• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • festival do rio

      Poucos eventos no calendário cultural carioca são tão icônicos e divertidos quanto o festival do Rio. Fizemos a nossa pesquisa e te contamos em quais filmes vale investir. Anota aí!
       
      Pras cariocas cinéfilas de plantão, o início da primavera traz consigo mais do que o preview das coleções de verão – é que outubro é mês de Festival do Rio! Durante duas semanas, a gente dá aquela escapadinha mais cedo do trabalho pra chegar a tempo no filme, encontra os amigos pelos cinemas da cidade sem precisar marcar encontro e faz sessão dupla no final de semana pra não perder nada. 
       
      O Festival do Rio foi criado em 1999 e, de lá para cá,  se firmou como um dos mais importantes do mundo, e é destino obrigatório para os principais destaques cinematográficos do ano. Passamos um pente fino na programação, demos aquele bizu nos filmes mais aclamados em Cannes, Veneza e Berlim, e montamos essa listinha mara pra vocês se agilizarem.
       
      A Chegada/Arrival (Denis Vilenneuve – EUA)
       

      Você ainda vai ouvir falar muito nesse filme, e já se especula que a indicação ao Oscar é certa pra maravilhosa Amy Adams. A não ser que você seja muito curiosa/cinéfila, não costuma valer tanto à pena assistir a filmes que certamente vão entrar em circuito depois, mas neste caso temos um agravante: “A Chegada” só será exibido na premiere do Festival, na deslumbrante Cidade das Artes. Vai ser uma sessão especial, num lugar especial e o filme está sendo muito elogiado. Fora isso, é a primeira vez que o Festival abre a premiere para nós seres normais. Ou seja, qualquer um pode comprar ingresso. Animou? Nós super vamos!
       
      Melhores Amigos/Little Men (Ira Sachs – EUA/Grécia)
       

       Uma daquelas histórias de passagem da infância pra adolescência, esse drama familiar meio indie se passa no Brooklyn, depois que o avô de Jake, um garoto de 13 anos, morre e deixa um apartamento em cima de uma loja para a família. Jake então faz um melhor amigo, Tony, filho da costureira chilena que aluga a loja de seu pai. Tá armado o circo. O filme foi selecionado pra Sundance e Berlim e só o trailer já dá vontade de rir e chorar pra caramba. Dramédia das boas.
       
      Personal Shopper/Personal Shopper (Olivier Assayas – França)
       

       O filme já chega cheio de hype por conta do francês Olivier Assayas, que recebeu o prêmio de melhor diretor em Cannes 2016, e também por conta da personagem principal, interpretada por Kirsten Stuwart. Não é primeiro trabalho dos dois juntos, e as cinéfilas devem lembrar do lindo e super premiado “Acima das nuvens” (Clouds of Sils Maria), de alguns anos atrás. Em “Personal Shopper,” Kirsten trabalha como uma compradora de roupas para uma celebridade, e odeia seu trabalho. Seu passatempo/drama pessoas é se comunicar com espíritos, e tudo fica bem mais sério quando ela encontra um jeito de entrar com contato com seu irmão gêmeo recém-falecido. Pelo trailer, não é pra quem tem medo de assombração!
       
      Wiener-Dog/Wiener-Dog (Todd Solondz – EUA)
       

      Um cachorro salsicha e um elenco formado por: Danny Devito, Julie Delpy, Zosia Mamet (Shosh!!!), Greta Gerwig e Kieran Culkin. Basta, né? Wiener-Dog é uma comédia de humor negro/road movie que segue uma cachorrinha basset em sua cruzada para mudar a vida de seus donos. O filme foi selecionado para Sundance e agente tá se matando de rir por antecipação!
       
      Certas Mulheres/Certain Women (Kelly Reichardt – USA)
       

      Não fica muito mais mais Girl Power do que isso. Diretora jovem e super aclamada, um elenco feminino foda – Laura Dern, Michelle Williams e Kirsten Stuwart – e uma trama sobre mulheres independentes no interior dos Estados Unidos. Selecionado pra Sundance e super bem criticado. A gente sugere levar lencinhos.
       
      Vermelho Russo/Vermelho Russo (Charly Braun – Brasil/Rússia)
       

      Dos filmes nacionais que estão na mostra competitiva deste ano, o que a gente mais está animada pra ver é o “Vermelho Russo”, que conta a história de duas jovens atrizes que decidem ir à Rússia estudar o método Stanislavski de interpretação, e então embarcam num mundo de nevascas, briga, amor e muita vodka. Nesse processo, elas vão se reinventar e entender o real sentido da amizade – espera-se. Achamos o trailer super original e estamos ansiosas!
       
       
      Jovens, loucos e mais rebeldes!/Everybody wants some (Richard Linklater – USA)
       

      Dizer que é o filme mais recente do Richard Linklater (Boyhood, Antes do amanhecer, Antes da meia noite…) já convenceria muita gente, mas nem é só por isso que estamos recomendando. Vocês podem estar achando o título meio brega, mas acontece que o filme é uma homenagem/spin of de um dos primeiros sucessos de Linklater, lançado em 1993, e que aqui no Brasil saiu com o título “Jovens, loucos e rebeldes”. O filme atual conta a história de um universitário no seu primeiro ano de faculdade, e a gente tem certeza que pode esperar aquela vibe extremamente americana, sentimental e brincalhona do Linklater. Esperem os melhores diálogos sempre.
       
      Mais alguns antes de encerrar o post. Não percam o documentário/experiência visual “Voyage of Time – Life's Journey”, do Terrence Malick. Vai estrear no circuito depois, mas pra quem tem tempo vale se adiantar. Outro doc muito bem recomendado é o “Eis os delírios de mundo conectado”, do Werner Herzog, que dispensa apresentações. Outros dramas bem cotados: “Manchester à beira-mar”, “Paterson”, e “A luz entre oceanos”.
       
      Nossa dica é fazer um calendariozinho e depois compartilhar com as amigas, assim todo mundo tenta comprar pras mesmas sessões e vocês garantem duas semanas de encontrinhos deliciosos Rio afora! Nos vemos nos cinema então? A venda de passaportes e ingressos é pela ingresso.com!
       

      06.10.16