• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      Tag: austrália

    • orgulho tupiniquim

      bola_caio

      Hoje a gente traz mais notícias da Austrália, e quem conta é a Andressa Fanganiello, que mora lá na Gold Coast: essa semana fui dar um rolê com o Caio Ezto, skatista brasileiro patrocinado pela Vilches Clothing e artista de mão cheia. Ele, que mora na Austrália há 5 anos, contou pra gente como veio parar aqui e como entrou nesse mundo do skate e da arte que, cá entre nós, é um mestre!

      photo Adriano Victor Lagozta ezto

      foto: Adriano Victor Lagozta Ezto

      O Caio começou a andar de skate aos 13 anos com a molecada da rua lá no bairro do Limão, em Sampa. Ele era o caçula da turma e sempre acompanhava o grupo nas idas às pistas de skate. Na mesma época, também começou a desenhar nas folhas do caderno enquanto a professora dava aula e, segundo ele, conseguia prestar atenção na aula também (sei… hehe). E não para por aí. Aos 15 anos, incentivado pelo seu pai, ele também começou a surfar e, desde então, não ficou nenhum período longo sem praticar o surf, skate e sua arte.

      caio3

      Em 2009, ele e a sua irmã Juliana decidiram vir para Austrália estudar inglês e ver o que tinha do outro lado do mundo. Nunca mais voltaram. A vontade dele de participar de outra cultura e conhecer gente nova era tanta que o simples fato de não falar muito inglês no começo não interferia em nada. Ele descobria onde eram as pistas de skate, ia sozinho e por causa da sua habilidade no skate, acabava fazendo amizade com os locais.

      sozinha

      Aqui na Austrália, começou a desenhar cada vez mais e seu hobby virou trabalho quando um dia, sem intenção nenhuma, levou seus desenhos pra mostrar para um amigo em um churrasco da galera e todo mundo adorou. Daí pra frente, começaram a surgir pedidos pra desenhos em pranchas, tatuagens… até que um restaurante vegetariano (que chama Mandala Organic Arts) pediu para que desenhasse na parede de entrada.

      caio3

      Foi um sucesso! O desenho na parede de 6 por 3,5 metros chama super à atenção de quem passa e desse trabalho, surgiram muito outros e até duas exposições de artes em pranchas de surf, uma no Gold Coast World Surf Museum e outra no Brisbane Bleading Art Gallery.

      sozinha-2

      Hoje, o Caio ainda estranha quando o chamam de artista ou o reconhecem pelo seu trabalho. O sonho dele é viver só da arte e ter o skate e surf como sua válvula de escape, sua diversão. Falem ai, ele é ou não é um orgulho tupiniquim?

      Pra ver mais posts da Austrália, corre aqui e aqui!

      02.04.14
    • brasil_austrália

      bola_australia

      Dois países do hemisfério Sul com praias paradisíacas e natureza espetacular. Povos que têm uma paixão pelo mar e que sabem como curtir a vida: o brasileiro com seu jeito mais extrovertido e o australiano mais reservado, característica que vem da sua colonização britânica.

      10002605_3989715278906_528428325_n

      Hoje a Andressa conta sobre os muitos hábitos e costumes australianos que são bastante diferentes dos brasileiros, e quem vai fazer intercâmbio ou viajar por lá é bom ficar atento para não dar nenhuma gafe:

      7655103

      Shoppings e comércios fecham às 5 da tarde. Sim, isso mesmo que você leu. E, além de fecharem cedo, se você chegar as 16:45 vai receber aquele olhar matador das vendedoras. Nos restaurantes de rua o horário é um pouco mais tarde: 9 da noite a cozinha fecha e, assim como nas lojas, nada de querer chegar às 8:45 e fazer o pedido.

      Dormir cedo, acordar cedo. Todo mundo quer ir pra casa, curtir a família (ou amigos) e… descansar.

      Pés no chão. Não importa onde você vai, sempre vai encontrar a galera andando descalça por aqui.

      australia3

      Meat pie. Como o próprio nome diz, é uma torta de carne que vende em todos os lugares, uma das tradições daqui (e aí vemos que o forte do país realmente não é a gastronomia… hehe).

      O estranho jeito aussie de lavar louça. Eles enchem a pia de água e sabão, colocam as louças dentro, dão aquela passada rápida de esponja e colocam no escorredor sem nem ter enxaguado.

      “Can I have a tap water, please?” Uma das frases mais faladas aqui na Austrália. Todos os restaurantes oferecem água de graça pros clientes. Você só paga caso queira a garrafinha de água mineral.

      australia4

      Café da manhã. Uma dos costumes que mais curto! Eles amam sair pra tomar café fora e, exatamente por isso, pela manhã são milhares de opções de lugares com aquela refeição matinal bem gringa e reforçada. O meu favorito é o Eggs Bennedict que vem pão, ovos pouchet, molho holandês e espinafre (ou salmão defumado, se preferir). Yummy!!

      Pontuais. Aqui estar na hora é chegar, pelo menos, 10 minutos antecipados. Até as festas tem horário para começar e terminar. Tinha uma balada de domingo aqui em Gold Coast que meia-noite em ponto eles paravam a música (pela metade mesmo) e acendiam as luzes pra todo mundo ir embora. Whaaat?!

      australia5

      Thanks, sorry. É comum dizer “thank you” e “sorry” pra tudo. Se você entra no ônibus, vai sentar e quase esbarra em alguém, “sorry”. Desce do ônibus, “thank you” pro motorista.

      Pijama. E, além de descalços, tem os que vão ao supermercado de pijama (OK, eu assumo, já fiz isso uma vez mas era bem tarde e meu pijama passava fácil como uma roupa normal… hehe)

      Domingo, dia oficial da família. Os parques, praias e restaurantes da cidade ficam lotados desde bem cedinho. Galera aqui curte um piquenique e churrasco ao ar livre.

      australia6

      Aussie BBQ. Não é à toa que quando apresentamos o nosso churrascão brasileiro com aquela picanha bem temperada, farofa e vinagrete eles fiquem maravilhados. O churrasco deles é composto por uma salsicha esquisita, carne de hambúrguer, cebola, cogumelos (esse eu aderi!) e pão de forma. Tudo preparado nas chapas que ficam disponíveis ao longo dos muitos parques pela cidade. O legal é que o uso dessas áreas é free 🙂

      Sair da casa dos pais cedo. Eles acham um absurdo quando conto que no Brasil é muito comum você sair da casa dos pais apenas quando casa. Aqui, aos 17 anos os adolescentes (com incentivo dos pais) saem de casa para morar com os amigos.

      australia7

      Biquinão. Como já comentei em outro post, os biquínis que elas usam aqui não são só grandes como também parecem uma fralda quando você veste, fica sobrando pano. Uma pena, já que é uma estampa mais linda que a outra!

      Topless. Em contrapartida com o biquíni, o topless é comum aqui e elas fazem na maior naturalidade, mesmo quando a praia esta cheia. Vai entender?!

      australia8

      Cada um paga uma rodada. Nos grupos de amigos, o ritual é cada um ir pagando uma rodada de bebidas até que todo mundo tenha pago um número igual de drinks. Na minha opinião, isso é pura desculpa pra nunca parar de beber.

      Schoolies.  Assim como os adolescentes do Brasil vão para Porto Seguro quando se formam no colégio, aqui eles vem para Gold Coast. A cidade vira um zoológico e da até medo de andar na rua e levar uma ovada.

      Quando cheguei foi muito difícil me acostumar à certos costumes, principalmente com a alimentação, já que fiquei em casa de família e eles não tinham hábitos muito saudáveis. Hoje posso dizer que me adaptei totalmente à cultura australiana. Já sei os restaurantes que gosto de ir e percebi que nada é insubstituível, tanto na alimentação quanto na vida!

      22.03.14
    • go, Medina… go!

      bola_medina

      “The brazilian wonder boy”. É assim que alguns jornais da Austrália estão chamando o nosso surfista prodígio Gabriel Medina! A Andressa, amiga do adoro, conta pra gente:

      gabriel-medina-mirage-aggrogame2

      Gabriel, de apenas 20 anos, acaba de ser o primeiro brasileiro a ganhar a primeira etapa do ASP World Tour, na Gold Coast. Ou seja, ele virou o número 1 no circuito mundial de surf!

      medina4

      O campeonato começou dia 1 de março e desde então o clima daqui da Gold é de euforia. Todo mundo acorda bem cedo pra dar um check nas ondas e ver se vai rolar as baterias. Se sim, bora pra Snapper Rocks, praia onde rola o Quiksilver Pro todo ano, assistir os meninos quebrando nas ondas.

      QUIKSILVER PRO

      Depois de passar as quartas de final contra o local Mick Fanning e a semi contra o já campeão Taj Burrow, Gabriel ganhou de 16.33 contra 16.27 de Joel Parkinson e foi carregado pela torcida brasileira até a arena do evento. Emocionante!

      98016

      E não foi só ele quem representou. O Miguel Pupo também mandou bem e foi pras quartas de final. Já Mineirinho, ganhou do monstro Kelly Slater e foi para semi, onde perdeu pro próprio Joel Parkinson.

      00002100_miguel2

      E não podemos esquecer das meninas que arrasaram no Roxy Pro! A musa australiana Stephanie Gilmore não deixou pra ninguém e levou sua quinta vitória em Gold Coast, derrotando a estreante sul-africana Bianca Buitendag. Congrats, Steph 🙂

      steph-_-Gilmore8859rgc14-ASP-kirstin-scholtz_n-640x426

      Agora é esperar a próxima etapa, em Margaret River, oeste  australiano, que vai rolar entre os dias 2 e 13 de abril.

      CIMG2703

      E aí? Será que vai dar Brasil de novo?!

      12.03.14
    • namorada de surfista

      bola_surfista

      São horas na areia esperando o amado, fissurado por surf, sair da água. E se no Brasil, onde a praia é lotada de comércio e entretenimento já é difícil, imagina na Austrália, onde não existe água de coco, sanduíche natural ou carrinho de milho? O jeito é arranjar um passatempo. A Andressa Fanganiello, que mora por lá, conta pra gente:

      1

      Aqui em Gold Coast, muitas das meninas não ficam pra trás. Colocam a prancha debaixo no braço e acompanham seus namorados nas ondas. Hi-five 4 you, girls!

      4

      Mas as que não são adeptas ao esporte aproveitam para ler, relaxar (rola até uma galera fazendo yoga), dar um mergulho no mar, pegar aquele bronze ou até fotografar seus boys na água. E essas últimas levam vantagem. Qual surfista que não ia querer levar a namorada fotografa à tiracolo?

      2surfista

      Pra vestir, as australianas preferem os looks coloridos, biquínis com babados e muitas pulseiras hippies. No cabelo, abusam do coque podrinho, bonés ou chapéus (principalmente o floppy, nas mais fashionistas). O estilo delas é parecido com o nosso, só se diferenciam pelo modelo do biquíni, que são aqueles grandões embaixo.

      3

      O legal daqui é que cada um pode curtir a praia do jeito que estiver a fim. Mas que uma águinha de coco e um biscoito de polvilho fazem falta, isso eu não nego!

      23.02.14
    • pé na austrália… e pé na estrada!

      Solzão tinindo, ventinho gostoso no rosto, água salgada no corpo e pé na estrada! Esse é o clima da trip pra lá de incrível que o nosso gerente de Arte/Estampa Gabriel, e a Amanda, estilista e conceito, curtiram num destino dos sonhos: Austrália!

      http://www.youtube.com/watch?v=Uxk85kxq5VU&feature=youtu.be

      Pra você curtir junto com a gente as melhores ondas, os cenários deslumbrantes… e o astral inesquecível que rolou por lá 😉

      28.03.13
    • do instagram @adorofarm

      [instagram_image url=”http://distilleryimage11.s3.amazonaws.com/7daf95e28c0811e292a722000a1f97f4_7.jpg” /]

      Depois de ganhar nosso concurso com a CI, a Duda tá curtindo todas na Austrália! Lê o post que ela escreveu aqui e fica de olho no nosso instagram cheio de fotos lindas (como essa!) com a hashtag #tonoadorofarm 🙂

      15.03.13
    • duda na austrália!

      bola

      Duda, a sortuda vencedora do nosso concurso FARM e CI chegou à Austrália e de lá mandou notícias incríveis pra gente:

      13095_10151728577714097_1976853043_n

      “Estou  aproveitando muito, vivendo e conhecendo coisas novas a cada dia que eu passo aqui. Desde que cheguei estou morando em Gold Coast, uma cidade maravilhosa que integra desenvolvimento urbano sem destruir a natureza, que está em toda parte!

      2

      Até agora, um dos lugares que eu mais gostei de ir, foi Byron Bay, destino muito popular entre jovens australianos e estrangeiros. Antigamente Byron era considerada uma cidade hippie e até hoje mantém essa linha, sendo ocupada por artesões, surfistas, cantores, artistas de rua… ah.. e viajantes de todos os tipos!

      byron-1

      Meus novos amigos me levaram a uma cachoeira chamada Minyon Falls, com uma queda d’água gigante e uma vista maravilhosa! Primeiro fomos ao topo pra curtir a vista, depois, descemos por uma trilha até chegar em uma piscina natural, com a água bem geladinha, muito gostosa!

      3

      Pelo caminho tem vários picos diferentes para você ficar: umas piscinas naturais mais fundas, outras mais rasas, mil opções de pulo.. ou simplesmente para ficar relaxando embaixo de uma queda d’água.. Ah, também fui numa praia que eu adorei, bem pequenininha, perto de Byron Bay, chamada Cabarita Beach, olhem só que delícia..

      4

      E claro, fui no zoológico! Vi coalas, mas eles só dormiam, hehe, eram iguais bichos de pelúcia, muito fofinhos.. e vários cangurus! Entrei numa área fechada onde eles ficavam, e tinha muitos, o máximo 🙂

      1

      Daqui a alguns dias estou partindo pra Whitsundays, que pelo que me dizem é o paraíso. Já já conto por aqui como foi.. mil beijos!”

      13.03.13
    • o perfil da austrália

      A nossa promo valendo um Intercâmbio na Austrália em parceria com a CI está rolando e os vídeos das finalistas estão aqui no nosso Facebook prontos pra serem votados. Mas, que tal conhecer um pouco das meninas antes de curtir a sua favorita?

      A Duda Witt está estudando pro vestibular de arquitetura e, no intervalo das provas, bate ponto entre o posto 2 e 3 da praia da Barra. Ela prometeu que se ganhar, vai levar uma super câmera na bagagem pra fazer vídeos especialmente aqui pro Adoro! 😉

      A Katerina Amsler estuda jornalismo na PUC-MG e mal pode esperar pra conhecer a cultura e as paisagens paradisíacas da Austrália. Na mala, câmera pra registrar tudo, biquíni e Havaianas pra relaxar, é claro.

      A Amanda Kraemer está no caminho pra virar uma designer e quando não está em sala de aula curte ir à Praia de dia e ao Circo Voador à noite. Na Austrália, intervenções urbanas e arte são o foco principal, mas com uma pitada de moda, é claro!

      Estudante de meteorologia, a Ana Olivetti mal pode esperar pra sacar o clima de Sydney. Além de conhecer esportes novos, ela também quer praticar os que ela é fera (slack line, surfe e stand up paddle!) com o novo cenário de fundo!

      A Mariana Torres, que faz engenharia ambiental na UFRJ, curte uma das praias que mais tem natureza no Rio: a Joatinga! E a mesma beleza que ela vê por aqui, ela espera encontrar na Austrália e mostrar tudinho pra gente – pulando de Bungee Jump, paraquedas…  ela quer mesmo é voar! 😉

      Pra votar, é só vir aqui, assistir aos vídeos e curtir a sua favorita. E a próxima parada é a Austrália! Quem será que embarca? 😉

      26.09.12