• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: buenos aires

    • Argentina fora do roteiro

      bola

      Buenos Aires é uma delícia. Comida boa, vinhozinho, bairros bacanas… e, claro, nossos hermanos sempre com aquele sorrisão aberto. Tá de viagem marcada pra lá? Que tal sair um pouco do roteiro tradicional? A Carol Lancelloti, amiga do adoro, esteve por lá produzindo conteúdo pra emag aLagarta (e também surpresinhas aqui pro blog) – e voltou com uma dica mara off-turistão: o Mercado de Maschwitz! Vem conhecer:

      aL20-MercadodeMaschwitz-23

      “A dica foi da minha amiga Aline, artista plástica tá morando em Buenos Aires. A ideia inicial era fotografar um editorial por lá, de tão cenográfico que é o mercado. Eu nunca tinha ouvido falar em Maschwitz, mas quando olhei as fotos, apaixonei. Acabamos optando por outra locação, mas o passeio foi obrigatório!”, conta a Carol.

      aL20-MercadodeMaschwitz-19

      Quase todo feito de madeira e estruturas antigas de ferro, o mercado agrupa uma série de lojinhas bacanas de design, decoração, móveis e objetos vintage, produtos locais e restaurantes. A boa é ir num fim de semana ensolarado, quando o mercado fica mais animado, e escolher um cantinho pra comer.

      aL20-MercadodeMaschwitz-50

      Optamos pelo fofo e intimista La Anita. Como estávamos em um grupo de 4, tivemos a ideia de pedir vários petiscos e dividir, tomando uma cerveja, enquanto um senhorzinho simpático cantava canções tradicionais. Climinha bom! O restô também oferece diversos drinks diferentes, é só escolher.

      aL20-MercadodeMaschwitz-40

      Se a opção for a pausa pra um café, vale sentar no simpático Café Lulu, que fica numa esquina próxima à entrada do mercado e tem um menu delí!

      aL20-MercadodeMaschwitz-26

      fotos: absolem

      O Mercado de Mashwitz fica a 40 minutos de carro de Buenos Aires. No TripAdvisor tem dicas de quem passou por lá e as direções de como chegar. Partiu? Anota aí: Mercado de Maschwitz, Mendoza 1731, B1623CSG Ingeniero Maschwitz – Buenos Aires, Argentina.

      17.06.15
    • rádio FARM turnê – mohandas – bsas

      bola_radio_turne

      Como a gente já tinha contado, a gente apoiou a turnê internacional que a galera do Mohandas começou por Buenos Aires este mês. Além de levar o etnopop daqui pros hermanos, eles vieram contar pra gente como foi a experiência, saca só:

      1

      “Toda esquina é um encontro. Duas ruas, dois planos, dois caminhos que se cruzam e formam ângulos que, por sua vez, formam esquinas. Buenos Aires é a cidade das esquinas-encontros. Não há morros, é plana e planejada. As ruas principais são uma reta sem fim, cortadas por outras ruas menos largas mas que também já vêm de longe. O mapa parece um extenso tabuleiro de xadrez, e as quadras e numerações das casas obedecem a uma lógica paralela. Assim, a principal referência para localizar-se na cidade são as esquinas.

      2

      Pra nós, a melhor forma de situar também nosso sentimento com relação ao tempo em que estivemos em Buenos Aires e nossa vivência durante esses 10 dias de viagem é através dos encontros que ali se fizeram. Na verdade, com as poucas e muito especiais turnês que temos no nosso currículo (e/ou diário de bordo) ao longo de três anos de banda, fomos compreendendo que, quando se viaja através da música, essa arte se torna o fio condutor de uma série de experiências muy intensas. De trabalho sim, mas acima disso, de relações.

      3_turne_mohandas

      Mas queremos escrever um pouco sobre a esquina-encontro mohandas y Pollerapantalón. Das ruas Drea, Meli, Xuxo, Daro, Limón, Juani e Lu, e de suas famílias lindas. Pessoas generosas de buenísima onda que nos abrigaram em suas amáveis casas e nos ajudaram a beça com os shows, os equipamentos e os muitos vai-e-vens. Fizemos duas apresentações memoráveis juntos na rua: uma no bairro de Palermo, em Buenos Aires, e outra em um pueblo fora da cidade chamado Carlos Keen, numa feirinha orgânica na estação de trem desativada.

      4

      Esses músicos, ativistas da cultura independente, que formam há (uns) dez anos a banda mais callejera da cidade, são a chave da nossa viagem. Cada um com seu jeitinho, e todos colaborando muito, fizeram de Buenos Aires a cidade, a esquina, o encontro mais acolhedor que poderia haver. Além de tudo, a banda faz um som delicioso, divertido. Viramos fãs e já estamos com saudades. E como é bonito se identificar com as intenções. Moramos em outro país, realidades diferentes, mas temos um motor muito parecido dentro de nós (e até compartilhamos algumas realidades parecidas também).

      5

      Aliás, há muitos músicos em Buenos Aires. E muitas casas de show de pequeno/médio porte, pra bandas independentes. Quando visitamos grandes capitais, sentimos forte essa deficiência da nossa cidade com relação às outras. Em Buenos Aires, nos deparamos com muitos lugares pra tocar, e com um público disposto a ouvir coisas novas. E esses artistas da lo-curaque guerrilham, insistem, atuam, dão um jeito de fazer o que amam, são muito responsáveis por isso também.

      6_turne_mohandas

      Tudo o que de melhor podemos contar a respeito do que seja viajar com banda, tocando por aí afora, passa por essa troca entre os seres humanos: um estado meditativo alimentado a base de esquinas-encontros sensacionais. Foram muitos, temos muitos a quem agradecer.

      7

      Ficamos por aqui e deixamos então, através desse breve texto, nossa imensa gratidão aos Pollerapantalón e sua trupe florida! E a todos que contribuíram com essa primeira etapa da turnê, em especial a nuestra manager Juliana Krause! Axé e que nossas ruas se cruzem muitas vezes por esse mundão!

      8

      A queridíssima amiga Kika Simone, os sempre disponíveis Mingo e Sebastián, a linda Ludmilla que participou com seu sorriso e suas congas do nosso primeiro show na cidade. Também às casas que abrigaram nossos shows, CCMatienzo (Fiesta Fanfarria Latina), El Quetzal, El Chaperío, Templo Enfermo e El Emergente, e as rádios La Tribu e Colmena.

      E que venha João Pessoa, Recife e Belém, e todos seus encontros!

      30.04.14
    • pra quem curte à francesinha

      A França sempre esteve no nosso imaginário como o lugar do glamour, da elegância e do romantismo puro. Toda serenata, declaração ou carta de amor ficaria mais bonita em Paris. E pensando nisso, o site Guia Vulevu surgiu.

      Nascido em Buenos Aires, em 2010, a ideia é sugerir um estilo de vida mais “Voulez-vous”, convidando as pessoas a encontrar lugares na sua cidade inexplorados, novos e inusitado, com carinha de segredo 😉

      Toda semana o site também dá dicas pra fugir do cotidiano, e apimentar um pouco mais seus dias, e de programinhas especiais no fim de semana. Além de gastronomia, decoração e passeios ao ar livre!

      Pra quem vai dar um pulinho em Buenos Aires, o site é recheado de surpresas! E também tem a versão de São Paulo, que é nova mas já tem coisinhas delícia, e a do Rio vem por aí!

      E sabe o que mais? O site é lindo de morrer ♥

      15.06.12
    • o melhor dos dois mundos

      Quem trabalha em escritório sabe como é fácil a gente se sentir empacado e distraído com o que rola à nossa volta. E quem trabalha em casa também: muitas distrações acabam deixando a gente meio devagar, né?

      Por isso os coffee shops viraram uma espécie de escritório particular, mesmo tendo alguns incômodos. E foi nessa que um pessoal criativo de Buenos Aires achou uma solução ótima, que mistura escritório com coffee shop, e faz a gente se sentir… em casa!

      Se chama Urban Station e fica numa esquina do movimentado bairro Palermo. Você escolhe uma mesa, paga por hora e tem direito a tomada, internet ultra rápida, café ilimitado (claro!), água, croissants, frutas… O lugar ainda conta com mesinhas pra reuniões, livros, revistas, scanners e impressoras.

      A gente se sente no escritório, no café e em casa! Queremos um no Brasil pra já! 🙂

      26.08.10
    • chanel latin lover!

      E por falar em Buenos… O clima que se atribui à capital argentina, é inevitavelmente apaixonado, “caliente” como costuma-se dizer, né? A gente acha que Karl Lagerfeld deve concordar, porque pra campanha de primavera/verão desse ano ele resolveu clicar tudo em Buenos Aires e batizou de Latin Lover!

      A coleção da Chanel tem como tema as festas dadas por Maria Antonieta na Paris de sua época. Aí ele resolveu, pra essa campanha, dar um quê de latinidade a isso e fez, ele mesmo, os cliques por lá – e por sinal ficou lindo, apaixonante!

      A campanha tem Claudia Schiffer e Freja Beha e Baptiste Giacobini como o “latin boy”. O site tem muitas e muitas fotos espalhadas mas que podem ser vista em ordem, uma por uma. Vai lá!

      E ah, quem estiver dando um passeio na Europa tem que passar numa loja Chanel e pegar a versão impressa, hein?! Pode mandar um aqui pra gente que iríamos adorar! 😛

      16.05.10
    • o amor porteño!

      E não é que o amor está no ar, tipo vírus, contagiando todos nós? A marca argentina A.Y. Not Dead acabou de lançar sua coleção de inverno e tá ali, o amor. De novo! Oba!

      O nome da coleção é Mad Love, algo assim bem fervoroso e apaixonado! A marca é muito conhecida por lá pelas peças que, apesar de estarem de acordo com as últimas tendências, sempre trazem um twist moderninho, sabe? Aliás, as meninas modernas de Buenos Aires só usam A.Y. Not Dead, já reparamos…

      Então fica a dica pra quem for pra Argentina.
      Dá uma olhada no site pra descobrir a mais próxima de onde você vai estar 😉

      01.05.10