• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

    • FARM entrevista: hocus pocus

      bola_hocus

      Foi em uma quinta-feira à noite, num evento de amigos, que a gente conheceu a Hocus Pocus, cerveja artesanal criada pelo Pedro e o Vinícius. Além de adorar o sabor, a gente curtiu a história por trás do projeto. Nada melhor do que entrevistar os caras e saber um pouco mais, né? Vem com a gente:

      1

      De onde surgiu a ideia de lançar uma cerveja artesanal? E por que esse nome?

      Em 2012, nós fizemos um curso de cerveja artesanal mais por curiosidade mesmo. Ficamos cerca de 2 anos tentando fazer cervejas cada vez melhores, vendo onde errávamos e estudando como consertar cada probleminha que aparecia nelas, mas ainda só por prazer, sem nenhuma pretensão de criar uma cervejaria…

      hocus_2

      … A ideia de levar a sério veio quando ganhamos um concurso estadual de cervejas artesanais e ficamos em 2º. Começamos a pensar que talvez as pessoas não falassem bem da cerveja só porque eram nossos amigos, sabe? O nome vem de uma música que a gente gosta bastante da banda holandesa Focus. Os caras faziam umas performances absurdas ao vivo, e a gente acha que a atitude deles tocando tem um pouco a ver com a nossa fazendo cerveja.

      hocus_3

      Conta um pouco sobre como é fazer a cerva ideal?

      O que dá a característica de cada cerveja são os tipos de malte, de lúpulo e de fermento utilizados. Há uma infinidade de tipos e mudar um ingrediente já é o suficiente pra fazer uma cerveja completamente diferente. Há maltes que dão um gosto que lembra caramelo, lúpulos que dão aromas que lembram maracujá, abacaxi, pinho… e fermentos que podem dar um aroma que lembra cravo ou banana. Isso sem falar em outras coisas que podem ser colocadas nesse “chá”, como frutas. Já fizemos com café, whisky e cacau, que envelhecemos em carvalho, e estamos planejando com fermento de saquê, lichia, cardamomo e arroz de jasmin.

      hocus_4

      E quais os tipos de cerveja que vocês criam?

      Já fizemos mais de 40 tipos de cerveja diferentes em casa. As que mais gostamos passam por experimentos a mais pra chegar no que mais agrada e aí lançamos pro público. Hoje, a Hocus Pocus tem duas cervejas: A Magic Trap, uma Belgian Golden Strong Ale um pouco docinha, bem frutada e com 9% de teor alcoólico que fica bem escondido (por isso a gente sempre avisa que a cerveja é pesadinha, apesar de não parecer). Já a APA Cadabra é uma American Pale Ale feita pra ser bem refrescante e leve, um pouco amarguinha, com um aroma bem cítrico que vem dos lúpulos que escolhemos. Tem um cheiro que lembra bastante maracujá.

      hocus_5

      A Hocus Pocus combina com qual clima, comida, tipo de música…?

      Tudo que fazemos é pensando em passar um pouco das melhores experiências que já tivemos com cervejas. Então, a ideia é beber com a cabeça aberta, cercado das pessoas que você gosta, com a comida e a música que você prefere, ou seja, criando a melhor experiência que você queira. No nosso caso, as músicas que ouvimos hoje em dia e achamos que influenciou a cara da Hocus Pocus são de um pessoal como Samsara Blues Experiment, Radio Moscow, Moondog, Sun Ra, e outras coisas de stoner, psych, e prog rock.

      hocus_6

      Como tem sido participar de eventos gastronômicos independentes, como Junta Local etc?

      Esses eventos são incríveis. A gente conhece e trabalha ao lado de produtores artesanais de coisas tão diferentes como cogumelos, sorvetes, cachaça, brownies, todo mundo conhecendo muito bem e amando o que faz. A gente se sente sortudo de participar da Junta Local, que nos ajudou a descobrir que a gente realmente queria levar isso a sério.

      hocus_8

      Além desses eventos, onde mais a gente consegue beber a cerveja?

      Dá pra encontrar a Hocus Pocus em praticamente todos os bares que tem chopps artesanais aqui no Rio. O Botto, o Lupulino e o Escondido são alguns deles. A Comuna tem uma chopeira nossa lá na Bolha Editora, no segundo andar, assim como o Inverso Bar, em Botafogo, e o Refeitório, um restaurante ótimo na Lapa. O Lasai é o único restaurante que tem todas as nossas cervejas, incluindo as que ainda não foram lançadas nos bares.

      hocus_9

      Quais os próximos planos?

      Muita coisa boa vai acontecer em breve. Temos três cervejas pra lançar, uma delas em parceria com o Rafa Costa e Silva, chef do Lasai, e estamos planejando um evento pra mostrar criações nossas que não chegam aos bares, experimentos caseiros. Seria interessante outras pessoas provarem as cervejas experimentais que não foram lançadas ainda (e que talvez nunca sejam).

      hocus_10

      Então… que tal aproveitar a noite de sábado e chamar os amigos pra provar essa novidade? A gente aprovou! 😉

      13.06.15