• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: galeria

    • Galeria – Sally Nixon

      O que você faz quando ninguém está olhando? Coisas do cotidiano, tão banais, honestas e íntimas na vida de toda mulher, foram reveladas com a delicadeza e a beleza de quem sabe do que está falando. A ilustradora Sally Nixon se inspirou na própria vida pra mostrar ao mundo um pouquinho da vida secreta (e deliciosa) das mulheres quando estão sozinhas, ou totalmente confortáveis em algum ambiente, desfrutando da própria companhia. Andar pelada pela casa, fazer uma baguncinha, pintar as próprias unhas ou compartilhar uma guloseima com o bichinho de estimação, oops. Os alvos da criatividade de Sally são aqueles momentos de verdadeiro relaxamento, sem filtro no instagram, que fazem de nós todas um pouquinho iguais. Ainda bem!

      21.12.17
    • Galeria – Cassino

      Nem tudo que reluz é ouro e nem sempre purpurina é festa, mas com certeza o brilho dourado que reluz do falso ouro de plástico que nos chama pra dança e alegria desabotoa sempre uma memória festiva e glamourosa, mesmo que nostálgica. E não poderia ser de outro jeito que o salão que costumava ser o mais alegre e vibrante do Rio volta à cena da cidade. Palco que abrigou Carmem Miranda, a aristocracia, malandros e boêmios que faziam do Rio de Janeiro o lugar mais quente do mundo dos anos dourados, as ruínas do Teatro do antigo Cassino da Urca ganham vida e brilho com uma camada de arte. Na intervenção do artista Heleno Bernardi, que ocupa o salão do prédio histórico que hoje abriga o IED – Rio, o que era memória, concreto e pó volta a trazer contemplação e deslumbre, como as moedas que tilintavam entre as apostas, os sorrisos das vedetes e os figurinos brilhantes que circulavam por lá. A obra fica exposta até o dia 20 de dezembro, e nós recomendamos essa viagem no tempo bonita e multi-sensorial. Afinal, a arte reluz! 

      14.12.17
    • Galeria – Opavivará

      Bicho, barulho, fruta, gente. Canga, bagunça, comida, dança. O Brasil tropical, tropicaos, o que causa e movimenta, das ruas aos mercados, passando pela casa da gente, o coletivo carioca Opavivará zomba da rotina, tirando o cotidiano do lugar comum, levando a arte pras ruas e as ruas pras instituições de arte, numa inversão que inclui e transforma através da celebração. E assim cangas de praia viram manifesto, redes compartilhadas viram evento e feira vira banquete público convidando todo mundo a ver, tocar, sentir e trocar. O Opavivará transforma os espaços públicos em museus a céu aberto, e convida todo mundo pra festa, democratizando a experiência artística e transformando as sensações em obras de arte. E quem não quer participar? Viva a arte que se compartilha, viva o Opavivará!

      07.12.17
    • Galeria – Gabriela Machado

      Durante 20 dias numa residência nos Hamptons, em NY, a artista Gabriela Machado transformou a paisagem ao redor num exercício diário, de captar e colorir o que os olhos sentiam, entre a luz, a natureza e e as sensações que via ao redor. O resultado foi um diário visual transformado em pequenas pinturas, como páginas de um caderninho, preenchendo os dias com cor. De volta ao Rio Gabriela seguiu a rotina, dessa vez transformando em quadros os tons mais quentes e intensos da cidade, criando um contraste entre os dois lugares, através do mesmo olhar. As obras em formato pequeno, diferente do que a artista costuma apresentar, quadros grandes onde usa também o movimento do corpo pra pintar, estão em exibição na Auroras, em Sampa até dia 17 de dezembro, espaço que já mereceria a sua visita por si só! 

      30.11.17
    • Galeria – Daria Hlazatova

      Toda mulher é mística, assim de cara, toda mulher é em si um milagre, toda a natureza, alguma coisa de mágica que não se explica assim, com uma palavra qualquer. Mas a artista ucraniana Daria Hlazatova explica em ilustrações, pontinho por pontinho, traço a traço, a realeza, a grandeza e a imensidão que toda mulher tem e é. São desenhos feitos de forma simples, com lápis, borracha e caneta, mas complexos, como signos secretos, como um tarot particular de cartas poderosas, com deusas, feiticeiras, fadas, seres do céu, da terra ou do mar, que correspondem um pouco ao arquétipos que todas nós carregamos dentro, e que vez ou outra escapolem pra passear. Como uma bagagem ancestral preciosa, da arte, do amor e do prazer feminino. Da arte, do amor e do prazer de ser mulher. 

      23.11.17
    • galeria – superfacial

      Há 15 anos um filme deixou todo mundo suspirandinho na saída do cinema, ficamos cheias de sensações gostosas e flutuando de leveza com as sutilezas de Amélie Poulain. De lá pra cá, sua imagem se confundiu com sua intérprete, Audrey Tautou, que carregou pra sempre a imagem da doce francesa e seu fabuloso destino. E a partir de então a própria atriz precisou encontrar seu próprio jeito de ir além da personagem e encontrar o que era só dela depois do sucesso avassalador. Da busca pela própria identidade, de encarar o papel de ser quem ela é, nasceu uma série de auto-retratos onde Audrey se revela. E agora ela também se revela em Paris como fotógrafa, na exposição "Superfacial", que concentra algumas das fotos que ela tira de si mesma desde que ganhou sua primeira câmera, ainda criança. Audrey, Amélie, a atriz, a fotógrafa, ou apenas uma mulher, veja todas na nossa Galeria!

       

      29.06.17
    • galeria – Joana Cesar

      Camadas de tinta, pessoas e afetos, camadas que se estentem por um caminho certo, por onde Joana Cesar passou durante um ano, diariamente. Observando e reconstruíndo seu itinerário, entre o Jardim Botânico e a Gávea, a artista recriou o que ficou no seu imaginário, entre árvores, sensações, carros e edíficios, numa repetição cotidiana, sempre igual, sempre diferente. O resultado das camadas do caminho estão na Galeria Athena Contemporânea, na exposição "A Ponte (aonde ela disse que eu não posso ir)", até o dia 17 de junho, onde ela expõe seus trabalhos mais recentes. Alguns deles você pode ver aqui, entre outras belezas mais antigas, na nossa galeria! 

      25.05.17
    • galeria – a nova cara da África

      Uma belíssima exposição acaba de reunir em NY alguns nomes pra lá de quentes da nova geração de fotógrafos da África, e nós estamos de caderninho na mão anotando cada um deles. A segunda edição de New African Photography exibiu imagens que mostram toda a multiplicidade africana, entre revelações e artistas já exaltados pelo mundo, e suas fotografias que vibram a riqueza cultural do continente. A exibição multimídia apresentou fotografias documentais, assim como imagens de moda e arte, e nós babamos por todas. 

      Pra seguir de perto: Girma Berta, Kadara Enyeasi, Cyndia Harvey, Nadine Ijewere, Mimi Cherono Ng’ok, Nobukho Nqaba, Wura-Natasha Ogunji, William Ukoh, Kyle Weeks.

      18.05.17
    • galeria – a luz que vela o corpo é a mesma que revela a tela

      Até o dia 12 de Março a Caixa Cultural do Rio de Janeiro apresenta uma mostra superlativa com alguns dos nomes mais bacanas da pintura nacional. Com curadoria do pintor e professor Bruno Miguel, a expô de nome comprido apresenta em 100 obras e 9 temas um recorte amplo e interessante da novíssima cena brazuca, evidenciando em múltiplas técnicas, estilos, cores e formas que a pintura contemporânea está não só vivíssima, como em plena ebulição. Entre os 36 artistas estão alguns que adoramos conhecer e outros que acompanhamos de perto, como Julia Debasse, Pedro Varela, Ana Elisa Egreja, Rodrigo Martins, Alvaro Seixas e o próprio Bruno Miguel, cujo o trabalho vira e mexe pinta por aqui.

      Pra ver de perto, aprender um bocado e se encher de inspiração!

      02.02.17
    • galeria – alair gomes

      Olha que coisa mais linda, mais cheia de graça… são os meninos de Ipanema, atletas da praia, homens comuns seguindo seus dias a caminho do mar… E que acabaram conquistando o olhar de um certo vouyeur muito especial.

      O fotógrafo Alair Gomes trouxe ao mundo imagens que captava de sua janela, transformando o movimento cotidiano de rapazes à beira mar num jogo erótico incidental, cheio de força e até poesia, porque não? Sua obra, que ganhou força e rodou o mundo entre as décadas de 60 e 70, auge do desbunde nacional, pode ser vista até 19 fevereiro na Caixa Cultural do Rio de Janeiro, numa expô imperdível. Não vai perder, hein? 

      19.01.17
    • galeria – era uma vez verão

      No último dia 22 recebemos de braços abertos a nossa estação preferida: o verão. E depois de pular as sete ondinhas, saudamos agora Janeiro, mês no qual o Rio é ainda mais Rio e toda a cidade se debruça pro que existe de mais refrescante, lindo e vibrante… a praia, o mar!  Da pedra do Leme ao posto 12, passando pelo Arpex… Do pico mais badalado até aquele pedaço de areia tão cativo que devia ter seu nome escrito, essa Galeria celebra outros verões. E claro, o que virá. Que seja histórico, que seja belo, que seja calmo… que seja como uma onda no mar!

      05.01.17
    • Galeria – Georgia O’Keeffe

      Parecem suaves as cores, as pétalas e as flores das telas de Georgia O'Keeffe, mas muito mais se esconde nas obras da pintora americana. Numa super expô que toma conta do Tate Modern Museum até o dia 30 de Outubro, podemos ver além da beleza, a força, a intimidade e a modernidade de seus quadros. Incensada desde os anos 20, quando se tornou uma das maiores artistas de sua geração, Georgia trocou o agito da cena cultural de NY pela aridez do Novo México, onde encontrou inspiração até seus últimos dias. Isolada numa fazenda no deserto, criou a maioria de suas obras que evocam a força da natureza, sexualidade, poder feminino e a delicadeza que se esconde onde não se imagina. Quem estiver por Londres não pode perder!

      25.08.16