da semana de moda londrina foi visto no desfile de Christopher Kane. O estilista conseguiu ser novo e moderno, pero sin perder la feminilidade jamás, mesmo quando ameaça trazer de volta a calça cargo, será?

      christopher_kane

      Já estamos de olho em Milão, fique de olho por aqui!

      21.02.14
    • #nyfw

      bola_nyfw

      A mulher de NY tem pressa. Ela se veste rápido amontoando camadas de charme enquanto desce as escadas do prédio, e consegue como nenhuma correr segura com o café longo, fervendo nas mãos. Claro, não seria outro lugar o reino do ready-to-wear, a roupa que se comunica diretamente com essa mulher dinâmica e vibrante!

      working_class

      Marc, Karen Walker, Rodarte, Opening Ceremony

      E nessa temporada o tempo fechou. Depois de um entardecer em cores suaves, uma tempestade de gelo tomou a cidade cobrindo as ruas com mais de mil tons de cinza. O enredo que parece saído de qualquer inverno na Big Apple invadiu as passarelas, chegando a literalidade no céu de nuvens de Marc Jacobs.

      chuva_prata

      Ralph Lauren, Delpozo, Michael Kors, The Row

      Todos os tons de cinza apareceram bem acompanhados de cores vibrantes, mas foi a combinação renovada com o rosa, num casamento perfeito entre o frio e o romântico, a que mais riscou as passarelas:

      bem_casado

      T by Alexander Wang, Ralph Lauren, Altuzarra, Marc Jacobs

      Depois da tempestade, a neve que cobriu o asfalto da cidade também apareceu em looks claros que fizeram ótimo contraponto com sapatos masculinos pesados. Alguém mais quer essas botas de boxe da CK pra ontem?

      neve

      Ralph Lauren, The Row, CK, Marc Jacobs

      E se estamos falando de inverno, o casaco da vez aparece cheio de volume e com força nas golas super amplas:

      abraco_urso

      Marc Jacobs, Altuzarra, Opening Ceremony, Alexander Wang

      O barulho da revolução que toma as ruas, também ecoou pela NYFW, principalmente na coleção da Marc que pareceu homenagear os anos de enfant terrible do seu criador Marc Jacobs, o braço estético por trás do Grunge.

      revolucao

      Alexander Wang, Marc, Karen Walker, Marc

      Pra tirar o ar sisudo da temporada que tal um toque surreal? O humor deu as caras em peças cheias de Trompeloeil, inspirações literalmente surreais como Magritte pra Opening Ceremony e inusitadas como a Guerra nas Estrelas da Rodarte!

      surreal

      Band of Outsiders, Delpozo, Opening Ceremony, Rodarte

      E os anos 90 ganham fôlego em mais uma temporada, dessa vez lembrados por vestidos de linhas simples com o brilho cintilante do veludo molhado e do cetim, que domiraram até os makes da Rodarte!

      cintilante

      Ralph Lauren, Ralph Laure, Donna Karan, Jason Wu

      Enquanto isso a semana de moda na terra dos Beatles (ou dos Rolling Stones?) segue a todo vapor, já já contamos mais por aqui!

      19.02.14