• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • moda, sonho e fantasia

      bola

      A temporada fashion começa sempre de maneira magistral através da semana de Alta Costura de Paris, onde pouquíssimas das maiores Maisons do mundo desfilam o que tem de mais nobre, luxuoso e original.

      chanel-spring-summer-2016-haute-couture-backstage-00

      Falando assim parece até desfile de escola de samba, né? E a verdade é que por lá pintam sim vários looks que fariam sucesso no nosso sambódromo (rsrs) mas também vestidos prontinhos pra brilhar nos tapetes vermelhos, nos bailes de gala… e nos nossos sonhos!

      chanel-spring-summer-2016-haute-couture-backstage-07

      E é impossível falar de luxo, sonho e fantasia sem falar na Chanel, sábio em aliar o legado de Coco ao Zeitgeist, Karl Lagerfeld dessa vez transformou as passarelas numa imensa casinha de bonecas de onde saíram looks românticos, naturais e feitos `a mão. Do jeitinho que a gente gosta.

      1

      A paleta suave e o romantismo também marcaram ponto na coleção de Elie Saab, grande queridinho dos red carpets, que investiu em rendas riquíssimas pra criar vestidos que parecem saídos dos contos de fadas.

      2

      A Valentino também costuma nos transportar direto pro mundo da fantasia, e dessa vez não foi diferente com uma profusão de ninfas, serpentes douradas e deusas descalças numa alusão aos deslumbrantes figurinos de ballet dos anos 20. Ai ai…

      3

      Giorgio Armani apostou num futuro de tecidos tecnológicos e fluidos numa passarela em looks que apostaram todas as fichas no lilás. Em mil texturas, oscilando entre leveza e modernidade, a cor deu o tom de todo desfile.

      4

      Mas nada é tão jovem quanto a passarela de Giambattista Valli, craque em revelar os sonhos de uma turma jovem e festeira que combina vestido de alta costura com tenis all star e faz o mundo inteiro copiar. Difícil é escolher um!

      5

      E a surpresa da temporada ficou com o primeiro desfile da Dior sem um diretor criativo, depois da saída brusca de Raf Simons da frente da Maison. O que se viu foram peças que respeitaram tanto o legado de Christian quanto as linhas exatas do belga, mostrando que a ultra-jovem equipe que assumiu a marca sabe bem o que faz.

      dior

      E o que a gente quer, porque nós amamos, e vocês?

      01.02.16