• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: ceará

    • Artesanato Coletivo

      catarse-fia-1

      Tem tanta coisa boa que aparece por conta do poder da internet, que a gente fica até boba. Através do site de financiamento coletivo Catarse, a Fia Oficina de Artesãs nasceu da vontade de mudar a relação entre artesãos, o mercado, e os consumidores.

      catarse-fia-2

      Essa campanha linda de viver é fruto da junção do trabalho de artesãs de Sobral, no Ceará, do Grupo Gente Solidária e da designer Celina Hissa, que juntas desenvolveram peças de artesanato com um toque de design pra lá de especiais.

      catarse-fia-3

      Na campanha de financiamento coletivo, todo o orçamento necessário pra atingir o objetivo de R$25.000 é detalhadamente expresso no site, assim, você consumidora também poderá saber o que a Fia pretende fazer com o dinheiro arrecadado.

      catarse-fia-4

      A ideia do projeto é poder repensar sobre as formas de comercialização que existem hoje, diminuir os custos em toda a cadeia de artesanato, assim devolvendo o valor necessário para o próprio artesão.

      catarse-fia-6

      Como você entra nessa história? Pelos mais de 20 kits oferecidos, o valor do apoio é como uma pré-venda que possibilitará a remuneração das artesãs e a compra da matéria-prima pra produção. É só escolher o que tem mais a sua cara, ou se for pra presente, a cara da pessoa querida que irá receber o mimo! 🙂

      catarse-fia-5

      Se o valor for arrecadado até o fim da campanha, os kits serão entregues em dezembro. Faltam menos de duas semanas pro período de arrecadação terminar. Corre lá no site da Catarse pra fazer parte desse projeto do bem, clicando aqui.

      03.11.15
    • farm entrevista: espedito seleiro

      bola_expedito

      Parece até história de livro. O Espedito Seleiro nasceu no interior do Nordeste, lá em Arneiroz, sertão do Ceará. Aos oito anos, começou a trabalhar com o pai, vaqueiro e seleiro, que criou um formato de sandália diferente pro Lampião (com sola retangular pra despistar as pegadas) e assim o artesanato foi sendo mais que uma tradição de família. Virou laço de amor, desses que não se cortam, não se desviam, não se dividem. E a gente trouxe um pouco dele pra cá, vem ver:

      expedito_5

      “Quando nasci, meu pai já era seleiro, pois tinha aprendido com o pai dele e o pai dele também tinha aprendido com meu bisavô. Quando ele faleceu, em 1971, trouxe meus irmãos, todos mais novos, pra cá, pra cidade de Nova Olinda, e criamos uma associação familiar. Com meu pai aprendi a fazer roupa pra cigano, cangaceiro, tropeiro, vaqueiro… Ele foi tudo na minha vida. Tenho sangue de seleiro!”

      expedito_4

      Aos 75 anos (com jeito de moço de 18 que ‘começou ontem’, como ele mesmo diz), o Espedito é do tipo que flui fácil na prosa e tem um humor esperto. Talvez por genética, talvez por felicidade, talvez por ter descoberto no trabalho a graça da renovação. A verdade é que ele todo se confunde com a arte que faz e é só amor nas palavras, nas mãos habituadas da selaria, nos movimentos precisos da idade:

      expedito_6

      “Numa época, precisei renovar meu artesanato. Levantei o pensamento em Deus e mudei o estilo do meu trabalho. Passei a trabalhar o colorido, mas com muita dificuldade porque até então nem tinha coloração no couro. Eu fazia as tintas, misturava tudo e ficava diferente do que havia no mercado. As pessoas compraram a ideia!”

      expedito_1

      E assim a identidade foi nascendo. A gente teve a honra de contar com uma criação especial dele pra cá, a bolsa ‘Flor do Cangaço’. Quem fez essa ponte foi a Raíssa, nossa estilista de acessórios que descobriu o trabalho do Espedito há uns dez anos. A criação une a tradição da estética cangaceira com a contemporaneidade. É orgulho só!

      expedito_7

      “A arte é uma ciência oculta. Só Deus e a gente é que sabe. Quando a gente nasce, já nasce sabendo de muitas coisas, e quando se nasce com aquilo que gosta, aí é só treinar e praticar que tudo vai desenrolando. Se você pensar bem e souber traduzir as palavras, é uma poesia. É um causo bem contado. Quando criei a bolsa pra FARM, coloquei meu rastro nela, minha história. Esse é um capricho meu. Ser o que a gente é!”.

      expedito_10

      O modelo virou nosso xodó (todo regional e com traços da feminilidade brasileira) e tá em edição limitada no e-FARM (clica aqui pra conferir!). A vontade é estender a parceira com o mestre pra mais tantas coleções daqui pra frente. Aliás, recentemente, a arte primorosa e a riqueza das cores dele também chamaram a atenção dos irmãos Campana, ícones do design, e os três fizeram um projeto bem bacana juntos:

      expedito_2

      “Foi uma parceria legal. Assim mostro meu trabalho por aí e o trabalho deles aparece aqui, onde eu estou. Se eles estivessem pertinho de mim todos os dias e vocês também, dava era pra gente fazer muito mais. Mas, olha, eu gosto do Rio de Janeiro. Se fosse pra escolher um lugar pra passear vendo coisa diferente na vida, eu ia escolher o Rio!”.

      expedito_9

      Casado há 56 anos, apaixonado pela mulher, pelos seis filhos já criados, pela profissão… Quem ouve ele contar sobre o mundo com a sabedoria de quem já consagrou histórias e com o encantamento de um adolescente, se emociona: “O artesanato ensina… É tudo feito à mão. Quanto mais demoro numa peça, mais gosto de fazê-la. É uma coisa do gosto da gente, que vem do coração, de dentro. Se pudesse, tinha guardadas todas as peças que já fiz. Nunca canso. Vou teimando com as qualidades, teimando com o tempo, fazendo a festa até o dia que Deus quiser”.

      expedito_8

      E se é pra teimar, que seja no amor e na de todo dia. Trocar arte e vida com o mestre Espedito é motivo de gratidão ao universo. Vale pesquisar por aí pra saber ainda mais sobre ele e se encantar, assim como a gente! ♥

      24.04.15
    • “made in ceará”

      _capamadeinceará

      A gente tá sempre de olho no que está borbulhando e acontecendo por aí, mas, como todo mundo sabe, pelo Nordeste existe um carinho especial! Foi por isso que nós descobrimos e nos encantamos pelas feiras criativas e novas marcas que vem agitando o mercado autoral e cultural de Fortaleza(mais…)

      19.12.14
    • artesanato nato

      bola_ceara

      Ah as praias do Ceará… são 25 km de orla no estado cearense, mas pra entrar no clima total da nossa nova coleção À Brasileira, resolvemos falar um pouquinho do riquíssimo artesanato cearense. Quem já viu os vidrinhos com areia que são o presente da nossa nova coleção? É só passar nas lojas e escolher a sua cor! 😉

      assinatura

      No Mercado Central, no CeArt, na feirinha da praia Beira-Mar, na Emcetur, todo canto da capital Fortaleza exibe a originalidade e criatividade dos artesãos de todo o estado!

      2_ceara

      Até na paradisíaca Jericoacoara dá pra achar muitos itens feitos por esses artesãos, como redes, esculturas, cestas de palha, e copinhos de areia colorida.

      3_ceara

      Claro, as rendas das rendeiras do Ceará não poderiam ficar de fora, talento passado de mãe pra filha há gerações em Aquiraz, pertinho da capital!

      1_ceara

      Tudo que eles criam junta muita cor, atenção a detalhes, e principalmente… humor cearense (um beijo Renato Aragão!) 😉

      20.07.13
    • conhece?

      bola

      Quer saber de mais uma praia secreta e beeeem linda no Ceará? Anota: Ilha de Guajiru. É um pedaço de areia escondidinho entre Fortaleza e Jeri, cheio de coqueiros, com mar azulzinho, e uma vibe super positiva. Bóra pra lá?

      3

      Guajiru é o seguinte: a ilha é um estreito de areia que acabou ligado ao continente e que forma uma espécie de istmo, com várias piscinas naturais.

      8

      O lugar tem um astral super bacana, totalmente solar, e por causa dos ventos (que sopram, e muito, em todo o Ceará),  bem procurado pela galera do kite e do wind.

      1

      As pousadas ficam todas na Praia da Barra, com o pé-na-areia e a dois passos do mar. Não precisa de mais nada!

      5

      Aliás, para quem quiser tirar as férias para aprender a voar nas pranchas, Guajiru é um ótimo destino. Tem várias escolas de kite por lá. Ah, e a boa é ir na tábua de maré baixa! #ficaadica

      4

      COMO CHEGAR: Seguir de Fortaleza para Itarema, e de lá para Guajiru. Guajiru fica a 150 da capital cearense. A empresa de ônibus Paraibapa também mantém diariamente três horários de viagens para a ilha, com saída a partir do Terminal Rodoviário de Fortaleza (São Tomé).

      6

      ONDE FICAR: O Rede Resort é uma opção confortável. Mas a pousada mais bem localizada, e point da galera do kite, é o Pura Vida, que tem um restaurante natureba e fica na parte mais bonita da Praia da Barra.

      2

      PARA APRENDER O KITE: Dentro do Pura Vida tem uma escola de kite. Pode ir na certa!

      … e bons ventos pra você!

      05.06.13
    • ao vivo, a cores e com sal

      bola12

      Outro dia a gente falou aqui do Preá, uma praia no Ceará linda de morrer, intocada, onde o luxo é ficar com os pés na areia curtindo  o sol, o vento e uma rede, e deixando a adrenalina correr na veia em cima de uma prancha de kite. Quem lembra?

      kite

      Então, hoje a gente volta lá, ao vivo, a cores e com sal, pra ver um vídeo que a Gabi Temer acabou de tirar do forno. Dá vontade de sair correndo e pegar o primeiro avião sem escalas, olha só:

      http://vimeo.com/61289082

      O filme foi feito na pousada Rancho do Peixe e com a galera do Rancho do Kite. Agora saca só o naipe da Lagoa do Paraíso, aquela que fica a dez minutos da Praia do Preá, de água doce e cristalina. Parece até o Caribe!

      http://www.youtube.com/watch?v=UyyAt1GUQ00&list=UUwqYJW5zqCKUYMOMhNXCKfA

      COMO CHEGAR: Pegar um avião até Fortaleza, e um transfer até o Preá, de cerca de 4 horas. Nos hotéis, eles agendam o transfer!

      ONDE FICAR: na pousada Rancho do Peixe, que é um charme, na beira da praia e com bangalôs construídos no meio de uma fazenda de coqueiros. Ou então na Vila Kalango, que é do mesmo estilo, é linda de morrer e ainda está com uma super promoção na página deles no Face.  

      E bom vôo! 😉

      03.04.13
    • lugarzinho delícia!

      Ainda não escolheu o lugar pra curtir as férias? Que tal uma paisagem completamente diferente, com um labirinto de galhos retorcidos flutuando sobre a areia branca, com um horizonte azul no fundo. Assim é Mangue Seco, no Ceará, que a gente descobriu outro dia e já colocou na nossa lista de “lugares que todo mundo precisa conhecer”.

      Mangue Seco, na verdade, é um pedaço de areia entre Preá, Jeri e Tatajuba. Não é um lugar onde a gente fica hospedado, porque não tem hoteis, nem nada. Mas tem calmaria, uma paisagem linda, água de coco, uma rede e um balanço. E isso basta, né? 🙂

      Fora isso, o mangue está desaparecendo (daí o nome), num processo natural onde o movimento das marés  vem pouco a pouco carregando areia e depositando sob as raízes. Então tem que ir mesmo, porque é um recorte que pode sumir!

      E se precisar de mais alguma motivo, que tal esse clima super refrescante? Tem vários lagos e braços de mar no caminho pra gente parar e mergulhar! Delícia!

      COMO CHEGAR: de 4X4 saindo de Jeri ou do Preá. Todos os passeios para Tatajuba passam pelo Mangue Seco.

      DICA: dar uma paradinha na Lagoa do Cavalo Marinho e mergulhar!

      ONDE FICAR: Na pousada Vila Kalango, com bangalôs entre as árvores.

      20.12.12