• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: japão

    • com gosto

      Acqua in bocca, non ci prove! Ah, Itália, a gente também adora sua culinária!

      O Rio acaba de ganhar um gostinho italiano, com um toque londrino. Baciami surgiu da paixão do italiano (e carioca de coração) Nicola Bara, que depois de uma temporada na terra da rainha, ancorou à beira-mar pra criar o próprio negócio, que combina o melhor da gastronomia italiana com o drink-approach londrino.O amor – pelo Brasil e por uma brasileira – o trouxe até aqui, embalado pela bossa-tropical brasileira como plano de fundo e inspiração pra criar e reinventar as receitas.

      Nicola contou pra gente que, quando era criança, costumava ajudar a mãe na cozinha, preparando massa fresca, além de dar uma mãozinha nos pratos típicos. “Como eu não tinha certeza do que eu queria, me mudei para Londres aos 21 anos, onde estudei Gerência em Hospitalidade. Lá, comecei a fazer cursos sobre bebidas, estudei muito, fiz vários testes e também participei de algumas competições. A partir disso, comecei a entender que as bebidas italianas tinham um enorme potencial que não vimos quando moramos na Itália”.

      Apaixonado pela beleza natural do Rio, Nicola já se sente em casa depois de um mergulho no Arpex ou num almoço de domingo em Santa. “Quero recriar a experiência do “Aperitivo Italiano”, juntandoa a beleza de ficar com amigos bebendo e comendo durante o pôr-do-sol ou antes do almoço pra estimular o apetite. Pra mim, bares e restaurantes não servem só comidas e bebidas, eles oferecem uma experiência, um momento mágico com amigos e familiares, um momento de celebração, isso tudo me move e me encanta. Quero começar com as feiras gastronômicas pra oferecer um produto típico italiano, que ainda é difícil de encontrar aqui no Rio.”

      Curtiu? A gente pediu pro Nico ensinar uma receita típica com um toque tropical: polenta!

      Ingredientes – pra 25 Chips de polenta:
      1 litro de caldo vegetal (ou água)
      2 colheres de azeite extra virgem
      1 colher de chá de sal grosso
      250g farinha de milho (para polenta)
      1 ramo de alecrim
      Óleo de soja

      Modo de Preparo:
      Comece esquentando o caldo vegetal (ou água) com o azeite extra virgem até ferver. Quando começar a ferver, comece a adicionar a farinha de milho gradualmente e mexer pra deixar a farinha se unir completamente com o caldo e não deixar grumos.Continue cozinhando a polenta por mais 45 minutos, mexendo de vez em quando tentado misturar a parte de cima com a parte do fundo (o ideal seria utilizar uma concha de madeira).

      Passe o óleo na base de uma assadeira rasa e depois dos 45 minutos de cozimento da polenta, coloque-a na assadeira. Nivele a polenta até obter um retângulo de espessura de 1 cm. Deixar a assadeira com a polenta na geladeira para pelos menos duas horas.Uma vez que a polenta estiver fria e compacta, coloque o retângulo de polenta em recipientes menores de 7 cm de comprimento e largura de 2 cm.

      Esquentar o óleo de soja até chegar a 180 graus e fritar a polenta até obter uma cor dourada. Deixar a polenta perder o óleo em excesso sobre um papel de toalha absorvente.
      Por fim, tem que triturar o alecrim com o sal e colocá-los em cima da polenta chips. Dá pra utilizar outras ervas ou temperos também!

      Dicadicadica: pra quem não come fritura, dá pra cozinhar a polenta em fogão a 220 graus, por 15 minutos. Ficam muito bons com uma maionese de ervas!

      Pra acompanhar tem um drink super tropical, o Mangosa, um mix do típico aperitivo italiano aperol spritz com uma fruta que a gente adora, a manga. É fácil, fácil:

      60ml suco de manga
      40ml Aperol
      120ml Espumante Brut (o espumante ideal é aquele que tem um sabor um pouco mais seco)

      Preparar o suco de manga usando a polpa da manga com um pouco de água para deixar o suco um pouco menos denso. Bater a polpa de uma manga com 50 ml de água natural e depois misturar o suco de manga com o aperol. No final, adicionar aos poucos o espumante.

      Mangosa e polenta combinam perfeitamente porque o espumante da mangosa ajuda a limpar a fritura da polenta, deixando o paladar com sabores frutados de laranja do aperol e de manga do suco! 

      08.02.17
    • dos mangás à Hollywood

       
      Não é de hoje que a cultura oriental fascina quem está aqui no ocidente, né? Uma prova disso são os mangás, histórias em quadrinhos japonesas que há tempos circulam no underground brasileiro, e que agora estão cada vez mais populares.
       
      Os mangás são apresentados geralmente em preto e branco, com temas e personagens muito próximos da realidade de qualquer jovem, o que faz com que eles sejam muito populares no mundo todo e não apenas na terra do sol nascente. Tanto, que muitas vezes eles acabam extrapolando as páginas das revistinhas e dão início a uma série de eventos e produtos, como animes (desenhos animados, esses sim, coloridíssimos), brinquedos e até séries de TV 
      Também não é de hoje que Hollywood está de olho no sucesso de mangás e animes. Lembram das versões americanas de “Dragon Ball Z” e “Aeon Flux”? Até James Cameron admitiu que se inspirou no anime japonês “Princess Mononoke” de 1997 pra criar o universo de “Avatar”. E aí que chegamos à novidade boa: em 2017 chega às telonas a adaptação live-action de “The Ghost in the Shell”, com ninguém menos que Scarlett Johansson (!!!) no papel principal 

      “Vigilante do amanhã: Ghost in the shell”, como vai se chamar o longa em português, traz Scar Jo no papel de Major, líder de um grupo de operações especiais e contraterrorismo. O universo da trama é bem cyber-punk, e a história se passa numa época em que a tecnologia avançou a ponto de ser possível “ciberizar” o próprio cérebro, permitindo que ele acesse várias redes. Algumas pessoas vão além, tornando-se ciborgues completos, e pelo visto esse é o caso da heroína Major. A história foi uma das mais importantes inspirações pras irmãs Wachoswki na concepção da trilogia “Matrix”. Espiem só esse trailer:
       

       
      O primeiro mangá da série saiu no japão ainda no final da década de 80, e ao longo dos anos 90 e 2000 foram muitas as adaptações em formato de anime pro cinema e pra TV. Aliás, já saíram no youtube algumas comparações bem impressionantes de cenas do trailer do novo filme com cenas do anime mais famoso, que chegou a passar aqui no Brasil pela HBO. Parece que o diretor do longa, Rupert Sanders (de “Branca de Neve e o caçador”) não poupou esforços em homenagear o original
       
      Aqui na terrinha, a editora especializada em mangás JBC acabou de lançar a série de quadrinhos num volume só, em português. O filme ainda não tem data certa pra estrear, mas pelo o que a gente sabe deve ser em meados de março, no máximo abril. Enquanto isso, a gente fica aqui babando no figurino e na direção de arte! 
      08.02.17
    • luzes no japão

      Já entrando no clima natalino, olha só que lindo esse show de luzes no Japão! O Jardim Botânico Nabana no Sato se transformou em um jardim iluminado de encher os olhos, com luzes de LED.

      O jardim fica na ilha de Nagashima, e ganhou o título de melhor show de luzes do país com o “Winter Illuminations”. A entrada começa logo por esse túnel de luzes brilhantes, demais né?

      Inspirado na natureza, eles criaram um pôr-do-sol do Monte Fiji, um arco-íris, e até chegaram a cobrir um lago do local com luzes!

      Mas com certeza, o que roubou a cena foi mesmo o túnel da entrada! Quem for se aventurar no outro lado do mundo, a instalação de luzes fica até dia 31 de Março 😉

      02.12.12
    • vagalumes no japão

      O fotógrafo Tsuneaki Hiramatsu coleciona fotos de vagalumes. Essas foram tiradas entre 2008 e 2011, em cidades do interior do Japão, todas de vagalumes brilhando em plena noite!

      As vezes os vagalumes parecem até estrelas de tanta luz que possuem! E nenhuma dessas fotos foram alteradas digitalmente.

      O segredo? Uma técnica antiga de fotografia de longa exposição, onde os elementos estáticos são capturados com muita precisão, enquanto os elementos que se movem (os vagalumes!) são embaçados.

      Pra quem quiser ver mais fotos, é só clicar no blog do fotógrafo aqui. Tudo em Japonês, mas ainda bem que imagens são universais 😉

      12.11.12
    • céu costurado

      A gente descobriu o trabalho da artista japonesa Kumi Yamashita e ficou de queixo caído. É que ela é totalmente fera em trabalhar com sombras e faz obras incríveis.

      O seu trabalho mais reconhecido são as instalações nas quais, a partir de qualquer objeto iluminado da maneira correta, ela cria as sombras mais inusitadas.

      Mas além da shadow art, como é chamada, a gente também se surpreendeu com a série Constellation. Nela, ela cria retratos a partir de três matérias: uma placa de madeira pintada de branco, vários pregos pequeninos e uma única linha, contínua, de costura.

      Assim, ela “costura” por entre os pregos fazendo um emaranhado que forma as imagens. Impressionante, né? 😀

      21.06.12
    • do outro lado do mundo!

      O projeto Rabbit, que passou uma temporada em Sampa, pegou o avião e foi parar do outro lado do mundo… na China!

      Bruno Lyra

      A semana de arte de Hong Kong, que agora faz parte do grupo da Art Basel, abriu um espaço especial pra que artistas brasileiros possam expor seus trabalhos. O Brasil tá na moda e tá na arte também, viu? 😉

      MVAT e Nino Cais

      A Fabrik Gallery, que já recebeu nomes como Banksy, Warhol e Takashi Murakami, apresenta a partir de 15 de maio a exposição coletiva Code + 55 Brazilian Art Now.

      Alexandre Assaly

      Quem estiver do outro lado dos oceanos, tem um mês pra conferir Alexandre Assaly, Nino Cais, Rafael Santacosta, Felipe Nuno, MVAT, Bruno Lyra e Rodrigo Maltchique arrasando em solo estrangeiro!

      Rodrigo Maltchique e Felipe Nuno

      Se a gente estivesse com passagem marcada pra China, não perdia por nada!

      Serviço

      Onde: Fabrik Gallery, China

      Quando: de 15/05 a 16/06

      07.05.12
    • kit kat pra ocidental ver!

      Falando na Páscoa, que vem logo ali virando a esquina, a gente não consegue parar de pensar em chocolate. Sabe como é…. chuvinha, temperatura um pouco mais baixa, e a gente já fica assim!

      Aí que vimos na bagagem de uma amiga de volta do Japão uma “iguaria” pra lá de estranha: Kit Kat de vários sabores inusitados! Eles vão além do tradicional e de chocolate branco – lá tem de wasabi, molho de soja, batata doce, batata doce roxa, cheese cake e tofu…. uau!

      A gente achando o máximo que esse ano temos ovo de Páscoa de Kit Kat (feito especialmente pro Brasil, sabia?) e os japoneses lá na frente… eles até têm um mapa que mostra quais sabores estão disponíveis em quais regiões do Japão, e quando. O máximo!

      A gente ama tudo o que tem a ver com chocolate e somos a favor do diferente e divertido, maaas…. vocês encaram chocolate de batata doce ou wasabi? Conta pra gente!

      06.04.12