• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: cosméticos naturais

    • Conheça a Les Arômes Brasil

      Precisamos celebrar iniciativas que ajudam o planeta. Temos a sorte de ter conosco parceiros que se preocupam com o meio ambiente e buscam fazer a diferença em seus negócios. Uma delas é a Giorgia, sócia-fundadora da Les Arômes, uma marca de cosméticos naturais, livres de qualquer componente químico. Neste post, ela conta a história da marca e como vem trazendo o conceito de beleza consciente pro mercado. Depois de ler tudo, aproveita pra passar no site e garantir os produtos da sua preferência com 15% de desconto usando o código adorofarm.

      Tem alguns anos que decidi tornar minha rotina mais verde. Essa vontade veio como reflexo de uma inquietação em relação ao meu impacto no mundo. Naquele momento eu sabia apenas que queria um entorno mais positivo e responsável, mas ainda não imaginava quais seriam os meus passos e nem onde chegaria.  Acabou que tudo foi acontecendo de forma muito orgânica (e como ser diferente?) e hoje, quando olho para trás, tudo faz sentido. É aquela velha história né? Para começar basta jogar a intenção no sentido daquilo que se acredita.

      Mudei alguns hábitos e comecei a ficar mais atenta aos rótulos dos produtos e aqueles ingredientes com nomes estranhos.  Naturalmente começaram a surgir cada vez mais questionamentos e meu choque foi perceber o quão desinformados somos em relação ao que consumimos. E eu não era a única! Felizmente, hoje vejo uma enorme mudança.  A sustentabilidade e a saudabilidade (acredite, esta palavra existe e ela é super importante) são movimentos que ganharam força nos últimos anos e que vem pesando cada vez mais nos hábitos e decisões de compra – ufa!

      Foi um pulo para a transição para os cosméticos naturais.  O primeiro produto que eliminei radicalmente da minha prateleira foi o desodorante convencional – vale pesquisar sobre!  Descobri que os componentes não tão bacanas presentes nesses produtos eram facilmente substituíveis por ingredientes naturais e de fácil acesso (vou falar disso num próximo post). Foi se abrindo um novo universo de possibilidades e passei a buscar alternativas para shampoos, condicionadores e pasta de dente. É uma fase que lembro com muito carinho, foi quando fiz meus primeiros experimentos caseiros de desodorante – alguns funcionavam, outros nem tanto – minhas inúmeras tentativas de lavar o cabelo com sabão de coco, bicarbonato de sódio, só com água… Para desembaraçar era o santo vinagre, mas o cheiro não era o forte do processo! Tudo muito engraçado, mas nem sempre tão prático e eficiente.

      Então chegou a hora de partir para uma nova tentativa: fui atrás de produtos que dialogavam com a minha vontade de usar e apoiar marcas mais naturais.  Ficava ansiosa esperando o correio chegar – naqueles dias praticamente não tinham opções nas farmácias e supermercados. Quando me dei conta, pequenas mudanças estavam acontecendo e eu tava fazendo encomendas para minhas irmãs, mãe, namorado, amigos… Percebi que não só eu, mas eles também estavam mudando seus hábitos. Por mais que a gente não note, impactamos e somos impactados por aqueles que estão a nosso redor.

      A essa altura eu já tinha intenção de empreender no universo da sustentabilidade, que se concretizou a partir do encontro de propósitos. Esse é o começo da história da Les Arômes, que de um ideal virou uma marca que hoje faz parte da vida de muitas pessoas.

      A beleza consciente é o que nos move. Fomos atrás dos melhores ingredientes pra criar fórmulas maravilhosas que representassem o que a gente acredita. E deu certo! Hoje temos linhas de cosméticos naturais com opções 100% veganas que cuidam e valorizam as mais diversas belezas.

      Fico muito feliz em saber que estamos ajudando a criar um senso crítico nas pessoas com produtos que não são testados em animais, são feitos a partir de frutos nativos da Amazônia e não levam aqueles químicos que eu tanto fugia. E não é só o meio ambiente que sai ganhando nessa equação, já que a pele e os cabelos reconhecem o que é natural e reagem da melhor maneira possível, encontrando seu equilíbrio.

      É possível mudar o nosso entorno começando com pequenos passos. Afinal, são nossas escolhas diárias que vão definir em que mundo iremos viver nos próximos (beeem próximos) tempos. Eu acredito em um futuro com mais respeito ao meio ambiente e ao ser humano, sem deixar a beleza e a saúde de lado. E você?

       

      24.10.18
    • beleza natural

      Autocuidado é empoderamento. Faz parte da beleza de dentro pra fora.Faz parte do sol na alma. É autoconhecimento. E nas andanças por aí, conhecemos a Koa Natural, marca paulista de cosméticos naturais que faz tudo à mão e com amor. 

      Experimentamos os produtos e ficamos apaixonadas. As máscaras de argilas são realmente muito boas, deixam a pele novinha e os sabonetes duram muito (são enormes) e super cheirosos. O de pitanga é uma delícia!  Viramos fãs da marca e fomos bater um papo com eles pra entender sobre o processo artesanal de fazer cosmético – se liga que tem até receitinha, ó! 

      – Como surgiu a Koa?
      A Koa foi resultado do amor pelo mundo da saboaria e cosmetologia, aliado a uma crescente necessidade de reconexão com a natureza. Não foi nada planejado, mas sabem aquele desejo que fica ali morando no seu subconsciente e, da noite pro dia, eacorda na sua consciência te dando bom dia?! Sempre tive uma pele difícil, sensível e ressecada, e meu karma era sair testando coisas que me ajudassem a cuidar melhor dela. De uns anos pra cá, desde que me mudei de Belém pra São Paulo talvez, as temperaturas instáveis, a baixa umidade, a qualidade do ar da cidade etc foram exigindo um cuidado muito maior do que eu já tinha enquanto morava numa cidade verde, úmida e com o índice de poluição muito menor. Isso me fez entrar numa busca incessante por sabonetes que não ressecassem ainda mais minha pele, cremes mais potentes e com menos perfume, shampoos que não agredissem meu couro cabeludo… Mas essa busca me fez descobrir cada vez mais substâncias que me causavam alergia. Porque eu sempre fui um prato cheio pros dermatos e alergistas, mas nunca algum deles foi suficientemente claro quanto ao que podia estar detonando minha pele cada vez mais, então fui descobrindo sozinha, nessa vida de testadora louca e leitora assídua de rótulos. Numa dessas, usei por acaso um sabonete natural, livre de toda aquela química que a indústria cosmética nos enfia goela abaixo. Pela primeira vez, eu não saí do banho com a sensação de que a minha pele partiria ao meio. O caminho só poderia ser esse. Em seguida, minha timeline esfregou um curso de saboaria artesanal na minha cara. Na hora, eu entendi o recado que o cosmos mandou via internet (rs) e me inscrevi pensando "sim, eu posso aprender a fazer meu próprio sabonete com o que eu quiser!". No dia seguinte, durante esse curso (que ocupei a última vaga), eu não conseguia pensar em outra coisa: "pq eu faria isso só pra mim se pode ser bom pra tanta gente?". E foi dessa idéia que a Koa nasceu, sem direito a uma gestação prévia consciente, mas com uma energia que eu nem sei de onde veio.

      – Como os produtos são feitos?
      Os produtos são feitos à mão, livre de testes em animais, livre de gordura animal, sem parabenos, enriquecidos com manteigas, extratos e óleos vegetais e com óleos essenciais. Os sabonetes são cortados manualmente e embalados em papel reciclado e plástico biodegradável.

      – Dentro desse processo, como é feita a escolha dos produtos?
      A idéia era começar com os sabonetes e hoje Koa tem duas linhas com eles: os de base glicerinada vegetal, enriquecidos com extratos e óleos vegetais, e os sabonetes 100% naturais, feitos do zero, pelo processo de saponificação a quente (hot process).
      Em paralelo, acabamos criando também a linha de máscaras faciais de argila, pra um tratamento de detox facial semanal, incluindo 9 cores (branca, verde, amarela, vermelha, rosa, roxa, cinza, marrom e preta). Utilizamos argilas com certificação orgânica e 100% natural, e cada tipo de máscara é preparada com os extratos vegetais e óleos essenciais indicados ao tipo de tratamento proposto. Em breve, expandiremos a linha de banho com os shampoos sólidos e lançaremos também a linha de cuidados corporais com cremes e loções naturais. E como nosso espírito experimentalista não morre, provavelmente (num futuro próximo) outros produtos surgirão pra compôr as nossas linhas de cuidados naturais.

      – Diante de um mundo de tanta pressa e urgência, qual a importância do autocuidado?
      Ninguém conhece melhor o nosso corpo do que a gente. Enquanto você não tá alerta e disposto a olhar pra si com cuidado, buscando as próprias necessidades (do corpo e da mente), o melhor estilo de vida, a alimentação ideal e como fugir dos hábitos nocivos, estará totalmente automatizado no consumo inconsciente do que a indústria oferece. E sabemos que ela não tá preocupada com isso, né?

      – Pra quem quer fazer o próprio produto em casa, você tem a dica de uma receitinha rápida?
      Tem uma receita natural bem rápida pra quem quer fazer seu próprio hidratante corporal em casa, usando:

      50 ml de óleo vegetal puro de amêndoas;
      50 ml de gel de aloe vera orgânico;
      20 gotas de óleo essencial de laranja doce;
      20 gotas de vitamina E.

      Esses ingredientes podem ser encontrados em casas de produtos naturais e farmácias específicas. O creme não tem uma textura muito oleosa, sendo indicado pra peles normais. Pra peles mais ressecadas, pode-se aumentar a quantidade de óleo. Pra peles oleosas, basta adicionar mais aloe vera e também substituir o óleo essencial de laranja pelo de alecrim.

      O preparo é bem simples:
      Misturar bem o óleo de amêndoas com o gel de aloe vera;
      Adicionar a vitamina, o óleo essencial e misturar todos os ingredientes;
      Conservar o creme na geladeira, dentro de um frasco de vidro escuro (durante até quinze dias, por ser natural).

      Usar diariamente retirando com uma espátula de plástico, aplicando nas mãos e espalhando no corpo.

      – Como você vê o movimento dos produtos orgânicos e naturais aqui no Brasil?
      Acho que estamos numa fase de maior despertar por aqui, por várias fatores. E acredito sim que estamos vivendo tempos de transformação. Essa coisa de estar mais alerta e consciente, tem atingido uma parte cada vez mais crescente da população. As pessoas tem procurado cada vez mais consumir produtos com rastreabilidade, menos industrializados, mais saudáveis, com menos aditivos nocivos e menor impacto ambiental. Não é a toa que, mesmo em tempos de crise, as pesquisas têm mostrado um crescimento nesse mercado, as feiras nesse setor estão cada vez maiores e essa cultura do orgânico e natural felizmente tem se disseminado cada vez mais. E é uma mudança muito mais cultural mesmo, porque sempre tivemos um potencial enorme considerando a nossa rica biodiversidade.

      – Qual é o produto mais procurado até agora? o que não pode faltar?
      Tanto os sabonetes 100% naturais, quanto as máscaras de argilas têm sido bastante procurados. E a decisão de incrementar o shampoo sólido à linha Banho foi também por conta do grande número de pedidos, porque a gente não resiste a eles. <3

      Amamos conhecer a Koa de perto. Pra você que quer conhecer ou garantir os produtinhos, passa aqui. Eles ainda não tem site, é tudo bem novinho! 

      26.09.17
    • a pele que habitamos

      A Lu, nossa colab, fez uma entrevista delícia com a Carol Cronemberger, chef de cosméticos artesanais, e contou aqui pra gente como foi o bate-papo.

      "Foi super por acaso que esbarrei com o trabalho da Carol. Uma amiga, que andava atrás de uma linha de cosméticos naturais, postou a foto de uma panelinha com uma gosma colorida dizendo que aquilo era uma maquiagem criada só pra ela e, curiosa que sou, logo fui 'stalkear' pra saber de quem se tratava.

      Na mesma semana marquei uma visita no seu ateliê, ali no Jardim Botânico. Simpática toda vida, a Carol é daquelas que olha no olho, gosta de uma resenha, filosofar sobre a vida, tanto que, antes de nos sentarmos, já estava fazendo a entrevista e nem tinha me ligado. Pausa pra falar que o aroma do ateliê dela é di-vi-no.

      Entre óleos essenciais e tubos de ensaio, ela contou que desde pequena questiona os hábitos tradicionais. Parou de tomar refrigerante ao 8 anos, depois de 'comer bicho' e sempre curtiu fazer vezes de alquimista. 

      Física por formação e profissão, morou na europa durante quase 10 anos e, foi por lá, entre cursos na França, Inglaterra, Alemanha e Holanda, que resolveu se aprofundar e virar uma chef cosmetique de verdade.

      Fazem só dois anos que começou se dedicar exclusivamente a sua pequena produção. E cria de tudo um pouco: maquiagens (batom, blush, corretivo, bb cream, rímel); xampu, condicionador, desodorante, protetor solar, esfoliantes, hidratantes, cremes pra espinha… O carro-chefe é o Óleo Forte, um óleo noturno pro rosto que, dizem, faz maravilhas. Tudo sem parabenos, óleos minerais, gordura animal e cruelty free, como tem de ser.

      Quem quiser ter o seu vidrinho personalizado, é só marcar uma hora e passar lá no ateliê. Ela também dá workshops e cursos sob demanda por ali ou na casa das clientes. Entra aí no blog dela pra aprender fazer algumas receitas homemade. 

      Lá, a Carol me mostrou foi um desenho do Hundertwasserpintor e ativista ecológico, que criou a teoria das 'Cinco Peles' e que coloca nossa epiderme, roupas, casa, meio social e natureza em um corpo só.  Fica, portanto, a reflexão: Será que estamos cuidando – de verdade – de todas as peles que nos vestem?"

      14.11.16