• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: couro

    • farm entrevista: espedito seleiro

      bola_expedito

      Parece até história de livro. O Espedito Seleiro nasceu no interior do Nordeste, lá em Arneiroz, sertão do Ceará. Aos oito anos, começou a trabalhar com o pai, vaqueiro e seleiro, que criou um formato de sandália diferente pro Lampião (com sola retangular pra despistar as pegadas) e assim o artesanato foi sendo mais que uma tradição de família. Virou laço de amor, desses que não se cortam, não se desviam, não se dividem. E a gente trouxe um pouco dele pra cá, vem ver:

      expedito_5

      “Quando nasci, meu pai já era seleiro, pois tinha aprendido com o pai dele e o pai dele também tinha aprendido com meu bisavô. Quando ele faleceu, em 1971, trouxe meus irmãos, todos mais novos, pra cá, pra cidade de Nova Olinda, e criamos uma associação familiar. Com meu pai aprendi a fazer roupa pra cigano, cangaceiro, tropeiro, vaqueiro… Ele foi tudo na minha vida. Tenho sangue de seleiro!”

      expedito_4

      Aos 75 anos (com jeito de moço de 18 que ‘começou ontem’, como ele mesmo diz), o Espedito é do tipo que flui fácil na prosa e tem um humor esperto. Talvez por genética, talvez por felicidade, talvez por ter descoberto no trabalho a graça da renovação. A verdade é que ele todo se confunde com a arte que faz e é só amor nas palavras, nas mãos habituadas da selaria, nos movimentos precisos da idade:

      expedito_6

      “Numa época, precisei renovar meu artesanato. Levantei o pensamento em Deus e mudei o estilo do meu trabalho. Passei a trabalhar o colorido, mas com muita dificuldade porque até então nem tinha coloração no couro. Eu fazia as tintas, misturava tudo e ficava diferente do que havia no mercado. As pessoas compraram a ideia!”

      expedito_1

      E assim a identidade foi nascendo. A gente teve a honra de contar com uma criação especial dele pra cá, a bolsa ‘Flor do Cangaço’. Quem fez essa ponte foi a Raíssa, nossa estilista de acessórios que descobriu o trabalho do Espedito há uns dez anos. A criação une a tradição da estética cangaceira com a contemporaneidade. É orgulho só!

      expedito_7

      “A arte é uma ciência oculta. Só Deus e a gente é que sabe. Quando a gente nasce, já nasce sabendo de muitas coisas, e quando se nasce com aquilo que gosta, aí é só treinar e praticar que tudo vai desenrolando. Se você pensar bem e souber traduzir as palavras, é uma poesia. É um causo bem contado. Quando criei a bolsa pra FARM, coloquei meu rastro nela, minha história. Esse é um capricho meu. Ser o que a gente é!”.

      expedito_10

      O modelo virou nosso xodó (todo regional e com traços da feminilidade brasileira) e tá em edição limitada no e-FARM (clica aqui pra conferir!). A vontade é estender a parceira com o mestre pra mais tantas coleções daqui pra frente. Aliás, recentemente, a arte primorosa e a riqueza das cores dele também chamaram a atenção dos irmãos Campana, ícones do design, e os três fizeram um projeto bem bacana juntos:

      expedito_2

      “Foi uma parceria legal. Assim mostro meu trabalho por aí e o trabalho deles aparece aqui, onde eu estou. Se eles estivessem pertinho de mim todos os dias e vocês também, dava era pra gente fazer muito mais. Mas, olha, eu gosto do Rio de Janeiro. Se fosse pra escolher um lugar pra passear vendo coisa diferente na vida, eu ia escolher o Rio!”.

      expedito_9

      Casado há 56 anos, apaixonado pela mulher, pelos seis filhos já criados, pela profissão… Quem ouve ele contar sobre o mundo com a sabedoria de quem já consagrou histórias e com o encantamento de um adolescente, se emociona: “O artesanato ensina… É tudo feito à mão. Quanto mais demoro numa peça, mais gosto de fazê-la. É uma coisa do gosto da gente, que vem do coração, de dentro. Se pudesse, tinha guardadas todas as peças que já fiz. Nunca canso. Vou teimando com as qualidades, teimando com o tempo, fazendo a festa até o dia que Deus quiser”.

      expedito_8

      E se é pra teimar, que seja no amor e na de todo dia. Trocar arte e vida com o mestre Espedito é motivo de gratidão ao universo. Vale pesquisar por aí pra saber ainda mais sobre ele e se encantar, assim como a gente! ♥

      24.04.15
    • upcycling de responsa

      bola_upcycling

      As gaúchas Petula e Amanda trabalharam juntas, e por muito tempo, na indústria de acessórios, criando sapatos lindos pra maioria das marcas bacanas do país (pra gente, por exemplo 🙂 ), e ficaram craques em todas as etapas do processo. Com todo esse conhecimento adquirido e com vontade de deixar o lado criativo voar mais alto, nasceu a PP Acessórios.

      upcycling1

      O caminho escolhido tava longe de ser o mais fácil: criar acessórios a partir das peças de aprovação que são arquivadas após os testes. Traduzindo: retalhos de couro que são descartados nas fábricas logo após aprovação ou não das marcas, e que depois de um tempo, acabam se transformando em um tipo de lixo que pede um descarte nada simples.

      upcycling2

      A boa nova? Agora, o que era descarte se transforma em bolsas, roupas, carteiras e outras lindezas. E a Petula contou pra gente todas as vantagens – incríveis! – de se trabalhar com esse tipo de material: “Vamos fazendo o que o couro conta. As peças são todas exclusivas, e como a gente cria a partir da matéria-prima, a liberdade criativa é imensa!”. Toda a cadeia é conduzida da maneira mais sustentável possível, desde o contrato com as costureiras até o preço final.

      upcycling3

      A história deu tão certo que elas expandiram os horizontes e, além do ateliê-loja em Porto Alegre, o espaço em Sampa, no /4, anda a todo vapor. E elas não param: mês que vem tem lançamento das linhas para bebê e da linha trip, e em agosto, entra em cena a linha casa.

      upcycling4

      Que venham as novidades!

      09.04.14
    • à moda do mundo…

      bola

      As semanas de moda na gringa terminaram e a gente não resistiu em fazer um apanhado “remix” de tudo que passou por lá. E pelo visto, o inverno europeu, mais do que nunca… tá na pele, olha só:

      pele

      Dries Van Noten, Lanvin, Louis Vuitton, Prada

      A pele (falsa, pelamor! hehe) marcou praticamente todos os desfiles, não há quem tenha resistido ao toque primitivo e glamouroso do tecido mais antigo do mundo, mesmo que em detalhes, por vezes inusitado!

      peludo

      Marni, Louis Vuitton, Prada, Fendi

      E o couro não ficou pra trás. Com carinha de vinil mais brilhoso, o couro apareceu principalmente em saias lápis (abaixo do joelho comprimento que bombou) e versões renovadas do new look:

      couro

      Topshop Unique, Prada, Givenchy, Chanel

      E se ano passado o grunge de Dries Van Noten conquistou nossos corações, esse ano tá punk! Ousados, como na apresentação de Versace e nos moicanos de Fendi, ou discretos, nos alfinetes de Alexander Wang pra Balenciaga:

      punk

      Givenchy, Chanel, Chanel, Balenciaga

      Mas o grunge marcou presença no onipresente xadrez, que aparece misturado com outras estampas num festival de texturas e possibilidades, como nas maxi-formas de Stella e até disfarçado no clássico tweed de Chanel.

      xadrez

      Stella McCartney, Céline, Chanel, Givenchy

      Entre as cores, o rosa deu as caras em mil variações possíveis, mas quem dominou foi o azul. Do Klein ao marinho, passando pelo acqua, tá tudo azul no inverno!

      azul2

      Céline, Valentino, Chanel, Marc Jacobs

      Então já sabe, pode misturar, deixar os cabelos molhados, abusar da displicência, investir em fendas e recortes, peles e plumas, escolher uma bota… e rezar pra fazer frio! 😉

      09.03.13
    • uma cor por dia: marrom!

      Depois de colorir os dias de azul e verde, pensamos em dar uma acalmada e escolher uma cor mais sóbria. Com o friozinho batendo na porta, nada melhor do que lembrar de chocolate e um bom cobertor felpudo. Por isso, o marrom é a escolha do dia!

      Com a volta de peças com cara de couro, ele marca presença nos nossos visuais. Pode ser nos pés ou na jaqueta, vem pra esquentar os looks!

      E quem quiser investir em algo mais moderno, o silk é escolha certeira! E pra acessorizar, que tal o relógio WeWood?

      No fim, a romântica também tem vez nessa cor. Pregas e babados, já!

      Depois disso tudo, acho que vamos preparar um chocolate quente… beijos!

      25.05.12
    • colocando o couro!

      O couro é aquele clássico que, entra ano sai ano, dá um jeito de pintar no nosso guarda-roupa. E o melhor de tudo é que foi-se o tempo em que só dava pra usar o material à noite. Além de combinar com vários horários, o couro também combina com vários estilos! 😀

      Saia e blusa de silk

      Pra quebrar o ar sério, aposte em uma blusa de silk. O look fica divertido e esperto. Um casaco soltinho deixa o visual leve e perfeito pra ocasiões mais informais. Quer virar o jogo? É só trocar por um blazer!

      Up no neutro

      Quem adora couro, mas tem vergonha de usar um tecido um pouco mais chamativo, pode combinar com tons neutros. Nessas horas, o cinza é aquele super amigo com quem a gente sempre pode contar!

      Oncinha e couro

      E que tal um look mais moderninho? Combine  o couro com estampa de oncinha! A peça inteira fica incrível, mas se a ideia for só um toque, um acessório já é suficiente. Agora é só arrasar à noite sem medo.

      Couro e jeans

      Nem sempre o ar modernoso acompanha o tecido. Pra uma produção divertida e leve, o couro whisky combinado com jeans forma um casamento com direito a final feliz de filme. Perceberam o arzinho retrô? A gente acha charme puro!

      Clássico

      E como não podia deixar de ser, a mais que clássica-super-desejo jaqueta biker é investimento pra vida toda. A blusa de silk deixa a peça delicada e mostra que versatilidade não é problema! Se tem clássico, tem releitura: a jaqueta de manga curta é super coringa e dá um up em qualquer blusa básica.

      Difícil é escolher qual usar primeiro!

      27.04.11
    • saia para todos os gostos

      Acácias é a nossa coleção de inverno, mas vamos combinar: inverno no Rio combina (e muito!!) com saia! O – quase – frio é resolvido rapidinho com um casaco leve e as pernocas de fora entram para dar aquele charme extra!

      Quem é adepta da mini-saia com cintura alta levanta a mão! o/ Mas, para não cair na mesmice, alguns truques ajudam a deixar o visual mais elaborado! O mix de textura já faz aquela diferença e o cinto de lacinho fecha o look com chave de ouro 😉

      O reinado absoluto da mini afundou e a saia mid também ganhou espaço no nosso guarda-roupa! Como a parte de baixo é super comportada, que tal apostar na transparência da renda em cima?

      A saia longa de oncinha nem chegou nas lojas, mas já é hit! Também, né? Quem não quer andar com toda essa elegância? Para despojar o conjunto, nada como uma camiseta longa com silk. O colete é para incrementar à noite o look que fez sucesso de dia!

      Agora é só eleger a sua favorita ou fazer como a gente e ficar com todas!! 😀

      23.02.11
    • hi-lo no safári

      Taí uma duplinha que a gente tá adorando pra ser nossa companhia no safári pop: jeans + couro. É o tipo de hi-lo que tem tudo a ver com o que estamos querendo neste verão.

      O couro dá o toque de sofisticação nas roupas (não conseguimos mais largar a saia de franjas!) ou acessórios, e o jeans traz o clima despojado que a gente nem pensa em abrir mão.

      E pra quem reparou bem nessa bolsa linda, a gente conta um detalhe: ela é feita de calças jeans das coleções passadas(!!) dá até pra ver os bolsos 😉

      Mistura certeira.

      09.09.10