• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • oui, parrí!

      Quem é louca por Paris? Quer viajar pra lá, mas tá desanimada por causa da alta do dólar? Então o post de hoje é pra você: A Gabi Temer, do blog Juju na Trip, fez uma lista de programas 0800 pra quem quiser passar as férias e o verão por lá! Uh lala! 

      Museus: muitos são de graça, e outros oferecem entradas gratuitas em determinados dias ou momentos. Museus como o Musée Carnavalet, Musée de la Vie Romantique ou Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris estão aberto todos os dias do ano e com a entrada livre. Em outros, a entrada fica gratuita somente no primeiro domingo de cada mês. É o caso dos Musée d’Art Moderne, Centre George Pompidou (um dos nossos preferidos!), Le Musée d’Orsay e Le Louvre (outros dois incriveis!). Alguns oferecem entrada de graça pra menores de 26 anos todos os dias: como o Le Louvre, Conciergerie e La Sainte Chapelle.

      Superdica: de noite, o Musée des Arts et Métiers fica de graça.

      Rolezinho: e que tal explorar Paris de skate, patins ou bike?  Se você é dessas, aproveite as caminhadas semanais gratuitas que algumas associações promovem pelas ruas. Entre elas, a Rollers & Coquillages, Paris Roller e Roller Squad Institut oferecem.

      Pra quem quiser, tem o Velib também, onde o custo de aluguel da bike é de menos de 2 euros por dia, sendo que a primeira meia hora é de graça.

      Jardim e picnic: Luxembourg, Champs de Mars, Place de Voges, Tuilleries.  Aproveite e faça como os parisienses, leve uma toalha, pães e queijo (um bom queijo não custa mais de 3 euros em Paris) e curta um picnic!

      Corte de Cabelo: até cortar o cabelo de graça você consegue. A Toni & Guy Académie recebe voluntários menores de 30 anos, toda segunda e terça, para cortar o cabelo com alguns de seus futuros cabeleiros! 

      Pop ups no Rio Sena: as margens do Sena viram uma festa no verão, com vários eventos pop ups! Entre os imperdíveis, tem o Seine Les Berges!

      A High Line de Paris: Paris também tem a sua High Line. A Promenade Planteé atravessa quase cinco quilômetros do 12 arrondisement, por cima dos trilhos de Vincennes. No caminho, música, flores e artes.

      Cinema ao ar livre: também da para curtir no verão filmes projetados em telas gigantes nos jardins de Villette.

      Noite artsy: em outubro acontece o Nuit Blanche que é um dos grandes pontos de encontro dos fãs de cultura. Durante as noites, dezenas obrar de diferentes artistas são expostas em lugares inusitados. Igrejas, as margens do Rio Senna, ao longo do Canal de  Saint Martin.

      ONDE FICAR: o Mandarin Oriental fica no 1eme arrondisement, na Rue Saint Honoré, umas das áreas mais chiques da cidade. É um dos seis únicos hoteis Palace (considerados + de cinco estrelas) de Paris, e está a dois passos do Louvre, das Tulherias. Tem também o MGallery, no 10eme arrondisement, na Rue L´Echiquier, perto dos Grands Boulevards. É o linha boutique da Sofitel, upscale super charmoso e bem localizado. E o  Pavillion de la Reine na Place des Voges, todo chique e aconchegantezinho. 

      QUEM VOA:  voamos de Swiss, e foi uma experiência ótima. Voamos de econômica e a classe também tem um padrão bacana. Há espaço entre as cadeiras e a comida era boa. E um  plus: a Swiss faz escala em Zurique, cidade linda. Pra quem tiver tempo, a dica é aproveitar o stop!

      SEGURO VIAGEM: é obrigatório para quem vai pra Europa. Os valorEs variam de acordo com o que está incluso (desde seguro para bagagem até hospitalização e coberturas específicas). Nós contratamos o da AssistCard, que é muito bem pontuado. Isso é importante, aliás, escolher um seguro confiável e conhecido.

      Cidade luz, espera a gente aí! 

      10.06.16