• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: crochê

    • costurando amor

      bola_samira

      É no estúdio aqui do escritório que nossas modelos passam a maior parte do tempo e, quando a gente vê, já viramos família. A gente descobriu que a Samira Carvalho, além de linda, guarda um amor pra lá de especial: o artesanato. Tudo porque, entre um clique e outro, lá ficava ela costurando sonhos e peças incríveis que a gente já quer pra vida. E o talento é herança de infância criativa, viu?

      samira_2

      “Sempre gostei de fazer roupinhas pras minhas bonecas, de desenhar, de criar. Comecei a fazer sem pretensão e sem entender muito bem o que tava fazendo. Aos 10 anos, minha mãe me levou a um curso num armarinho perto de casa e ganhei a base. Aos 12, aprendi o crochê sozinha e, desde então, não parei mais de estudar!”, conta a Sá.

      samira_6

      E o que era brincadeira de criança virou coisa séria. Há dois anos, ela começou a vender as peças – a pedidos das amigas que morriam de amor com tanta criação linda – e no ano passado lançou a ‘Sambento‘, marca própria: “Meu método é a pesquisa. Estudo modelagem, tenho máquina de costura, me preocupo pra que o caimento esteja sempre certinho. O estudo é fundamental e cada detalhezinho faz a diferença!”.

      samira_1

      A verdade é que, não há pouco tempo, o crochê e o tricot têm ganhado ares democráticos e já aparecem na rotina de muitos jovens, mulheres e homens. A importância não é só estética. A Samira contou que faz parte de um grupo chamado ‘Laços unidos contra o frio‘, coletivo de artesãs de São Paulo que se reúnem pra tecer mantas e roupas de frio pra crianças e adolescentes carentes, moradores de rua, durante o inverno.

      samira_3

      “Em tudo o que faço, coloco amor. Em cada ponto, em cada detalhe. Também me preocupo em fazer somente quando estou bem porque é a energia e que eu quero que as peças tenham. Tô gerando uma coisa, é muito orgânico. Hoje o crochê faz parte da minha vida, embora tenha também a carreira de modelo desde os 14 anos. É um exercício de paciência, de concentração e de muito estudo. Sinto falta quando não faço!”.

      samira_4

      Fotos: Lu Oliveira

      Pra gente, a Sá faz parte de uma galera jovem que se preocupa em resgatar, manter e renovar a arte dos antigos. É além da moda: é à mão e com o coração. Adoramos o papo (e já fizemos uma listinha de peças favoritas hehe).

      Fica de olho também na página da Sambento por aqui!

      20.03.15
    • pra a sua magrela, com amor…

      bola_anouk

      Quer deixar a sua bike muito, muito linda? Estamos apaixonadas pela linha de crochê que a Anouk acabou de lançar!  São capinhas pra selim e guirlandas pra cestinhas feitas com amor e muita cor. Olha que mimo!

      anouk1

      Pra quem não conhece, a Anouk é uma marca de bolsas e acessórios só pra bicicletas – a gente já até visitou o ateliê onde ela funciona. Quem está por trás da marca é a Monica Bentes.

      anouk2

      Ela mesma só se locomove por aí de bike, e de tanto ir e voltar, percebeu que existia uma série de necessidades pra usar a magrela como meio de transporte. Daí ela começou sua série de bolsas adaptáveis, forros pra cestas, e por aí vai.

      3

      A nova linha de  crochês veio super colorida, e em série limitada. São poucos exemplares, todos feitos à mão, então se você desejou como a gente, é bom correr e garantir logo a sua!

      https://www.youtube.com/watch?v=Ll9QHssmnUM

      Falando nisso, se você ainda não viu, dá play no primeiro episódio da nossa web série Rio de Bike, que mostra tudo de bom que você pode fazer sobre 2 rodas pelo Jardim Botânico. E fica ligada que amanhã tem mais vídeo aqui, com um passeio pela Urca. Não perde essa!

      17.08.14
    • menina bordada

      bola_alinet

      Hoje a gente troca uma ideia com a Aline Tercete, ou alinet. A gente já falou da artista que brinca com texturas, formas e cores aqui no adoro e decidiu bater um papo além sobre inspirações, influências e novos projetos. Há alguns anos morando em Buenos Aires, Aline conta pra gente como a cidade deu aquela ajuda na hora de desenvolver seu estilo e divide dicas bacanas além do ‘turistão’. Vem ver:

      alinet1

      Quando você começou a se interessar por arte?

      Desde que me conheço por gente a arte esteve presente na minha vida. Desenhar sempre foi minha brincadeira preferida. Mas também sempre fui muito curiosa em aprender técnicas e descobrir materiais, com 7 anos de idade já sabia fazer crochet, devidamente ensinado pela vovó.

      sozinha

      Quais são os seus materiais favoritos?

      Meus materiais favoritos são linhas, lãs e tecidos. Tudo muito colorido e cheio de texturas. Meu trabalho é justamente misturar tudo (e muito) em busca de um equilíbrio no meio de uma bagunça de cores e formas. Depois de tanto misturar, quando ¨tudo¨ vira um ¨todo¨, sei que o trabalho está pronto.

      alinet2

      Quem são suas influencias e onde você busca inspiração? 

      O artista que mais me influenciou e influencia é o Arthur Bispo do Rosario. Seu trabalho com fios e bordados é incrível, mas o que mais me fascina é a genuinidade da sua obra, gerada pela sua ¨loucura¨. Também busco muita inspiração nas culturas orientais e suas técnicas milenares (e minuciosas), principalmente a da Índia, país que tive a oportunidade de conhecer esse ano e aprender ainda mais.

      alinet5

      Como é ser uma brasileira vivendo em Buenos Aires? Qual  sua história e relação com a cidade?

      Buenos Aires foi a cidade que me possibilitou tempo e espaço para criar, com fins unicamente artísticos. Aqui também descobri e reafirmei minha identidade, como artista, como pessoa, como mulher de um argentino, mas sempre brasileiríssima!

      alinet4

      Alguma dica bacana pra quem quer curtir Buenos Aires como local?

      Tem bastante arte legal por Buenos Aires, no Museo Malba, nas lojinhas cheias de personalidade de Palermo Soho, e nos restaurantes também! A cultura gastronômica da cidade é realmente impressionante, tem para todos os gostos, de diversas nacionalidades, tudo estilo gourmet de alta qualidade! Recomendo o restaurante Il Ballo del Mattonne, em Palermo, de menu italiano. O ambiente é incrível, cheio de arte alternativa por todos os lados, por todas as paredes! E sempre tem alguém tocando ao vivo, ou até mesmo alguma performance artística.

      943508_560278530682540_1838360259_n

      E os próximos planos?

      Meus próximos projetos envolvem parcerias com outros artistas, onde pretendo intervir nos seus trabalhos com bordado-colagem de tecidos. Principalmente em fotos. Já tem, inclusive, novidade na edição nova da e-mag aLagarta.

      alinet3

      Fotos de Carla Costa, Carol Lancelloti e Leo Pope. 

      Tudo lindo, né? Pra acompanhar as novidades da alinet, é só seguir a página oficial da artista no Facebook ou no flickr.

      26.03.14
    • caiu na rede…

      bola_caiunarede

      Taí uma opção bacana e fresquinha pra usar no verão: peças com tramas bem abertas, leves, que lembram uma rede. Do crochê com pegada rústica aos tecidos cortados à laser, elas vão da praia ao asfalto. É só caprichar nos truques de styling. Vem ver:

      cordapele

      Da cor da pele

      Fácil de usar, esse tom alonga a silhueta e também dá abertura pra uma cartela inteira de opções pra combinar. Além disso, tem uma pegada mais clean. Bom pra usar de dia pra um look arrumadinho sem passar calor. Faltou alguma coisa? Só jogar um colar maxi por cima!

      fluo3

      Fluo

      Não tem época melhor pra se jogar naquela cor vibrante que você esperou o ano inteiro pra usar, né? Pro look ficar equilibrado, é só combinar com tops ou biquinis no mesmo tom da blusa. Mas a graça mesmo é contrastar, por isso, quem quiser ousar um pouco mais pode trocar o ton sur ton pelo color block.

      boho

      Boho

      A gente adora a pegada despojada do boho e as peças tramadas tem tudo a ver com esse clima. A dupla saia longa + blusa soltinha é a melhor pedida pra caprichar na produção de verão. Vale carregar nos acessórios, dos colares aos chapéus.

      pranoite

      Pra noite

      Quem disse que não dá pra sofisticar as tramas? Dá pra usar a blusa de crochê no look noite também. É só combinar a cor neutra da peça com sua jaqueta favorita, um jeans bem escuro, ou até com aquele shortinho de alfaiataria bacana. Curtiu a produção?

      Então passa no e-FARM pra se inspirar e sair linda por aí!

       

      21.10.13
    • feito com amor

      Se a onda craft ainda não te pegou, é questão de tempo. Tem tanta coisa bacana acontecendo por aí que fica difícil não se encantar. Lembra que a gente mostrou o trabalho da Olek e seu crochê de guerrilha?

      Por aqui, quem anda dando o que falar é o Clube do Útero, que surgiu quando a stylist Flávia Lhacer e a (super top) maquiadora Vanessa Rozan começaram a bordar. Daí elas foram descobrindo amigas que também estavam aprendendo alguma técnica manual, outras que estavam doidas pra aprender, e tiveram a ideia de criar um clube.

      Os workshops e encontros são abertos pra quem quiser chegar – a gente experimentou e amou! – e aprender, ensinar, compartilhar crochê, tricô e bordado (livre ou ponto cruz). Por enquanto, rola só em SP, mas quem sabe elas não se animam e fazem uma visitinha por aqui, hein?

      Além de conhecer um monte de gente bacana, o legal é aprender estas técnicas e colocá-las em prática no dia a dia, pode ser fazendo suas próprias roupas de frio ou colorindo a cidade.

      fotos da Patrícia Grejanin

      Dá pra acompanhar todas as novidades do clube pelo blog – lindo e cheio de inspirações – e pela página do Face. Inspire-se! 😉

      15.09.12
    • heartmade

      Se a onda craft ainda não te pegou, é questão de tempo. Tem tanta coisa bacana acontecendo por aí que fica difícil não se encantar. Lembra que a gente mostrou o trabalho da Olek e seu crochê de guerrilha?

      Por aqui, quem anda dando o que falar é o Clube do Útero, que surgiu quando a stylist Flávia Lhacer e a (super top) maquiadora Vanessa Rozan começaram a bordar. Daí elas foram descobrindo amigas que também estavam aprendendo alguma técnica manual e outras que estavam doidas pra aprender, e tiveram a ideia de criar um clube.

      Os workshops e encontros são abertos pra quem quiser chegar – a gente experimentou e amou! – e aprender, ensinar, compartilhar crochê, tricô e bordado (livre ou ponto cruz). Por enquanto, rola só em SP, mas quem sabe elas não se animam e fazem uma visitinha por aqui, hein?

      Além de conhecer um monte de gente bacana, o legal é aprender estas técnicas e colocá-las em prática no dia a dia, pode ser fazendo suas próprias roupas de frio ou colorindo a cidade.

      Dá pra acompanhar todas as novidades do clube pelo blog – lindo e cheio de inspirações – e pela página do Face. Inspire-se!

      As fotos deste post são da Patrícia Grejanin.

      30.07.12
    • Entre linhas

      Numa coleção com arzinho vintage e inspirada em traços étnicos não podia faltar crochê e tricô.

      Muito coloridas e quentinhas, essas peças podem ser combinadas com diversas outras, dependendo do estilo que você quer impor.

      E dependendo do clima também. Se estiver muito frio, opte pelas peças mais pesadas. Se o frio não aparecer combine com peças leves, como vestidinhos.

      Must-Have!!

      12.03.09