• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: Karen Hofstetter

    • farm visita – k büro

      bola_kburo

      A gente não se cansa de Berlim. Na verdade, a cidade que não cansa de se reinventar roubou o nosso coração e nunca mais devolveu. Mas essa história você certamente já ouviu, quem não tem um amigo apaixonado e cooptado pela cidade de beleza estranha, avenidas largas e arte em tudo que é canto?

      kburo1

      Foi assim com o casal Ricardo Wolff e Paula Lessa, que a pedido do adoro escolheu um dia de inverno ameno pros padrões berlinenses (pense em frio siberiano!) pra visitar o espaço da amiga Karen Hofstetter, ah sim, mais uma no time dos corações roubados!

      kburo2

      Foto: Ricardo Wolff

      A gente já conheceu melhor o mundo da Karen por aqui, mas ficou com vontade de mais. Afinal, tanta beleza só poderia nascer de um lugar inspirador. E não estávamos nem um pouquinho enganadas, o K Büro poderia ter saído direto dos nossos sonhos:

      kburo3

      O espaço inteiro combina perfeitamente o minimalismo, a geometria e o equilíbrio alemão com a vibração brasileira estampada em cada flor, na mistura das cores, na emoção que seus desenhos nos provocam.

      kburo4

      Depois de 2 anos fazendo home office a Karen começou a questionar se trabalhava em casa ou dormia no trabalho e sentiu falta de separar as “estações”. Assim nasceu a ideia de ter seu próprio co-working, onde possa compartilhar ideias e porque não, levar o lado “cozy” de casa pro trabalho.

      kburo6

      O K Büro fica na deliciosa Rosenthaler Platz, no coração do Mitte e é um espaço focado em Arte e Design que deseja juntar profissionais que podem estar focados nos próprios jobs, ou abertos a unir forças num projeto maior. A Karen explica:

      kburo5

      “Além da companhia e fonte de inspiração no dia a dia de trabalho, fiz questão de ter um ambiente agradável, onde as pessoas “se sintam em casa” (acho que foi saudades do home office!). O próximo passo é usar o espaço também para divulgar trabalhos de outros artistas.

      kburo7

      Quero incentivar as pessoas a virem pro Büro para conhecer outros profissionais da área de arte e design, trocar experiências e expor trabalhos. Ideias do que ainda vai rolar por aqui é que não faltam!”

      kburo8

      Ideias e talento que estão em sintonia com a gente, e não são só pra alemão ver, ainda bem! 😉

      27.02.14
    • farm entrevista: karen hofstetter

      bola_karen

      Pense num design criativo, feminino sem ser bobo, com cores alegres, estampas… tudo que a gente ama! É assim o trabalho da designer paulista Karen Hofstetter, que trocou a vida à quatro rodas em SP pela liberdade da sua bike em Berlim, e vem conquistando fãs com suas imagens inspiradoras. A gente, é claro, correu atrás de uma entrevista exclusiva com ela. Prepare-se pra se encantar também:

      karen1

      Como foi mudar de Sampa pra Berlim? 

      Um recomeço de vida! Estava infeliz com o meu trabalho e com o dia a dia em SP. Nunca fui do tipo que reclamava do trânsito e da violência, mas em 2009 senti um desconforto na minha maneira de viver. Nunca tinha vindo pra Berlim. Naquele ano, 2 amigos voltaram de lá e me disseram: “Karen, essa cidade é incrível – você precisa conhecer!” – e eu fiquei com isso na cabeça. Quando resolvi que estava na hora de mudar, não pensei duas vezes – pedi demissão e comprei uma passagem só de ida.

      karen6

      Foi difícil no primeiro ano, não tinha contatos profissionais, conhecia muito pouco do mercado aqui, e quando a situação ficou apertada, resolvi começar a fazer alguns trabalhos como freelancer, e já que meu network no Brasil era mais amplo, vi que mesmo de Berlim o trabalho era possível. Comecei com projetos pra amigos, conhecidos, indicações, e quando me dei conta estava com o mês todo lotado de trabalhos legais. Já tinha parceiros no Brasil e em 2010 abri minha empresa. Me estabilizei fazendo o que eu gostava, e no fim percebi que ter trocado o meu carro por uma bicicleta foi o meu maior grito de liberdade.

      karen2

      E estudar Publicidade e Design?

      Me formei em publicidade pela FAAP e em Design Gráfico na Escola Panamericana de Arte. Apesar de ter começado minha carreria em agência de publicidade em SP, fazia muitos projetos de design e identidade de marca, e percebi que eram os que mais me atraíam, então essa “mudança” foi natural.

      Qual seu signo? É ligada em astrologia?

      Gêmos, ascendente em aquário, lua em peixes! Dois signos de ar e um de água regendo a minha vida! Minha mãe já fez alguns cursos de astrologia e foi muito legal ter meu mapa astral feito por ela, que já me disse algumas vezes que quando ando descalça (adoro!), é o meu corpo dando sinal de que precisa de um pouco de terra firme! 🙂 Tenho características fortes de todos eles!

      karen4

      Com um mundo cheio de imagens, como filtrar o que é importante pra você e separar o que te inspira?

      Tenho álbum de fotos, sou viciada em Pinterest, compro livros toda semana, mas acho que o filtro é inconsciente mesmo! Sou muito agitada, falo rápido, faço mil coisas ao mesmo tempo (alô Gêmeos! rsrs). Difícil não reparar em algum detalhe. Sou daquelas que enquanto todo mundo come o cheeseburguer, eu estou analisando a embalagem do ketchup, contando alguma história e ouvindo a conversa na mesa ao lado. Bombardeio minha cabeça todos os dias com cores, formas, texturas e referências, mas na hora de criar, preciso do meu sossego pra “organizar” mentalmente tudo o que vi, e colocar no papel o que senti.

      karen3

      Sua caligrafia é linda! Já era assim ou vc foi aperfeiçoando?

      Em 2009, trabalhando para uma campanha do Shopping Cidade Jardim em SP, fui assistente do Scott Schuman (The Sartorialist). E foi conversando com ele que na época descobri o trabalho da Garance Doré (musa!), fotógrafa, ilustradora e dona de uma caligrafia linda, que me inspirou a arriscar no rabisco com as letras. Foi quando comprei os pincéis e nanquim que comecei a trazer isso para os meus trabalhos de design. Mas claro, a gente sempre vai afinando, amadurecendo e se transformando com o tempo. Daqui 10 anos talvez a letra seja outra! 🙂

      Quais dicas você dá pra quem quer ser uma designer de sucesso?

      Em primeiro lugar, amar o que faz. “Escolha um trabalho que você ame e não terá de trabalhar um único dia de sua vida.” (Confúcio) É isso, e ponto! Pra quem trabalha com design, referência também tem uma grande importância no seu dia-a-dia de trabalho. Se alimentar do que o mundo oferece, ter sensibilidade pra entender o que as pessoas precisam e esperam do seu trabalho. Não adianta só saber combinar cores e formas. Tem que ter um conceito, tem que contar uma história, e isso só é possível se você se alimenta do mundo, da arte e da história pra poder transformar o que já viu em coisas novas.

      karen6

      Como você se relaciona com o mundo da moda?

      Um dia desses me dei conta de que quase todos os meus clientes estão ligados à moda. Na verdade isso foi espontâneo e acredito que tenha sido assim porque me interesso por isso, brinco de combinar cores, formas e texturas o tempo todo. Com moda não é muito diferente – no fim das contas, é a superfície que muda – ao invés do papel, usamos o nosso corpo!

      E como não morrer de saudades do Brasil morando fora?

      Quem disse que não morro? Morro, desmorono e “desmorro” todos os dias um pouquinho! 🙂 Nunca foi fácil largar tudo e ir pra lá, mas hoje percebo o quanto cresci por causa dessa mudança. Mas trabalhar com clientes do Brasil todos os dias é o que me mantém conectada e isso alegra os meus dias! Além disso, por causa do trabalho flexível e às vezes por projetos, tento vir sempre que dá! 🙂 Passo sempre 1 mês no Brasil no verão e tento vir outras vezes durante o ano. Estou lá e aqui. (sou de gêmeos, lembra?! rsrs).

      karen5

      E a gente promete que vai continuar de olho no que a Karen anda aprontando por aqui e por lá!

      13.01.14
    • bolsas que falam

      bola_papelcraft

      Em tempos de Facebook e Instagram, as palavras bonitas estão por toda parte. Pegando esse mote, a Papel Craft convidou três jovens artistas que mandam super bem nos ‘textos-imagem’ pra levarem sua poesia em uma linha especial de tote bags. E em breve o projeto pula também pra cadernos, blocos, álbuns e lápis, oba!

      1

      E quem faz parte desse trio da pesada? Pra começar, a meiga Karen Hofstetter, designer paulista que mora em Berlim, e cria seus (lindos!) trabalhos se inspirando em pessoas, arte e música.

      3

      Com quase 400 mil fãs no Facebook, Eu me chamo Antônio é um projeto lindo do publicitário Pedro Gabriel, um poeta moderno que se inspira em amores e situações cotidianas pra fazer arte em guardanapos (lembra que a gente mostrou eles aqui?).

      2

      Já as criações de Felipe Morozini têm uma linguagem gráfica bem acentuada, e prometem fazer a cabeça daquela amiga mais moderna que tá sempre ‘causando’ com suas declarações, hehe.

      4

      As bolsas já tão dando o que falar nas lojas da Papel e agora ninguém mais tem desculpa pra não carregar por aí belas palavras! 🙂

      18.11.13