• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • FARM entrevista: jorge bispo

      Depois de fotografar famosas pra playboy e anônimas pro elogiadíssimo projeto "Apartamento 302", Jorge Bispo acaba de lançar o terceiro volume de sua revista independente, estrelada pela atriz Maria Flor. Batemos um papo com ele sobre o projeto. 
       
      Jorge Bispo fotografa gente. “Eu me considero antes de tudo um retratista”. E é justamente a troca de olhares e histórias que acontece entre ele e quem está do outro lado da câmera que move o seu trabalho, seja ele um photoshoot produzidíssimo pra playboy ou uma sessão casual e improvisada em sua casa. “Acho que meu trabalho com nu e com moda leva muito da minha experiência como retratista. É o retrato que influencia todas as áreas em que atuo”.
       

       
      Depois do grande burburinho gerado por seu último projeto, o “Apartamento 302”, em que Bispo abriu seu estúdio pra mulheres “reais” que quisessem tirar a roupa e as máscaras, o fotógrafo realizou em julho do ano passado o sonho antigo da revista própria, a #1, que teve como musa a deslumbrante Bruna Linzmeyer, acompanhada de um texto emocionado de seu então namorado Michel Malamed.
       

       
      A nossa primeira pergunta (e grande curiosidade) era sobre o nome da revista, que na verdade meio que não tem nome. Batizadas de #1, #2 e #3 e estreladas, respectivamente, por Bruna Linzmeyer, pelo casal Mariana Lima e Enrique Diaz, e por Maria Flor, as revistas são produzidas quase que artesanalmente, com tiragem limitadíssima e numerada, trazendo sempre textos de pessoas próximas aos retratados. “Fiquei um tempão tentando achar um nome, quebrando a cabeça, e nada. Até que decidi usar apenas o número da edição, o que acabou se tornando uma ótima saída visualmente falando, com a solução que eu e a Lilla demos.”
       

       
      Lilla é Lilla Botter, diretora de arte da revista, que criou uma identidade visual linda e instigante, que ao mesmo tempo unifica as três edições e faz cada uma brilhar individualmente. “A Lilla tem carta branca total. Ela não só assina a direção de arte, como também cuida da edição de imagens. Eu só dou palpite, troco ideias e faço pedidos após  receber um primeiro esboço da arte. A gente se entende.”
       

       
      Solucionado o mistério do nome, também estávamos curiosas pra saber como ele consegue tirar dessas pessoas tanta força e expressividade. Como seguimos o Bispo no instagram e sempre vemos a Bruna e a Flor por lá, perguntamos se já eles já eram amigos e se isso facilita o trabalho:
      “A Bruna eu tinha fotografado umas três vezes pra trabalhos comerciais. Rolava uma admiração mútua, então chamei pra um café e convidei. Ela topou e foi só aí que nos aproximamos mais. A Mariana Lima foi mais ou menos a mesma coisa. A Flor sim já era mais próxima. Na verdade, mais do que a revista eu tenho feito amizades incríveis. Porque o que importa mesmo pras fotos passarem essa força é admiração mútua. Isso sim muda tudo. É um tesão trabalhar com quem você admira e sabe que se joga de cabeça!"
       

       
      E não são só as fotos super impactantes que fazem desse projeto diferente do que a gente costuma ver por aí. Os textos que acompanham os ensaios acabam mudando a maneira como vemos as fotos. Na #2 escreveram Carolina Jabor, Bianca Comparato, Mariana Beltrão e Fred Coelho; na #3 Mariana Lima, Paula Gicovate, Maria Ribeiro e Lucas Paraizo. Bispo contou pra gente que essa era a ideia desde o início. “O que acho que acontece nas revistas é a felicidade de os textos serem sempre muito íntimos. Acho que isso transforma a experiência com a nudez nas fotos.”
       

       
      A revista é semestral, e é claro que a gente quis saber detalhes da #4, mas por enquanto vamos ficar só na curiosidade. “Tenho idéias de nomes pra  #4, flertes em desenvolvimento. Quando mudar o status pra ‘em um relacionamento sério’ eu conto.”
       

       
      Quem amou e quer um exemplar da #3 ainda pode correr na loja online do Bispo, mas corre que elas vão rápido. A #1 está esgotada e a #2 está quase.

      26.07.16