• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: desfiles

    • chanel em cuba!

      bola-wp

      Que alegria saber dessa notícia: a CHANEL vai desfilar pela primeiríssima vez em terras latinas, mais precisamente em Cuba. Vem saber mais:

      1

      Havana vai ser o pano de fundo vibrante e colorido pra coleção cruise 2017, desfilada em maio do ano que vem (ê, ansiedade!). Quem acompanha o universo da moda sabe que os desfiles da marca nunca decepcionam e Karl Lagerfeld não mede esforços e nem criatividade, mesmo sendo um desfile mais comercial (como é o caso das coleções cruise, de meia estação).

      2

      De Veneza, passando por Singapura e até Dubai, a CHANEL já fez a gente sonhar viajando o mundo inteiro. A escolha de Havana marca um momento bem importante de abertura e de novas relações diplomáticas entre Cuba e outros países, além do destino ter sido escolhido pelo próprio Karl por sua “riqueza cultural”.

      3

      Ficou curiosa? A gente também! Agora é esperar maio e torcer pro Brasil também entrar nesse mapa! hehe

      06.11.15
    • com açúcar, com luxo e com afeto

      bola_couture

      Durante esta semana as casas apresentam peças artesanais, feitas com os materiais mais raros, as técnicas mais rebuscadas e os bordados mais poderosos, numa espécie de “show de talentos” que exibe o que de mais luxuoso e nobre elas podem criar. São coleções pra gente ver no zoom!

      subhome_detail_du_jour_valentino_01_01_jpg_8281_north_990x_white

      O que explica algumas peças parecerem completamente nonsense pra nós, simples mortais! Esses vestidos que chegam a custar milhões embalarão bailes reais, estrelas no Oscar e musas da Rússia, Oriente e Emirados Árabes, que atualmente absorvem mais que nenhum outro país o consumo de alto luxo.

      unnamed (6)

      O mais aguardado do ano foi o coming back do controverso John Galliano pra as semanas de moda, dessa vez atuando a frente da Maison Margiela. Ao que parece o francês ainda busca um ponto de equilíbrio em uma primeira coleção que se dividiu entre o conceito da marca e a mão extravagante do estilista, nunca exatamente mesclando os dois.

      saab

      Até poucos anos atrás limitado a marcas francesas que seguiam rigorosos critérios na produção das peças, a alta costura se abriu a outras nacionalidades como os libaneses Ellie Saab e Zuhair Murad, a russa Ulyana Sergeenko e a italiana Armani, que em sua versão Privé completou 10 anos entre as labels mais valiosas do mundo.

      valentino

      Entre elas também a Valentino, que apresentou um desfile romântico “açucarado” com inspiração russa, cartas de amor, flores e tons pastel, pálidos e frágeis. Mas sim, como sempre, encantadores e dignos de contos de fadas que todas nós gostaríamos de viver.

      chanel

      Mas são as casas francesas que dominam a cena, naturalmente, como a “instituição” Chanel, responsável como sempre pelo cenário mais inacreditável (demorou 6 meses para ser montado) e looks controversos como os dessa coleção que combinaram atitude e romance, em saias de cós super baixo e maxi aplicações de flores que pareciam ter vida própria.

      dior

      Mais discreta, a francesa Dior sob comando do belga Raf Simons desfilou a coleção mais fresh da temporada, com modelagens que lembram os anos 60, recheadas de recortes ousados, mas sem perder a essência lady da marca. Pra entender melhor o espírito de alta costura, a casa disponibilizou um lindo vídeo mostrando o trabalho manual de peças que chegam a demorar 200 horas pra serem feitas:

      https://www.youtube.com/watch?v=FT1Fc92-eFY

      Com açúcar, afeto… e muito, mas muito glamour!

      31.01.15
    • #nyfw

      bola_nyfw

      Nova Iorque abre o calendário fashion na gringa, mas não é exatamente sempre lá que tudo começa. A NYFW as vezes trás um perfume de alguma coisa lançada antes em Paris ou Milão, mas tudo bem. A grande vocação da cidade é exatamente esse: transformar qualquer vanguarda em roupas que a gente quer de fato usar!

      capa

      Marc by Marc Jacobs/  Michael Kors/  Delpozo/  Marc Jacobs

      Nesse terreno reinam sempre Marc Jacobs, dessa vez com o neoclubber da Marc e os looks utilitários e delicados da marca que leva seu nome, Alexander Wang (que se sai bem melhor em casa que pela Balenciaga em Paris), o minimalismo da Calvin Klein, Michael Kors, com suas loiras indefectíveis…

      curtoegrosso

      Alexander Wang/  Calvin Klein/  Marc Jacobs/  Delpozo

      e as jovens e fresquíssimas Delpozo, Rosie Assoulin e as nem tão novatas gêmeas Olsen pela The Row, os nomes mais proeminentes da nova cena novaiorquina. Todas com algo em comum: a força das camisas sociais, elas estavam em to-dos os lugares!

      camisadeforca

       Altuzarra/  Delpozo/  Juan Carlos Obando/  Marc

      Uma boa companhia foram as saias fortes, e as peças espertas criadas com mil tramas de linha, couro e outros tecidos leves ou encorpados, mas com resultado sempre muito interessante.

      altastramas

      Rodarte/  Altuzarra/  Proenza Schouler/  Alexander Wang

      A tecnologia também deu pinta nas capas transparentes, bom recurso pra proteger da chuva, trazer leveza, ou só deixar o look mais  bacana mesmo!

      nacapa

      Delpozo/  Marc/  Osklen/  Marc

      O jogo de mostrar e esconder também apareceu em conjuntos de croppeds estruturados e partes de baixo mais amplas revelando um pouco de pele, o suficiente pra deixar qualquer look irresistível.

      pedacinho

      Michael Kors/  Osklen/  Rosie Assoulin/  Delpozo

      A ousadia foi o sutiã literalmente do lado de fora, tendência antecipada por Prada há 2 anos que encontrou eco e se tornou mais wearable nas passarelas de NY.

      dentroparafora

      Delpozo/ Marc/ Marc/ Juan Carlos Obando

      Quer dizer, não que não seja nenhuma grande ousadia dividir um look em dois, a novidade mais interessante da temporada que dominou o desfile da Marc e da Rodarte, e pontuou muitas coleções. De um lado, uma cor, uma textura, do outro, qualquer coisa, menos o que se espera!

      duascaras

      3.1 Phillip Lim/  Marc/  Rodarte/  3.1 Phillip Lim

      A modelagem fresca e surpreendente foi a sino, em túnicas e vestidos, longos, estruturadas, em tons e tecidos naturais, que se adequam ao desejo de vida na natureza, leveza e simplicidade.

      tuniquese

      Delpozo/  Marc Jacobs/  Rosie Assoulin/  The Row

      E o desejo de estar do lado de fora também encontrar voz em looks com cara de tarde gostosa de primavera, e ufa, a deles está distante, mas a nossa está logo ali!

      picnic

      Karen Walker/  Donna Karam/ Michael Kors/  Michael Kors

      E essas flores, recortes e outros detalhes também saltam das peças, em efeito tridimensional delicioso que foi hit da temporada e a gente, é, não vê a hora de usar!

      3d

      Delpozo/ Delpozo/ Marc Jacobs/  Michael Kors

      O efeito também aparece em nós, no conceito de peças statment, em versões mais sutis, e também no styling, marcando as cinturas em altas amarrações.

      deuno

      Creatures of the Wind/ Delpozo/ Rosie Assoulin/ The Row

      As amarrações aliás foram o truque de styling da semana, em quimonos e looks fluidos, ou em saias estruturadas, compondo com as belas e clássicas camisas sociais: se amarre!

      bemamarrado

      Juan Carlos Obando/  Michael Kors/  Donna Karan/ 3.1 Phillip Lim

      Tudo arquivado? Já estamos de olho no que Londres tem a nos dizer!

      16.09.14
    • trends pra eles (e pra elas)

      bola_semanamoda

      Temos muito a agredecer à Madame Chanel, muito antes do pretinho básico a francesa quebrou uma das convenções mais importantes no vestuário feminino. Ao vestir calças masculinas Chanel nos trouxe muito mais que só liberdade de movimento.

      semlegenda

      Paul Smith/Valentino/Valentino/Walter Van Beirendonck

      E agora podemos observar uma nova revolução de gêneros nas passarelas, cada vez mais o mundo das tendências iguala os sexos no direito de vestir o que quiser. Nessa brincadeira entram cores fortes, flores, brilhos e até sapatilhas. Sim para eles!

      sexo_fragil

      J.W. Anderson/Bottega Veneta/Dries Van Noten/J.W. Anderson

      Numa coleção inspirada no Ballet, Dries Van Noten trouxe leveza, sensualidade e delicadeza ao universo masculino, seguido pela Bottega Veneta e muitas outras marcas que mostraram malhas, calças justas, decotes profundos e muita sutileza. Esqueça estereótipos!

      candyman

      Burberry Prorsum/Jil Sander/Marc Jacobs/Versace

      Falando em estereótipos, tem um que já foi liberado faz tempo. Não é de hoje que o rosa entrou no armário masculino, e na próxima estação chega forte com outras candy colors. Pros gatinhos… sem medo de ser feliz!

      monochrome

      Bottega Veneta/Burberry Prorsum/Calvin Klein/Louis Vuitton

      E na hora de juntar as cores, a sugestão de styling da vez é se vestir todinho num só tom em looks 100% monocromáticos. Na dúvida escolha o bege e o verde água, que deram pinta em desfiles e looks o suficiente pra gente entender que vão dar o tom da temporada!

      bringitbright

      Calvin Klein/Comme des Garçons Shirt/J.W.Anderson/Louis Vuitton

      Mas nem só de meio tons se faz uma temporada, cores fortes aparecem dando brilho extra aos looks. Pra não errar, acenda o look com uma peça e neutralize o resto.

      emcamadas

      Burberry Prorsum/Dior/Givenchy/Ermenegildo Zegna

      Mas o truque de styling da vez foi a sobreposição nada convencional de jaquetas e paletós, em qualquer ordem, um charme!

      semrecheio

      Givenchy/MSGM/J.W. Anderson/Burberry Prorsum

      Mas pra quem acha que menos (roupa), é mais, ao invés de colocar, tire uma peça! De ternos `a looks mais esportivos, pra nosso deleite, as camisas foram esquecidas “em casa” nessa temporada fashion.

      neojeans

      Dior/Burberry Prorsum/Junya Watanabe/Kenzo

      O que não pode faltar em armários masculinos ou femininos, em nenhum? O jeans, claro, que deu as caras em versões bem enxutas, sofisticadas, e artsy, como nas palavras e manchas de tintas do desfile da Dior. Amamos!

      diznope

      Valentino/MSGM/Givenchy/Prada

      E não teve concorrência, (ok, talvez as maravilhosas sapatilhas), na próxima temporada os homens aparecem mais relaxados, com sandálias finalizando looks tropicais e informais, como se espera, e até mais sofisticados como nos desfiles da Prada e Valentino.

      libera_regata

      Givenchy/Kenzo/Louis Vuitton/Raf Simons

      E pra terminar, um protesto fashion: liberem as regatas dos meninos! De item brega a devoção total, as regatas marcaram 11 a cada 10 desfiles, e num é que nós gostamos?

      eleela

      Prada/MSGM/Y-3/Saint Laurent

      E nessa democracia fashion as minas deram pinta em vários desfiles masculinos mostrando o que nós já sabíamos:

      o que é dele, pode ser seu! 😉

      03.07.14
    • à moda do rio

      Fashion Rio movimentou o pier Mauá na semana passada e deixou a cidade toda mais charmosa! Quer saber o que a gente curtiu? Os looks monocromáticos e riquíssimos em texturas (e elegância!) da Sacada:

      O gótico sexy da Ausländer, pra brincar de mulher fatal! 😉

      O estilo girlie porém utilitário da Andrea Marques, super-chic!

      Os vestidos cheios de mistério da Filhas de Gaia, que escondem e revelam com sutileza e feminilidade!

      O colorido e o jeans com cara de festa do Herchcovitch, que aliás, a gente sempre curte! 😉

      E pra fechar a Coca Cola Clothing, que ganhou nosso coração com pegada esportiva, perfume retrô e modelagem caprichada, olha só:

      E aí, concorda com nossas escolhas? 😉

      16.11.12