• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: farm astral

    • o feminino de cada signo

      Na astrologia, as distinções entre feminino e masculino seguem o mesmo sentido do yin e do yang do Tao (que significa “caminho”): são energias complementares, as forças receptiva (yin) e ativa (yang) que compõem tudo no universo. Assim como podemos dividir os signos em elementos, também os dividimos entre feminino e masculino. Os signos yin são os do elemento água e terra, e os yang, de fogo e ar.

      Todos nós temos todos os signos no nosso mapa astral. Ou seja, todos somos feitos de yin e yang. Essas energias vão muito além das questões de gênero, que o mapa individual nem distingue – não dá pra afirmar se o mapa é de uma mulher ou de um homem se não soubermos de quem é. A composição das duas forças varia pra cada um e pode ser experimentada de jeitos muito criativos. Tanto é que podemos até ser transexuais! Quão maravilhoso é isso?

      Estamos aqui buscando inspirações astrais pra nossa natureza feminina. E o que é essa natureza? Ela é sempre receptiva, porque germina as sementes da vida – o que não quer dizer que seja sempre passiva e não seja também ativa, até porque ela mesma é fertilizadora na dinâmica da criação. Porque mesmo no yin, há o yang! O masculino é a força que põe tudo em movimento, que inicia, que conquista, que dá aquela sacudida, e as mulheres também têm essa potência pra fazer o que bem entenderem, pra buscar por sua própria conta aquilo que querem realizar e cultivar. Não se é mais mulher porque se tem menos yang e nem se é mais homem porque se nega o yin. A imagem lindíssima que representa isso é aquele círculo metade branco metade preto com uma ondulação no centro indicando movimento e duas bolinhas da cor inversa em cada uma das partes. Conseguem visualizar a interdependência? Um não existe sem o outro!

      Vivemos no planeta Terra, feito por mais de 71% de água! Os dois elementos femininos predominam na nossa natureza, mas eles só existem porque somos iluminados pelo Sol. Se não recebêssemos a yang luz solar dessa forma equilibrada – nem demais, nem de menos -, a Terra seria estéril. Isso já diz bastante sobre a nossa experiência de vida aqui na Mãe Terra ser tão emocional. Em outras palavras, estamos aqui pra aprender a amar!

      Então quando falamos do feminino de cada signo, seja este um signo mais yin ou yang, entendemos que essa é uma força afetiva, que é a disposição em acolher, cuidar, nutrir, se envolver, amar! E tem muita forma de amar, né?! Então eu convido vocês a se aprofundarem nessa jornada zodiacal pela natureza feminina e amorosa <3

      ÁRIES
      No primeiro signo do zodíaco, a energia feminina se mostra proativa. Como signo regido por Marte, o seu yin é mais yang. Não é do tipo que sugere, mas que deixa bem clara a sua intenção. Não gosta de esperar, mas de estimular. O amor pra Áries é um jogo em que nasceu pra vencer, e cujo prêmio é o êxtase! Fogos de artifício, paixão, vermelho! Atraída pelo desafio, a energia feminina de Áries é objetiva: eu gosto disso, eu quero você. São mulheres guerreiras, excitadas, conquistadoras!

      TOURO
      A energia feminina de Touro é muito venusiana, já que Vênus é seu planeta regente. E como signo do elemento terra, Touro é bem yin na sua receptividade: acolhe, protege e nutre. Tem os cinco sentidos do corpo bem sensíveis, uma coisa de pele, de cheiro, de gosto. Por isso gosta não só de usufruir da própria sensualidade, como também de se aproximar dos outros de um jeito convidativo. E aí a beleza tem seu pedestal! São vaidosas as taurinas, mas também muito queridas; pura sedução!

      GÊMEOS
      Gêmeos tem uma energia interativa que responde ao ambiente e às pessoas. Um pouco yang, porque é curiosa e vai atrás; um pouco yin, porque é flexível e se adapta. Fertilidade pra Gêmeos é manter a troca rolando e a vida em movimento! Mesmo sendo bem ligadinha nos estímulos circundantes, por ser um signo de ar, essa energia é mental. Trazendo isso pro feminino, temos o jogo das palavras, as entrelinhas entre o que se diz e o que não se diz, que provocam todo um frisson! A geminiana é uma mulher inteligente, articulada e perspicaz!

      CÂNCER
      A Lua representa nosso ciclo menstrual: na fase nova, recolhidas, sangramos e nos transformamos; crescente somos terra fértil florescendo; na lua cheia expressamos toda a potência do feminino como mulheres, mães, amigas e cuidamos do mundo; na minguante nos despimos e adquirimos a sabedoria do tempo e da experiência, nos preparando para recomeçar outra vez. Câncer é a mulher cíclica e inteira em todas as suas fases. Uma energia sentimental, imaginativa, delicada, mágica. O amor como uma força que se infiltra!

      LEÃO
      Signo regido pelo Sol, a força de Leão é solar. É nesse signo que o feminino se afirma criativo, potente e tão capaz de fertilizar quanto de ser fertilizado. A leonina é uma mulher que nasceu pra ser estrela, que magnetiza nossa atenção e infiltra seu calor nos nossos corações! Ela sabe o que é amor próprio, e da perspectiva feminina a luz solar é ainda mais generosa e agregadora. Honrar a própria essência significa honrar cada essência. Todas brilham!

      VIRGEM
      Único signo no zodíaco representado por uma mulher, Virgem é a própria natureza feminina! Terra fértil de sensações, que se dedica a cultivar e oferecer suas folhas, grãos e frutos. A virginiana é uma mulher que aprecia a simplicidade do que é natural, está aí pra ajudar, servir, ser útil e melhorar tudo que toca. Mas é claro que é seletiva, porque aperfeiçoa o que já tem potencial e descarta o que não serve. Isso tem a ver com a reciclagem e o não desperdício de energia. Ao contrário do que entendemos por virgindade, o signo de Virgem não fala de castidade, mas de ser dona de si mesma, ao autorrespeito e à autovalorização. Um amor puro e devoto!

      LIBRA
      É o outro signo da energia venusiana que encanta e seduz. Mas Libra, por ser do elemento ar, é a inteligência humana criando a beleza. Por isso que a libriana gosta tanto de se arrumar, decorar e fazer arte, porque sua energia feminina é harmonizadora! Ética e estética: nos dois pratos da balança podemos ter elementos diferentes, mas que se equivalem em um mesmo peso ou medida. Ela é receptiva para equilibrar as relações, estimular a paz no ambiente e a justiça social. Tudo porque a beleza nos inspira a ser nossa melhor versão. Pra Libra, o AMOR é um ideal!

      ESCORPIÃO
      A escorpiana mergulha em águas profundas, nos mistérios da existência. Universo inconsciente, Escorpião representa o ciclo de vida, morte e renascimento que se repete por toda a eternidade e promove todo tipo de transformação. Das cinzas se renasce ainda mais forte! A energia feminina de Escorpião é emocional e sexual: fascina, instiga, mexe com os instintos. É assim que atrai o outro pras profundezas de si, onde acontece a união entre corpo e alma, e uma reação química: o êxtase! A mulher de Escorpião é uma feiticeira do amor, uma mulher que se empodera com as voltas que a vida dá!

      SAGITÁRIO
      A sagitariana busca a verdade. O sentido da vida é ela mesma que vai descobrir com suas experiências e aprendizados, vivendo a sua liberdade até a flecha acertar o alvo. É o signo mais aberto e honesto do zodíaco, e na sua expressão feminina distribui alegria generosamente por onde passa, magnetizando as pessoas! Tem também os seus lampejos de intuição. Meio selvagem, meio sagrada, a energia feminina apaixonada de Sagitário liga os pontos e compartilha o conhecimento. Quanto mais ensina o que sabe, mais sábia ela fica, é uma força instintiva e espiritual que se retroalimenta. É a luz que guia os outros na jornada de encontro à força criadora!

      CAPRICÓRNIO
      A estrutura e o poder de realização de Capricórnio têm na sua expressão feminina um amor sólido, que se responsabiliza por quem ama, que oferece tudo que pode e educa pra vida. Firme, forte, mas de coração mole, a capricorniana não se entrega fácil, mas quando o faz é pra sempre. É uma energia de comprometimento, que precisa de tempo e experiência pra amadurecer. Pra capricorniana isso é uma necessidade de conforto e segurança, ainda que a mulher de Capricórnio seja uma líder e uma executiva. Mas no que diz respeito ao amor, ela precisa fortalecer seus entes queridos!

      AQUÁRIO
      Signo da amizade e da comunidade, Aquário tem no seu feminino o amor altruísta. É uma energia festiva, que reúne todo mundo em uma só emoção. As ondas de Aquário são eletrizantes e a aquariana é a mulher mais humanitária do zodíaco. Ela vive pra revelar aos outros o que enxerga: um futuro mais inclusivo, igualitário e justo, e o faz com afeto e pelo AMOR. Idealista, militante das causas e dos direitos sociais, solidária, inventiva e revolucionária, é se aproximando das pessoas que ela encontra a sua razão de viver. Ela é livre pra amar a todxs como são!

      PEIXES
      Assim como todas as águas escoam pro mar, todo amor se encaminha pro coração de amor incondicional da pisciana. Ela própria está aqui aprendendo a amar sem restrições, enquanto se relaciona com as pessoas que precisam da sua compreensão. A energia feminina de Peixes se doa! Ela envolve sutilmente em uma aura mística, mágica, assumindo a forma do recipiente que a contém. E assim, usando a sua intuição, ela sente todas as dores e todas as alegrias, aceita e toma pra si a missão de entregar tudo de volta pra Deusa, a fonte universal do amor pra onde tudo retornará purificado.

      Feito pela Maína Mello, nossa astróloga do <3

      12.07.18
    • FARM astral – maio

      O céu está tremendo com mais uma grande mudança no astral – e nós aqui na Terra vamos sentir o impacto! Amanhã, Urano, o inovador planeta do futuro, regente de Aquário, ingressa em Touro pela primeira vez em 84 anos. Urano passa cerca de sete anos em cada signo e estava desde 2010 em Áries, aonde vinha estimulando nosso lado mais independente (individualista pra alguns, né?), libertário e revolucionário. Urano atua muito sobre o coletivo. Logo no seu primeiro momento em Áries, lá atrás, eclodiu a Primavera Árabe, a revolta popular que depôs ditadores de vários países, lembram? E desde então, como temos discutido a democracia! Então, o que podemos esperar de seu trânsito em Touro, que coincide com a lua nova neste mesmo signo e que, por isso, o potencializa ainda mais nessa chegada?

      Por cada signo que passa, Urano vai revolucionando os temas e padrões representados por este. Em Touro, signo do elemento terra e do mundo material, temos, em primeiro lugar, a nossa relação com a natureza. E um questionamento que deve bater forte clamando por mudanças é sobre o uso dos recursos naturais e a ecologia. Teremos que ser mais sustentáveis, no que a preocupação em diminuir o consumo, utilizar materiais biodegradáveis e reciclar o máximo deve fazer cada vez mais parte do nosso cotidiano. Até as tecnologias terão que ser desenvolvidas com mais responsabilidade pelo planeta, e isso porque viveremos em um mundo mais tecnológico, embora iremos sentir também forte o chamado de retorno a uma vida mais natural. Isso porque a tendência é que muitas das pesquisas que cientistas e inventores desenvolveram nos últimos anos de Urano em Áries sejam incorporadas nos próximos anos de Urano em Touro.

      Tudo isso deve mexer com as estruturas de trabalho, no que ainda vai provocar mudanças significativas no sistema capitalista. Com Urano em Touro, nossos empregos não serão mais os mesmos – desde mudanças nas legislações trabalhistas mundo afora até novas formas mais “livres” de prestar serviço, com mais pessoas se tornando freela, autônoma, trabalhando de casa e por aí vai. Outra novidade que ainda pode crescer é no setor financeiro: as moedas alternativas – desde os bitcoins, que têm a diferença de não pertencerem a nenhum Estado, portanto de livre circulação, até comunidades resolvendo adotar sua própria moeda ou, quem sabe, seu próprio sistema de “trocas”. E já que estamos falando de Touro, signo regido por Vênus, a musa cósmica, até as artes viverão anos de maior experimentação, com novas propostas, conceitos, olhares e formas de criar.

      Urano é um planeta que quebra o status quo ao promover mudanças nas estruturas estabelecidas. Que de repente sintoniza em uma outra frequência, estimulando a criatividade e a disposição em inovar, em fazer diferente. Ainda mais se do jeito que vinha não estava satisfatório! Individualmente, onde temos Touro no mapa astral estaremos mais abertos à renovação – ou pelo menos deveríamos estar! Aliás, o problema é não estar aberto, porque aí Urano põe pra quebrar mesmo. Que fique claro que com Urano não há regras e fórmulas, não há um formato que, de uma hora pra outra, todos teremos que corresponder em nossas personalidades, visão de mundo, esquemas de trabalho e jeitos de se relacionar. Temos, isso sim, é que entender nossa própria necessidade de transformação como uma mudança pessoal de padrão. Ou seja, se estava de um jeito, a tendência é que fique de outro. Mesmo que sejamos influenciados pelas correntes coletivas, a liberdade vem de dentro, e só você pode dizer o que é liberdade pra você.
       

      15.05.18
    • FARM astral – abril

      Os centauros são seres selvagens: metade humanos, metade cavalos, são guerreiros indomáveis. Mas Quíron, não: o mais sábio dos centauros foi professor de deuses e heróis. Inteligente, civilizado e bondoso, era versado nas artes, nas ciências, batalhas e terapias. Porém, enquanto ajudava o seu aluno Hércules em um dos seus doze trabalhos, foi acidentalmente ferido na coxa por uma flecha envenenada. O veneno não o matou, pois ele, filho de um titã, era imortal; mas tampouco cicatrizou. Quíron adquiriu ainda mais conhecimento médico tentando encontrar a cura pra sua dor. Mas ao final, pediu que Zeus que trocasse sua imortalidade pela vida de Prometeu, o titã que roubara o fogo dos deuses e dera aos humanos, e que por isso vinha sendo severamente castigado pelo deus do Olimpo. Zeus aquiesceu, libertando Prometeu e transformando Quíron na constelação de Sagitário.

      Quíron também deu nome a um asteróide que goza de uma condição especial no sistema solar: orbita o Sol como se fosse um planeta, localizado entre Saturno e Urano. No limiar entre o mundo visível a olho nu (até Saturno) e o que só foi descobertos pelo telescópio (a partir de Urano), portanto na fronteira entre o consciente e o inconsciente. No mapa astral Quíron representa uma ferida, uma dor que provoca uma profunda transformação e que pode resultar em sabedoria. Seu símbolo é uma chave. Cada um de nós tem Quíron em algum lugar do mapa, mas especialmente as pessoas que trabalham com algum tipo de cura costumam tê-lo em destaque. Por quê? Porque pra poder ajudar os outros, um curador tem que antes conhecer suas próprias dores.

      Quíron leva muito tempo pra completar uma volta ao Sol e passa cerca de 8 anos em cada signo. Desde fevereiro de 2011 ele estava em Peixes, e aí cada um pode analisar por que casa astrológica ele transitou em seu mapa pra compreender seu ensinamento nesses anos todos. Mas coletivamente, de alguma forma todos nós tivemos que lidar com a ferida do desamparo. De quem? De Deus. Talvez por isso muitas pessoas tenham precisado recuperar a Deusa. Talvez por isso uma busca espiritual mais verdadeira. Quíron em Peixes trata da dor como o caminho pra união. Ele estava em conjunção ao Sol na última lua nova de 17 de março, portanto muito atuante nesse ciclo em que aqui no Brasil choramos juntos por Marielle.

      Hoje, Quíron ingressa em Áries. Nos próximos anos, teremos que aprender a lidar com a nossa força de vontade que, se mal canalizada, pode se tornar agressividade. Então todos teremos, cada um ao seu modo, dependendo da casa astrológica onde tem Áries no mapa, que descobrir a própria força interior e a não se forçar sobre os outros. Áries é o primeiro signo do zodíaco, é enérgico e proativo. Pra alguns, isso pode significar ser menos individualista, impulsivo ou competitivo; pra outros, a ter mais iniciativa e coragem onde está faltando. Coletivamente, teremos que aprender a fazer menos guerra. Como? A partir da consciência de como nos machucamos e de como isso nos afasta de quem amamos. 
       

      17.04.18
    • FARM astral – março

      Pra astrologia, o ano é novo no equinócio de outono, quando o sol chega ao zero grau de Áries, o que às vezes acontece no dia 20 de março, às vezes no dia 21. Este ano é no dia 20, em um momento que o céu está pegando fogo com vários planetas em Áries (Sol, Mercúrio, Vênus e Urano), e o regente deste, Marte, em Capricórnio, acompanhado de Saturno e Plutão. Estamos impactadas! Uma configuração astrológica de peso pra inaugurar um ano de pioneirismo e avanço, o que não se dará sem grandes lutas contra as antigas estruturas, hierarquias, regras e modos de viver que resistem em ceder. Preocupados estamos com nossos recursos naturais e segurança material, é o que sente a lua em Touro do equinócio, necessitando que reconheçam os afetos!

      Então essa é a energia que levaremos ao longo do ano em nosso desenvolvimento pessoal e coletivo. Ao nosso favor, temos a coragem e a determinação deste Marte superforte – a questão é que ele também pode impor provas de autocontrole e respeito ao tempo. Trabalho, seu nome é Capricórnio! Este signo forma uma quadratura com Áries, o que significa que há atrito nessa vontade de potência toda. Áries é um conquistador e Capricórnio não larga o osso! Mas ambos são signos cardinais, os que iniciam as estações (Capricórnio é o solstício de verão aqui no hemisfério sul). Eles mudam o ritmo da vida da gente, sacou?

      Como já estamos ensaiando a entrada em uma nova era, vamos dar mais um passo nesse sentido. Aquarius! Estamos saindo de um ano duro, regido por Saturno, e agora este se encontra em Capricórnio, onde pode ser bem exigente na cobrança por ordem e resultado. Porém, no ano astrológico que se inicia somos regidos por Júpiter, o planeta da expansão. Que se encontra em Escorpião até novembro, representando o aprofundamento nas nossas verdades ocultas, nas sombras que precisamos transformar em luz. Essa expansão se dará, portanto, através da consciência daquilo que há dentro de nós, e que também são nossos tesouros escondidos. Quando chegar a Sagitário no fim do ano, a expansão será mais ampla em muitos sentidos!

      Vou fazer aqui um parênteses: você vai ver astrólogos dizendo que esse lance de regente do ano é uma bobagem, mas eu sou da turma que o leva em consideração. Saiba que essa é uma leitura mais mística da astrologia, desenvolvida pelos Caldeus, o povo que há 6 mil anos primeiro olhou para o céu e começou a compreender o zodíaco e o movimento dos astros. Além do regente anual, temos nessa visão também o regente de ciclos maiores de 36 anos. Atualmente estamos em um ciclo maior que começou em 2017, regido por Saturno. Então de toda forma, temos contas a prestar ao Senhor do Tempo. Que seja um novo tempo! E você é livre pra observar, pensar e absorver a informação que quiser, assim como pra viver do jeito que for melhor pra você.

      20.03.18
    • FARM astral – março


       
      Pra astrologia, o ano é novo no equinócio de outono, quando o sol chega ao zero grau de Áries, o que às vezes acontece no dia 20 de março, às vezes no dia 21. Este ano é no dia 20, em um momento que o céu está pegando fogo com vários planetas em Áries (Sol, Mercúrio, Vênus e Urano), e o regente deste, Marte, em Capricórnio, acompanhado de Saturno e Plutão. Estamos impactadas! Uma configuração astrológica de peso pra inaugurar um ano de pioneirismo e avanço, o que não se dará sem grandes lutas contra as antigas estruturas, hierarquias, regras e modos de viver que resistem em ceder. Preocupados estamos com nossos recursos naturais e segurança material, é o que sente a lua em Touro do equinócio, necessitando que reconheçam os afetos!
       
      Então essa é a energia que levaremos ao longo do ano em nosso desenvolvimento pessoal e coletivo. Ao nosso favor, temos a coragem e a determinação deste Marte superforte – a questão é que ele também pode impor provas de autocontrole e respeito ao tempo. Trabalho, seu nome é Capricórnio! Este signo forma uma quadratura com Áries, o que significa que há atrito nessa vontade de potência toda. Áries é um conquistador e Capricórnio não larga o osso! Mas ambos são signos cardinais, os que iniciam as estações (Capricórnio é o solstício de verão aqui no hemisfério sul). Eles mudam o ritmo da vida da gente, sacou?
       
      Como já estamos ensaiando a entrada em uma nova era, vamos dar mais um passo nesse sentido. Aquarius! Estamos saindo de um ano duro, regido por Saturno, e agora este se encontra em Capricórnio, onde pode ser bem exigente na cobrança por ordem e resultado. Porém, no ano astrológico que se inicia somos regidos por Júpiter, o planeta da expansão. Que se encontra em Escorpião até novembro, representando o aprofundamento nas nossas verdades ocultas, nas sombras que precisamos transformar em luz. Essa expansão se dará, portanto, através da consciência daquilo que há dentro de nós, e que também são nossos tesouros escondidos. Quando chegar a Sagitário no fim do ano, a expansão será mais ampla em muitos sentidos!
       
      Vou fazer aqui um parênteses: você vai ver astrólogos dizendo que esse lance de regente do ano é uma bobagem, mas eu sou da turma que o leva em consideração. Saiba que essa é uma leitura mais mística da astrologia, desenvolvida pelos Caldeus, o povo que há 6 mil anos primeiro olhou para o céu e começou a compreender o zodíaco e o movimento dos astros. Além do regente anual, temos nessa visão também o regente de ciclos maiores de 36 anos. Atualmente estamos em um ciclo maior que começou em 2017, regido por Saturno. Então de toda forma, temos contas a prestar ao Senhor do Tempo. Que seja um novo tempo! E você é livre pra observar, pensar e absorver a informação que quiser, assim como pra viver do jeito que for melhor pra você.
       

      20.03.18
    • FARM astral

      Vai começar uma lunação daquelas boas pra gente colocar a vida em uma nova direção. Com uma super conjunção de astros em Capricórnio (nada menos que 7!), contando com Saturno que acabou a retornar ao signo que rege, a lua nova na noite do dia 16 de janeiro abre o mês lunar na intenção da estruturação, planejamento e no comprometimento com aquilo que nos propomos a realizar.

      Mas é importante ressaltar: com tanta energia convergindo pra Capricórnio, a expressão das qualidades associadas a esse signo pode ser extrema. Traduzindo: podemos ficar mais resistentes, um tanto rígidos em nossos objetivos, exigentes em nossas expectativas, duros em nossa afetividade… ou não: podemos suavizar essa pressão e simplesmente ficar super realistas, pragmáticos e responsáveis pra lidar com os desafios que surgirem.

      Claro que tudo depende do grau de maturidade de cada um, né? De qualquer maneira, o lance é não negligenciar a experiência do signo oposto a Capricórnio, Câncer: a do cuidado consigo mesmo e com os outros, acolhendo e alimentando amorosamente os nossos relacionamentos e vínculos. Tudo é uma questão de equilíbrio e quando há excesso de um lado, precisamos compensar do outro lado do eixo.

      Mas mal a lua começa a crescer e os astros já vão, em parte, migrando pra Aquário, outro signo regido por Saturno, mas de qualidade diferente: se em Capricórnio a pegada é mais conservadora (afinal ele quer manter aquilo que conquistou), Aquário desafia as regras e a ordem visando a evolução. Ainda assim, convém lembrar que Aquário, dividindo com Capricórnio o mesmo planeta regente, também tem que se entender nesse momento com o passado e as tradições. Ou talvez tenha que se entender com suas próprias ideias fixas, que muitas vezes não comportam adaptações diante de novas necessidades. É um paradoxo que o signo defensor da liberdade às vezes se prenda aos seus idealismos de tal modo que não aceite nada diferente, mas acontece.

      Estou aqui falando desses dois signos, mas não me refiro apenas aos seus nativos. Isso vale pra todos, porque todos temos Capricórnio e Aquário em algum lugar do mapa, certo?

      Então isso quer dizer que todos nós, em alguma questão ou área da vida teremos que mudar alguns conceitos e crenças limitantes que possam estar atrasando o nosso desenvolvimento pessoal e coletivo, bem como as estruturas que se tornaram obsoletas. De algum jeito a vida vai nos colocar, a cada um, diante de situações e pessoas que nos levarão a rever esses condicionamentos, já que teremos mais dois eclipses no eixo zodiacal de Leão e Aquário nos dias 31 de janeiro e 15 de fevereiro.

      Melhor não resistirmos às mudanças, mas colaborar com elas, pelo nosso próprio bem-estar. Estejamos abertos pra o que der e vier!
       

      15.01.18
    • FARM astral

      Dezembro promete dar o que falar, literalmente falando! O mês já começa com dois eventos astrológicos dignos de nota, no mesmo dia 3: a lua cheia em Gêmeos e o início da retrogradação de Mercúrio. Sobre este último, já falamos aqui de como esse período (que dessa vez vai até o dia 23) pode ser confuso pras comunicações: é como se Mercúrio tirasse férias e não entregasse devidamente suas mensagens, sabe? Então é uma fase sujeita a mal entendidos, atrasos e mudanças de planos, quando recebemos informações que revelam o outro lado das coisas, pessoas reaparecem nas nossas vidas e ainda repensamos nossas escolhas. Pra não falar só mal desse trânsito, como se tudo estivesse fadado a dar errado, vamos considerar que são dias ótimos para fazer uma revisão dos trabalhos e retomar projetos que estavam parados! O que seria da vida se a gente não tivesse a chance de pensar melhor, hein?
       
      Mas dessa vez teremos que ser mais cautelosos com o que vamos expressar por aí. É que a lua cheia em Gêmeos toma parte em uma configuração astrológica que adiciona mais confusão a essa história. Em quadratura ao planeta Netuno, aquele das inspirações e da espiritualidade, mas também dos enganos e ilusões, pode ser mais difícil saber no que ou em quem acreditar. Daí que a gente pode se descobrir em uma situação de dúvida, necessitando de mais tempo pra confirmar informações, averiguar fatos, desdobrar as muitas camadas de uma questão e tomar as melhores decisões. Quanto tempo? Pelo menos até o fim do atual ciclo, que começou com uma enigmática lua nova em Escorpião em 18 de novembro. Você sabe que os ciclos astrológicos são lunares, chamados de lunações, não sabe? Então, esperemos até a próxima lua nova pelo menos, que será em Sagitário no dia 18 de dezembro, pra ter mais clareza. Certezas mesmo só virão depois que Mercúrio andar pra frente.
       
      O Sol está em Sagitário, o signo que busca o sentido da vida, e Saturno, que está montado no centauro desde dezembro de 2014, se despede do signo neste mês, pra o qual só retornará em 2044. Isso quer dizer que teremos as próximas semanas pra integrar as lições que Saturno nos trouxe em Sagitário, e que dizem respeito ao que acreditamos, à nossa verdade! Sabemos o quanto as crenças podem ser pessoais, e como as pessoas podem se desentender por causa de ideologias e religiões, e que temos que ser honestos para conosco, e que o nosso conhecimento está à prova o tempo todo. Em conjunção ao Sol na lua nova sagitariana do dia 18, Saturno deixará bem claro, pra cada um ao seu modo, que limites devemos respeitar, mas também os caminhos que pavimentamos ao longo desses anos, que estrada devemos percorrer daqui pra frente.
       
      Mas vamos confiar que estamos amparados! Júpiter e Netuno em harmonia são as intuições que guiarão nos passos, só precisamos estar sintonizados pra recebê-las. O lance é o seguinte: mais do que respostas, a vida é feita de perguntas. Saiba, portanto, fazer as perguntas certas. Boa viagem! 
       

      29.11.17
    • FARM astral – setembro


      Do final de julho até agora, atravessamos um período turbulento, com a ocorrência de dois eclipses – o primeiro, em 7 de agosto, foi lunar em Aquário, e o segundo, em 20 de agosto, foi solar em Leão. Esses dois alinhamentos entre o Sol, a Terra e a Lua reverberaram com muita intensidade até aqui. Nesta quarta-feira, 20 de setembro, enfim começamos um novo ciclo onde não haverá mais nenhum eclipse – os próximos, só em janeiro de 2018. 

      O que acontece nos eclipses é que eles promovem maiores mudanças na nossa vida, seja de dentro pra fora, com a consciência dos desejos e necessidades pessoais, quanto de fora pra dentro, com os acontecimentos que independem da nossa vontade e que reconfiguram tudo. São as engrenagens do destino, cujo impacto varia pra cada um dependendo do signo e da casa astrológica que correspondem em cada mapa astral, e do quanto se está alinhado com seu propósito de vida. Porque os eclipses são processos evolutivos, revelam sombras e iluminam os caminhos que precisamos percorrer pra realizar nossa missão, ou seja, o que estamos fazendo aqui. 

      Pois bem, esses eclipses ocorreram no eixo zodiacal de Leão e Aquário, que representa o nosso poder pessoal e criativo e a forma como nos conectamos aos outros, no sentido individual e coletivo. Foi um período um tanto egocêntrico e de mobilização social ao mesmo tempo. Agora, a Lua nova em Virgem que hoje abre esse novo ciclo nos permitirá reorganizar nossa vidinha, depois de tudo que se transformou nos últimos dois meses. Já estamos nessa função desde o início de setembro, mas é a partir de uma lua nova que temos de fato um reinício. E tinha que ser em Virgem, esse signo analítico, prático e dedicado, pra gente se engajar nos detalhes dessa função, porque são eles que fazem a diferençayes

      Temos uma tropa astral e tanto pra estimular esse processo, que seguirá por outubro: Mercúrio, Vênus e Marte estão em Virgem também! O que significa que temos maior raciocínio lógico, valorizamos a beleza da simplicidade e estamos superprodutivos. Além disso, como Virgem representa a natureza, estamos mais preocupados com nossos recursos naturais, com a saúde e buscando ser eficientes. Caindo na real, abdicando de ilusões, identificando a origem dos problemas, fazendo o que é possível a cada momento: estamos entrando em um poderoso período de cura em muitos níveis, físicos, emocionais, espirituais. 

      Virgem deu tom o do ciclo, mas do dia 22 para 23, no equinócio da primavera, o Sol vai entrar em Libra, a balança que representa a necessidade de equilíbrio. Relacionamentos, justiça e senso estético são temas deste signo que ressalta o quanto dependemos uns dos outros, seja pra amar ou pra trabalhar. Sem previsões para o fim do mundo, nada mais do que o que estamos vivendo dia após dia, nesses conflitos que, bem ou mal, revelam as nossas dualidades, porque somos feitos de luz e sombra, masculino e feminino, corpo e alma. Será que somos capazes de compreender? 

      20.09.17
    • FARM astral: vênus em gêmeos

      Lépida e faceira, Vênus troca Touro por Gêmeos, onde de 4 a 31 de julho vai transitar com mais curiosidade pelos cursos, baladas e paisagens por aí. Quem estava aconchegadinho nesse ciclo canceriano pode até resistir a essa Vênus tão inquieta, mas ela traz, sem dúvida, um monte de novidades pra não deixar a coisa ficar morna e nem cair na mesmice!

      Vênus em Gêmeos é leve e curiosa. Borboleta social do zodíaco, adora flanar, sempre ligadíssima no que tá rolando e querida com todo mundo. É assim que as portas se abrem pra ela: não tem quem não se encante com companhia tão agradável! Se não há segundas intenções nessa disposição tão aberta? Vamos colocar dessa forma: pra Vênus em Gêmeos, flertar é um esporte.

      É claro que ela namora e assume relacionamentos sérios! Não podemos acusar toda pessoa que tem Vênus em Gêmeos de infiel. Mas que ela precisa praticar a arte da paquera, ah, isso é verdade! E pode ser só pelo prazer de se sentir interessante. Sabe o que acontece com o desejo de quem tem Vênus em Gêmeos? É volúvel. Pra conquistar sua atenção é preciso ter interesses múltiplos e um repertório variado. Se seu coração não for fisgado, ela desencana rápido. Ela não é dada a tórridas paixões. Essa musa é eclética, seus gostos podem ir do samba ao rock…

      Mas ela gosta de gente inteligente, de quem tem muito a ensinar, com quem não vai se cansar de aprender. E se for um amante das mensagens sacanas, melhor ainda! Ela se expressa bonito e a troca de ideias é uma parte muito importante do relacionamento pra quem tem Vênus em Gêmeos, que ama literatura, cinema, música, notícias, updates, memes, aplicativos de encontros e sites eróticos. Tanto homens quanto mulheres com Vênus em Gêmeos podem ser meio voyeurs, sabe? 

      Mesmo pra quem não tem Vênus em Gêmeos, tenha já encontrado seu par ou não, esses dias podem ser mais soltos no amor. Bom pra dar uma arejada na rotina de relacionamento com flexibilidade pra fazer uma programação diferente! Pra quem tem Vênus em Gêmeos como a canceriana Marina Ruy Barbosa, é tempo de exaltar sua beleza pra amar do seu jeitinho 

       

      06.07.17
    • FARM astral: vênus em touro

      Pra todo mundo, tudo fica mais favorável quando o planeta do desejo e do amor, Vênus, tá gozando de boas condições astrais. É o que acontece agora de 6 de junho a 4 de julho, com Vênus em Touro, signo que ela rege e onde se sente confortável!

      Touro provém a Vênus os prazeres sensuais que ela aprecia sem moderação. Quem nasceu com essa Vênus é mais sensível aos cinco sentidos do corpo – parece até que sentem mais o toque, o perfume e o gosto das coisas que os outros seres humanos que não foram contemplados com essa dádiva. Sim, Vênus em Touro é valiosa! Porque além de tudo é naturalmente bela – gente que pode até ser vaidosa (ô, e como!), mas que na realidade nem precisava, sabe como é?

      De qualquer maneira, ela tem um senso estético apurado e gosta do que é bom e bonito. E que não precisa ser luxuoso, mas se for, melhor ainda. Seu jeito de usufruir das coisas (inclusive do sexo) é como uma degustação, pois não tem pressa de acabar. Assim como não é ansiosa pra começar: sedutora, romântica, adora sonhar com o amor e se arrumar pro grande momento… há toda uma arte nessa aproximação que envolve deixar o pretendente à mercê dos seus encantos!

      Até porque Vênus em Touro não é de relacionamentos fugazes. Amante da estabilidade, gosta mesmo é de ter ao lado um parceiro em quem possa confiar sua delicadeza no trato e enorme apetite sexual. Só chegando perto pra saber! Vênus em Touro se regozija na intimidade. Pessoas que não sabem o que querem, que não oferecem segurança e que não são carinhosas podem passar longe – ela não se sente atraída por desafios no que lhe é mais caro: o coração.

      Seja a Vênus de um homem ou de uma mulher, em Touro ela é talentosa e tem no trabalho um valor dignificante. Mas domina a lei da atração como ninguém, e acaba conquistando o quê deseja de alguma maneira. É do tipo que expressa seus afetos com gestos e presentes, mas também ama ser presenteada! Um exemplo real de quem tem Vênus em Touro é a Fernanda Lima, canceriana que conquistou o Brasil e o marido taurino – já a Vênus dele é em Gêmeos, da qual vamos falar no próximo mês. Mas se quiser saber mais sobre como os astros se relacionam, no meu livro Encontros Astrais você se aprofunda em tudo isso. 

      07.06.17
    • FARM astral – vênus em áries

      No início deste ano, um trânsito astrológico raro chamou a atenção de quem acompanha horóscopos: a retrogradação de Vênus. Por só ocorrer a cada 18 meses (graças ao bom universo!), não estamos acostumados a lidar com a inversão do movimento venusiano com a mesma desenvoltura com que lidamos com Mercúrio retrógrado (risos!). Mas agora sabemos que, quando Vênus anda pra trás, são os assuntos regidos pela deusa da beleza e do amor que passam por reavaliações.

      Iniciamos agora uma nova série no Farm Astral: vamos falar de Vênus toda vez que ela transitar por um novo signo. Vamos começar com a Vênus em Áries, onde ela entrou em fevereiro e só sairá nos primeiros dias de junho. Ela passou extraordinariamente mais tempo nesse signo porque foi onde retrogradou – normalmente esse período é de cerca de um mês. A essa altura já conhecemos bem essa musa guerreira, que entra na batalha por suas conquistas! Se Vênus representa o desejo, o que nos atrai e como atraímos, em Áries ela vai direto ao ponto: eu quero isso e quero agora!

      Já deu pra compreender melhor a confusão dessa retrogradação, dada a conflitos de relacionamento, frustrações pelas vontades que não foram atendidas com urgência e dificuldades sexuais? Pois é. Acontece o seguinte: Vênus não se sente confortável em Áries, signo oposto a um dos que ela rege, Libra (o outro é Touro). Na astrologia tradicional, temos um termo pra isso e dizemos que Vênus está exilada em Áries. Ui, parece difícil, né? Como é que fica então pra quem tem a Vênus pegando fogo no primeiro e impulsivo signo do zodíaco?

      Cada um com o seu jeito de amar, oras! Esses termos astrológicos apenas ajudam a compreender melhor as coisas, que às vezes podem até ser mais complexas. Na real, a experiência venusiana é mais de sedução que de iniciativa, daí o estranhamento com Áries. Vênus em Áries não é de ficar esperando, mas de deixar explícitas as suas intenções. Gosta mesmo é de uma pegada forte e uma rapidinha em local perigoso com todo o risco de ser pega no ato. É apaixonada e expressiva em tudo o que faz, até no jeito de se vestir. É do tipo que se exibe, que gosta de ser sexy. Atlética, malhada, valoriza quem tem atitude. Mas é danada pra se meter numa cilada típica: o triângulo amoroso. E aí é que ela se embola toda…

      Uma boa imagem pra Vênus em Áries são as heroínas dos desenhos e games, como Lara Croft. São mulheres independentes, que não temem fazer suas coisas sozinha. É verdade que não costumam ser muito delicadas. Um exemplo real de Vênus em Áries é a Rihanna, cujo signo solar é Peixes. Ué, mas piscianos não são românticos? Pergunte pra Rihanna o que ela acha disso!

      Se você quiser saber mais sobre Vênus e sua grande paixão, o deus Marte, eu conto mais sobre tudo isso no meu livro, Encontros Astrais. Daqui a pouco voltamos, com a Vênus em Touro

      26.05.17
    • FARM astral – setembro

      Mais uma temporada de eclipses faz de setembro um dos meses mais importantes do ano. A primeira foi em março, em agosto tivemos um “quase eclipse” e agora a vida está mais uma vez dando uma reviravolta. Eclipses são as engrenagens do destino: trazem revelações de dentro pra fora e de fora pra dentro e promovem profundas e abrangentes transformações. Tendemos a sentir os eventos como inevitáveis, mas eles também trazem as recompensas pelos nossos esforços de muito tempo.
       
      Desta vez, seguimos na série de eclipses no eixo Virgem-Peixes que desde o início de 2015 e até o final de 2017 mexe com nossos recursos materiais, saúde e espiritualidade. No zodíaco este é o eixo da purificação: Virgem é corpo, natureza, trabalho, serviço, detalhe, aperfeiçoamento; Peixes é alma, cosmos, intuição, caos, união, entrega. No dia 1, o eclipse solar em Virgem abriu uma nova etapa, indicando a necessidade de limpeza e organização em alguma área da vida específica pra  cada signo (tem os detalhes de cada signo no Mapeando desse mês!).

      Mas parece que, pra isso, algum conflito latente precisou emergir. A quadratura do sol e da lua com a conjunção Marte-Saturno de um lado e Netuno de outro sugere desilusões, pois vivemos em tempos diatópicos, experimentamos uma boa dose de frustração com o mundo e com o resultado de nossos esforços. Por isso, precisamos ter consciência dos erros e enganos para realinhar tudo numa direção mais coerente com as demandas dos novos tempos. Até porque esta foi também uma configuração fértil e produtiva.
       
      Com Mercúrio retrógrado até o dia 22, no meio do caminho enfrentamos aqueles probleminhas de comunicação: tudo leva mais tempo do que o programado, os planos mudam, assuntos mal resolvidos incomodam de novo, mal entendidos estão em pauta e até reaparecem aquelas pessoas perdidas. Mas é também o momento de olhar no espelho retrovisor antes de avançar para não repetir os mesmos padrões, revisar e editar nossos projetos, elaborar melhor nossas propostas futuras, pensar melhor para emitir uma opinião e ter aquela conversa há muito adiada.
       
      No dia 16, o eclipse lunar em Peixes é o auge do ciclo e um momento de cura, quando as emoções precisam fluir desimpedidas. Isso pode até significar um transbordamento, mas as águas lavam as mágoas. Então será tempo de deixar o passado ir enquanto nos envolvemos com o novo. Há um aspecto muito bonito de libertação dos desejos nesse eclipse, pois não precisamos de regras, mas simplesmente de sentimento e harmonização das diferenças. Duas virtudes pedem expressão: a humildade e o perdão.
       
      É que Júpiter, o astro da sorte e da expansão, ingressa em Libra no dia 9, onde vai transitar por um ano estimulando a ética e a justiça, a integração das diferenças e um maior equilíbrio para tudo na vida. Precisamos de Júpiter para prosperar, então é importante aprender com ele tudo sobre a arte do encontro. Depois de três anos de eclipses entre Áries e Libra de 2013 até março deste ano, nossos relacionamentos agradecem! 

      08.09.16