• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • nu.an.ce, feminino, singular


       
      Se a gente pudesse escolher um mundo pra viver, sem dúvida aquele que está por trás das lentes da Petra Collins seria escolhido. A fotógrafa e filmmaker canadense (que vive em NY) clica a juventude nua e crua com sua lente 35mm.
       

       
      Sua fotografia em tons pasteis é capaz de revelar e desnudar a intimidade feminina com beleza, frescor e brilho. O trabalho da jovem de 23 anos nada mais é do que um retrato de si mesma, focado na representatividade feminista, no poder da juventude e na beleza da diversidade.
       


      Collins é uma fonte inesgotável de talento e inspiração. Assim como toda 90’s girl, ela tem sua paixão por moda e pela música. De carona na decolagem da Gucci sob a direção criativa do Alessandro Michele, ela fez parte da campanha de Outono/Inverno16 – Rhizomatic Scores – da grife italiana, que tem trabalhado a estética youthful, bohemian e gender fluid. Dá uma olhada nos cliques para a marca:
       

       
      Na música, Petra filmou o clipe Boy Problems, da Carly Rae Jepsen e a gente foi correndo assistir. O clipe tem Jepsen com lágrimas nos olhos e seus amigos também, rasgados em seus quartos, no escritório e em um funeral e no final todos se encontram numa grande festa, um retrato fiel – ou melhor, um filme autêntico – dos dilemas e mistérios daquela que todos dizem ser a melhor fase da vida, a juventude. Babe é mais um dos seus trabalhos que merece destaque (e aplausos de pé).

      A palavra é re-definidapor Petra como "Forte, Independente, Poderosa – e pronta para enfrentar o mundo" e é o título da sua publicação mais recente, que pretende, entre outras questões, provar que feminismo e sexualidade não são mutuamente exclusivos. O livro conta com uma série de imagens explorando noções de alienação, nostalgia e mídias sociais, todas filtradas através de um brilho rosa pastel.


       
      É fascinante ver que Petra parece conversar com ela mesma em tudo o que faz e produz! É identidade, é personalidade, é verdade. A gente acredita que a arte, a moda e a juventude precisam disso: representatividade, empoderamento e inspiração.

      02.08.16