• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • silêncio que cura

      "Há 10 anos iniciei minha busca por autoconhecimento e nunca mais parei. Foram alguns anos de terapias (de várias linhas), entrelaçadas com idas a centros kardecistas, templos budistas, terreiros de umbanda, retiros xamânicos, palestras sobre física quântica. Uma gambiarra espiritual, enfim.

      Foi assim que a nossa colab, Lu Agnese, começou a conversar com a gente. O fato é que, dentre mil lugares, a gente quis saber mais sobre o retiro de silêncio que ela fez em Bali. De curar a alma. 

      Ela foi pra lá assim, de supetão, incentivada por amigos que já viajavam por ali. Na sorte, comprou a passagem numa sexta e embarcou na segunda. Tinha só algumas dicas no bolso e muito frio na barriga. 


       
      "Bali é tudo aquilo que já falaram por aqui e mais um pouco: as praias maravilhosas, as ondas tubulares perfeitas de Padang Padang (pra quem é de onda), os mais de 20 mil templos hindus monumentais, os infinitos arrozais… Mas pra isso você pode dar um google, meu caso com ela é espiritual!"

      Única ilha hindu da Indonésia, Bali é pura energia boa. Não à toa é repleta de estudios de yoga, terapias holísticas, retiros e ashrarms. É lá, em Ubud, onde todo ano rola o Bali Spirit Festival, encontro de yoga, dança, música e bem-estar.

      E foi numa escapada pra um retiro de silêncio – que depois de muitos dias de bronzeado e bintang, a minha busca, que tinha começado frenética, finalmente se acalmou.

      O Bali Silent Retreat é um retiro de silêncio isolado no meio dos arrozais de Tabanan, no Centro da ilha. Espalhado pelo terreno, entre as construções sustentáveis, tem o templo de práticas, a horta orgânica, trilhas, um labirinto de meditação, a biblioteca zen… Tudo novinho e cuidado com muito zelo. 

      Reza a lenda que o lugar foi construído onde ficava um antigo ashram sagrado e que tem poderes curadores. Dá mesmo pra sentir. A melhor parte pra Lu foi não ter hora marcada pra nada, apenas pra comer. Tudo o que ela precisava era ficar em silêncio, não se forçar a nada e deixar o corpo ser guiado por intuição. 

      "Passei cinco dias lendo, me comunicando com sorrisos e prestando atenção em mim: no que o meu corpo estava pedindo, no sabor da deliciosa comida vegetariana, nos aromas, e, por fim, teve até um banho de imersão nas termas quentes na Vila de Penatahan!"

      Foi uma delícia perceber o quanto ficamos mais autoconscientes no silêncio, o quanto só o ato de se calar e prestar atenção em si já é uma meditação poderosa, e o quanto precisamos fazer isso com mais frequência. 

      "Bali foi a melhor viagem que já fiz. Um lugar onde eu abri um portal de busca mais alinhado com o meu propósito, que me deu coragem pra sair da zona de conforto e ganhar autonomia e renovou minha autoestima. Nunca vou esquecer desse lugar, dos sorrisos gratuitos, nem daquele silêncio que me abraçou. Terima kasih, Bali. Muito obrigada".

      Adoramos o relato da Lu, que só aumentou nossa vontade de vivenciar esse retiro! 

      03.10.16