• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • geração de nós

      Em tempos onde nossa geração passa cada vez menos tempo aprendendo habilidades manuais comuns nos tempos das nossas avós, como a costura e o croché, nada mais surpreendente do que ver uma técnica ser passada de mãe pra filha, de geração em geração, e continuar até hoje de maneira revistada. É do Ceará que a Júlia Azul e a Branca Costa, filha e mãe respectivamente, transformaram a técnica do macramê em negócio, em família, claro!  
       

      A técnica do macramê foi passada de mãe pra filha na família: a Júlia aprendeu com a mãe, Branca, que aprendeu com a mãe dela, e assim por diante. Foi durante a maternidade de seu primeiro filho, que a Júlia se viu querendo fazer algo diferente. Despertou várias vontades de criar algo único, e conversando com a mãe, decidiram fazer juntas a UmNosDois, que especializada em hangers de macramê, os móbiles suspensos.


       
      A inspiração delas vem do trabalho regional do Ceará, mas também de outros lugares e formas. A música é uma delas. "A gente costuma colocar uma música bem calma, entrando no clima, entre uma conversa e outra, um café e outro… é assim que a gente vai se inspirando, conversando e pensando juntas". A vantagem do trabalho em conjunto de mãe e filha vai além da intimidade familiar. "A mão na massa é completamente nossa", garantem.
       

      O nome UmNosDois é uma forma de mostrar que o produto delas tem mais de uma função. Um nos dois, e dois em um. De acordo com a Júlia, quando se fala de algo multiuso, "nada mais multifunção do que o ambiente familiar, que tem que se desdobrar em vários segmentos". E é em vários desses ambientes que elas conseguem trazer beleza e optimizar espaços nas casas de várias famílias de Fortaleza.

      Muitas vezes, elas começam uma peça de um jeito, e acabam de uma maneira totalmente diferente. Os nós ditam o caminho, já que na técnica do macramê é possível criar pontos diferente além do padrão. Elas usam o fio sintético e o de algodão, que é o queridinho e a cara da marca cearense. Por ser um artesanato, um trabalho 100% feito à mão, nenhuma peça é igual a outra.

      Fotos: @love2lovefotografia

      A nova coleção "Casa é Ninho" vem no plural – com a proposta de transformar os móbiles em mobiliários. Um balanço se torna uma peça lúdica, um objecto de décor, um suporte em um ambiente, e claro, um balanço de ninar. Mais do que dois em um, se torna quase que um em mil! Mais do que apenas um, ou dois. Pra acompanhar a dupla, sigam nas redes sociais @umnosdois.

      21.07.16