• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • um sonho bom

      Você já deve ter visto os filtros de sonhos por aí, decorando apartamentos, pendurados em forma de colar ou até mesmo estampando blusas e vestidinhos. A gente entende: eles são lindos mesmo, e faz superbem carregá-los como amuletos, porque é justamente isso o que eles são. Pra saber um pouco mais da história desses "apanhadores", recorremos a lendas indígenas norte-americanas, e o que descobrimos é inspirador. Vem ver! 
       

      Uma das lendas sobre o filtro dos sonhos começa com uma aranha, que fiava sua teia próxima à cama de uma avó. Todos os dias a senhora a observava, até que um dia seu neto, assustado com a presença da aranha, pegou uma pedra pra matá-la. A avó não deixou. Agradecida, a aranha lhe disse: “Obrigada por salvar minha vida. Vou dar-lhe um presente por isso. Na próxima Lua Nova, vou fiar uma teia na sua janela. Quero que você observe com atenção e aprenda como tecer os fios. Porque esta teia vai servir pra capturar todos os maus sonhos e as energias ruins. O pequeno furo no centro vai deixar passar os bons sonhos e fazê-los chegarem até você.” 

      Quando a Lua chegou, a avó observou a aranha tecer sua teia mágica e ficou muito feliz com o presente. A aranha a orientava, dizendo "aprenda". Cansada, a avó dormiu, e quando o dia amanheceu, ela acordou e viu a teia brilhando como uma jóia, graças às gotas de orvalho capturadas nos fios. A brisa trouxe também penas de pomba que ficaram presas na teia, dançando alegremente, e até um corvo pousou na teia e ali deixou uma longa pena pendurada. Encantada com o que via, e com o sol que fazia por entre as malhas da teia, a avó passou a ensinar, pra todos da tribos, como fazer os filtros de sonhos. 

      (a partir do texto de Adília Belotti em "Somos todos um")

      Com origem na tribo Ojibwa, o apanhador de sonhos não demorou pra chegar a outras nações indígenas norte-americanas. Durante o Movimento Panameríndio nas décadas de 1960 e 1970, inclusive, eles eram usados como símbolo de união e confraternização entre os povos ameríndios do norte do continente!

      Pra além da tradição indígena, no entanto, os filtros conquistaram também os colonizadores e hoje estão por vários lugares, atraindo só energias positivas pra quem se aproximar

      Por aqui na FARM a gente também já tem um filtro dos sonhos pra chamar de nosso. Aliás, não só um, mas três modelos lindos, em diferentes cores e estilos, pra combinar da melhor maneira possível com aquele cantinho da sua casa   Você encontra todos os modelos aqui, ó!
       
      Que o seu apanhador de sonhos só traga coisas lindas pra você, sempre. Muita luz! 
      25.05.17