• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • hmm, delícia de arroz!

      A gente bem sabe que o arroz é um alimento indispensável e a base da alimentação na maioria das casas pelo Brasil, e em muitos lugares do mundo também. Por aqui, dizem que o arroz foi trazido pelo Pedro Alvares Cabral como um dos últimos “presentes” para os índios. 

      Julho chegou e a gente quer começar o mês pensando no melhor, certo? A alimentação é um caminho e o assunto é basicão: arroz, uma gramínea do gênero oryza e um dos principais cereais do mundo, cultivado por cerca de 100 nações. 

      Você sabia que existem pelo menos umas nove variedades de arroz?  Tem o Vermelho, Parbolizado, Basmati, Tailandês, Selvagem, Japonês, Ráris, Agulha e Integral. Quanto mais integral for o arroz, mais fibras e nutrientes intactos ele terá. Porém, precisamos sempre deixar o arroz integral de molho para eliminar os fitatos (antinutrientes) e torná-lo realmente biodisponível, ou seja, mais fácil do corpo digerir e absorver. 

      Quem dá a dica é a Malu Paes Leme, nossa colab de gastronomia: "Eu, particularmente, acredito que pra quem tem uma alimentação baseada em alimentos refinados, o ideal é que foque em alimentos integrais, e o arroz é um deles. Se você já tem uma alimentação bem integral, consumir alternadamente arroz integral (sempre deixado de molho) e arroz branco polido de marcas seguras é super tranquilo. O arroz branco polido de marcas seguras como, por exemplo, a marca Volkamann, não refinam-o tanto, e ele não passa por nenhum processo de branqueamento, adição de talco e outras substâncias totalmente indesejáveis…

      "… E pras pessoas que têm o intestino irritado, disenteria etc., esse arroz é mais recomendado por ser mais leve pra digestão. Só precisa lembrar de comer junto com bastante fibra vinda de saladas, vegetais, sementes, leguminosas etc. Os que realmente não são muito saudáveis são o parbolizado e principalmente o branco comum. É tanta variedade e gostos diferentes e cada um traz um aporte nutricional muito bem-vindo e que vale a pena ser experimentado", conta.   

      Ah! E se a gente te disser que existe uma versão super interessante, saborosa e muito parecida com arroz, mas com os benefícios de ser mais baixo em carboidrato e rico em nutrientes do bem? Existem dois tipos que a Malu descobriu e que vem incorporando no dia-a-dia: arroz de Couve-Flor e de Brócolisangel

      São tão práticos de fazer. E são deliciosos de verdade. Se você consumir junto com feijão, você nem percebe a diferença! O Arroz de couve flor fica branquinho e lembra muito o arroz. Já o de brócolis fica verdinho, lindo! Vai depender qual você vai querer usar para colorir seu prato. 

      Vamos à receita? 

       Ingredientes:
      1 couve-flor grande (só os floretes) ou 1 brocólis americano (só os floretes)
      ½ cebola roxa picada
      3 dentes de alho amassados
      Pitada de sal rosa ou marinho
      Óleo de côco
      Pitada de noz mocada ou açafrão ou curry (opcional) 
      Alguma erva: salsinha, coentro, tomilho etc. 

       Modo de Preparo:
      Lavar bem a couve-flor ou o brócolis. Depois secar bem os floretes com algum pano de prato. Triturar no processador no modo pulsar os floretes até ficarem granulados (cuidado pra não processar muito e virar pasta!) ou ralar manualmente. Aquecer uma frigideira com óleo de côco, acrescentar o alho, a cebola e refogar bem. Depois adicionar a couve-flor ou o brócolis triturado e mexer bem por uns 3-5 minutos. Adicionar, sal e algum condimento que desejar. No final Acrescentar umas ervinhas picadas como salsinha por exemplo. E voilá: você tem um arroz super gostoso pra acompanhar qualquer prato do dia-a-dia. 

      Até a próxima delícia! 
       

      01.07.16