• Tire suas dúvidas sobre pedidos, trocas e devoluções.
    Atendimento nos dias úteis das 9h as 18h.
  • Receba dicas de estilo, via Whatsapp, para realizar uma compra personalizada!

sua mochila está vazia

      categoria: moda

    • Proteção aos povos originários

      Segundo a Articulação dos povos indígenas do Brasil, até a primeira quinzena deste mês, o país registrou 490 mortes de indígenas e 130 povos atingidos. Foram mais de 13.804 casos confirmados. Diante dessa realidade – e na importância de reforçar a parceria que já temos com as mulheres do povo Yawanawa  e com o ISA – doamos 16 mil máscaras para diversos povos indígenas. do país. Esse post é um chamado de atenção à realidade dos nossos povos originários diante da pandemia. 

      Conversamos com a Evelin Tatiane, a Hekeré Terone, Terena da Comunidade Indígena Aldeia Aldeinha, no município de Anastacio, MS, sobre tudo isso. Os números assustam. E a realidade dos povos, sem o olhar do Estado, também: 

      “Minha comunidade tem passado por esse momento com muita dificuldade, pois temos muitos anciões, crianças e grupo de risco. Tentar chegar nessas lideranças e fazê-los ter a compreensão e o entendimento de que, nesse momento, temos que ficar na comunidade – somente – e nas nossas casas, é bem difícil. Somos acostumados a morar em grande quantidade de pessoas, a ficar juntos no campo… Infelizmente, residimos em um estado ruralista, onde a cultura que predomina é a cultura do gado. Nós, populações indígenas, estamos sempre em último caso. O sistema de saúde indígena falta por muitos problemas e temos tentado conscientizar e sensibilizar a comunidade sobre lavar as mãos, evitar aglomeração e o uso correto da máscara. Conseguimos uma parceria grande com a FARM que nos atendeu com a doação de 4 mil máscaras. Através disso, acreditamos que será possível proteger por mais um bom tempo nossos anciões e atender as comunidades vizinhos. Temos mais de 12 mil indígenas no município de Aquidauana. Como professora, terena dessa comunidade e mulher indígena, digo que estamos fazendo frente às barreiras sanitárias, a arrecadação de alimentos e máscaras e material de limpeza. Somos mães, amigas, companheiras, guerreiras… Temos sempre um incentivo e um motivo a mais: nossos filhos e netos. Isso vem ser um ponto chave”. 

      E, além da comunidade Terena, a doação de máscaras da FARM, feita a partir de tecido reutilizado, contemplou também:

      Povo Yawanawa, com a doação de mil máscaras distribuídas pelo Tashka, @tashka_yawanawa; Povo Munduruku, com a doação de mil máscaras e por indicação do Estêvão Ciavatta, e 23 povos no entorno de São Gabriel da Cachoeira, com a doação de dez mil máscaras. São eles: Tukano, Baniwa, Baré, Hupd’ah, Desana, Tariana, Coripaco, Yuhupdeh, Piratapuia, Warekena, Tuyuka, Kotiria, Kubeo, Arapasso, Yebamashã, Dow, Miriti- tapuya, Nadob, Siriano, “Caboclo”, Barra, Karapana, Kujawi, Kuiawi e Yanomami da região de Maturacá que serão atendidos com a ajuda do ISA (Instituto Socioambiental).

      Agradecemos a todos que nos ajudaram nessa frente. Falar dos povos originários é falar, sobretudo, de ancestralidade e futuro. Se você quer saber mais sobre como apoiar a preservação cultural desses povos em um momento tão delicado, reunimos algumas campanhas importantes, ó:

      Yawanawa, Munduruku, Boe Bororo, Baixo Tapajós e Guarani Kaiowa. Além disso, o ISA fez um compilado de mais projetos e vakinhas interessantes e urgentes pra você conhecer e apoiar. Clica aqui!

      29.07.20
    • chegou lojix, nossa primeira loja digital e interativa!

      lojix na casa FARM

      Post atualizado em 31 de julho! 🙂 Pra contar que a segunda edição da lojix rola semana que vem, 5/8, às 14h com super novidade: o PREVIEW DO VERÃO 21. Oba!

      Se a gente tá feliz? <3 Na segunda-feira, dia 20, a gente lança nossa primeira loja 100% digital e interativa, a lojix! É mais que um e-commerce. É mais que uma live. E pioneirismo do livestreaming por aqui promete uma experiência ainda mais próxima com você! 🙂

      A lojix é a opção ideal para quem não abre mão da praticidade do e-commerce, mas busca uma experiência digital ainda mais humanizada e afetiva com a gente. Ó que legal: a loja vai contar com o atendimento do TIME FARM: nossos colaboradores de diversas áreas da empresa – do departamento de estilo à produção de moda – vão fazer uma curadoria especial e te apoiar nas escolhas das peças:

      “Há muito tempo, o digital já é um ambiente que cuidamos e investimos. Poder lançar nossa primeira loja 100% digital e interativa é um presente para marca e muito coerente com as nossas iniciativas de comunicação, desde o nascimento da FARM, em 1997. Esse projeto conta com a curadoria dos nossos colaboradores e eu sinto que é uma versão mais humanizada do e-commerce. Estamos todos muito animados!”, celebra Marcello Bastos, sócio-fundador da FARM.

      Resumindoi: a ideia é que a lojix reuna cinco colaboradores para apresentar, em tempo real, suas apostas de peças, shapes e estamparia. E o mais legal: você pode garantir cada desejo ali, na hora.

      “Trazer a participação de profissionais de diversos departamentos da FARM é muito simbólico. O olhar de cada um sempre foi fundamental para sermos o que somos hoje, e para vislumbrar o que a gente ainda sonha ser no mundo. Para mim, a lojix é um desejo de todos nós que foi realizado. É um passo muito grande de comunicação e de relacionamento!”.

      O lançamento é em 20/07, às 14h, ao vivo, aqui. Da gente pra você! <3

      17.07.20
    • #desengaiola pra você

      Foi no ano passado que a gente criou “É o bicho!”, uma coleção inspirada na diversidade da fauna brasileira. Nesse momento, começamos uma parceria especial com o “Instituto Vida Livre”, que desenvolve projetos de reabilitação e preservação da fauna silvestre, além da ajuda no combate e conscientização sobre o tráfico animal. Esse ano, nossa parceria vem diferente com o #Desengaiola – leilão beneficente onde peças do re-FARM jeans customizadas exclusivamente por artistas convidados estarão disponíveis, a partir de 20/07. Toda renda será revista para manutenção do Instituto.  🙂

      A designer Xuliana

      Fazem parte da ação nomes como Isabela Capetto, Felipe Velloso, Lucia Koranyi, Chica Capetto, Ju Gastin, João Incerto, Flora Yumi, PaloVitu Dias e outros talentos. E nós somos a plataforma de apoio do projeto, garantindo a produção e a doação de 60 silks para a venda no Instituto, além de peças da linha RE-FARM jeans, que serviram de tela para nossos artistas:

      Ju Gastin e Gabi Loran

      “O nosso trabalho precisa continuar porque os problemas dos animais continuam e em muitos casos se intensificaram na pandemia com a redução da fiscalização. Estamos juntos com a FARM nesse movimento transformador de nos unirmos para libertar vidas silvestres e falarmos de esperança na cidade” pontua Roched Seba, diretor do Instituto que desde 2015 já atendeu a mais de 9 mil animais. 

      João Incerto e Catalina Marchesi _ O Incerto e La Pomponera

      Desde o início da pandemia do COVID-19, o trabalho do Instituto Vida Livre foi dramaticamente afetado com a perda projetos e apoios. O #desengaiola acontece de 20/7 a 27/7, através da plataforma do Roupartilhar com lances a partir de R$300 reais. Todas as informações a atualizações serão feitas através do e-mail dos participantes. Participe e apoie a causa!

      17.07.20
    • lave bem, lave melhor

      A gente já contou aqui sobre a nossa parceria com o sabão Milão, né? E, além de nos juntarmos a ele, a gente quer te apoiar em todas as etapas de relacionamento com a sua peça – inclusive a lavagem. Você sabia que até 60% da pegada de carbono da roupa acontece depois que você leva a roupa para casa? A boa notícia é que é não é impossível reduzir este impacto.

      Juntamos aqui algumas dicas:

      _ Lave só quando precisar de verdade (economiza água, energia e tempo! Você pode lavar a roupa de forma localizada, por exemplo!). 

      _ Use e VISTO.BIO pra te ajudar a economizar lavagens

      _ Na hora de lavar: sabão FARM + Milão e água fria – seja no balde ou na máquina. A água fria economiza a energia utilizada pra aquecer a água e também ajuda a manter a qualidade da fibra dos tecidos. 

      _ Pode pular a secadora e o ferro de passar. Vivemos num país tropical e solar! Pendurar as roupas para secar num varal economiza energia e a roupa agradece.

      _ Pra ajudar a pular o ferro, experimente pendurar blusas, camisas e vestidos pra secar no cabide. O peso da peça vai ajudar a organizar melhor as fibras do tecido na hora de secar.

      pra lavar seu JEANS

      Não precisa lavar, pode congelar! :O Sim! Isso mesmo que você leu! Somos à favor da redução do uso de plásticos, então caso tenha um ziplock ou tupperware em casa, vc pode usá-lo pra guardar seu jeans no freezer por um dia ou dois. Isso mata as bactérias e elimina odores e mantém seu jeans na sua melhor forma! 

      Caso queira lavar, veja se a etiqueta tem instruções específicas. Alguns tipos de jeans têm instrução para que a peça seja lavada separada, sem outras peças junto.

      Nunca lavar ou deixar de molho junto com peças brancas ou claras, que podem ser manchadas, pela característica do índigo, o agente que colore a peça. Lavar sempre com água fria ou morna e nunca use alvejante, nem puro e nem diluído no sabão! 

      pra lavar suas peças de VISCOSE, linha PRAIA (tecidos sintéticos) e ESPORTE (linha viva!)

      Quando você lava qualquer peça feita de fibras sintéticas (derivadas de petróleo) ou mistas (que misturam fibras naturais e sintéticas), elas liberam microfibras – ou microplásticos – na lavagem. Estas micro partículas vão parar nos rios e oceanos trazendo impactos negativos pra vida nestes ambientes. A boa notícia é que as roupas soltam menos microfibras se você lavar delicadamente e com água fria.

      Vai pra máquina de lavar? Lave com água fria junto com cores e tecidos semelhantes, assegurando-se de que a sua peça não será danificada ao ser lavada na máquina, após ler a etiqueta. Também é aconselhável colocar as peças em sacos de lavagem, para proteger. Assim, a peça não se mistura às outras, garantindo que não será rasgada.

      É sempre mais recomendado lavar peças em viscose a mão. Esse tipo de tecido é muito sensível, especialmente quando está molhado. Nunca torça a peça para remover a água, pois o tecido pode rasgar. Passe ao avesso. Nunca passe uma peça de viscose ou polyester pelo lado externo – isso pode queimar e derreter detalhes da peça e até as próprias fibras do tecido, ou pode-se formar uma espécie de filme brilhante irreversível. É aconselhável passar enquanto a peça ainda estiver um pouco úmida. Para peças muito delicadas, passe com um tecido de algodão ou sintético sobre a peça.

      pra lavar sua MALHA OU TECIDO DE ALGODÃO

      Na máquina de lavar? Lave suas peças de malha e algodão em ciclo delicado, com água fria. Uma preocupação com relação a peças de algodão é a perda da cor original do tecido. Os corantes das peças podem se soltar na lavagem. Por isso a importância da lavagem com água fria, que também previne contra o encolhimento.

      Vire as peças do avesso: isso também ajuda a manter a aparência original da peça, especialmente se houver impressões, em silk ou em relevo. Para lavagem de peças escuras, recomenda-se diluir o sabão em pó em água morna antes de iniciar o ciclo.

      À mão? Coloque água fria em uma bacia ou balde na quantidade suficiente para lavar a peça. Esquente um copo de água. Misture uma colher de chá (de 2 a 4 gramas) de sabão em pó no copo e despeje a mistura dentro do balde. Coloque a peça de roupa em seguida e deixe de molho pelo período indicado na etiqueta da peça.

      Esfregue as partes que acumulam mais odor. Enxágue trocando a água do balde, até que não se forme mais espuma e a água fique translúcida.

      Seque em varal para prevenir o encolhimento. No inverno ou dias úmidos, a peça pode ser colocada sobre ou enrolada dentro de uma toalha e colocada sobre o varal ou superfície plana (não pendurada).

      E aí? Curtiu as dicas? Se tiver mais alguma, conta pra gente lá no insta! 🙂

      09.07.20
    • milão: uma novidade pra você!

      Tem parceria nova nascendo hoje. É FARM + Milão, o sabão de coco natural e sem nenhum componente de origem animal. A iniciativa tem o objetivo de conscientizar sobre uma das etapas fundamentais – e muitas vezes subestimada do ponto de vista de impacto ambiental – do consumo: a lavagem. A novidade está disponível no site a partir da semana que vem.

      “Se atentar às indicações de lavagem e repensar a quantidade de vezes que lavamos uma peça são ferramentas práticas e importantes de manutenção e prorrogação da vida útil da roupa. Nossa parceria com a MILÃO traz atenção a essa etapa, além de ser um produto com as características que a gente acredita, comprometido com a natureza”, conta Kátia Barros, diretora criativa da FARM.

      A real é que a gente quer sempre oferecer alternativas de apoio em todas as etapas de experiência com a nossa peça – não só no momento da compra. E nos juntar ao sabão MILÃO, que já tem um super compromisso de qualidade com os usuários e com o meio ambiente é um presente e tanto.

      “Nosso sabão de coco tem como importante característica preservar por mais tempo as fibras e as cores do tecido, e esta parceria com a FARM vem para reforçar nossa preocupação com uma lavagem correta, sustentável, natural e sem desperdício. Também partilhamos a visão da valorização e apoio aos pequenos produtores e o respeito pelo trabalho de toda a cadeia têxtil.” Larissa Rebello, gerente de marketing da Milão.

      Dermatologicamente testado, o produto contém matérias-primas naturais cuidadosamente selecionadas e provenientes de fontes renováveis e de rápida biodegradabilidade. Ele tem duas funções (lava e amacia) e a Milão é pioneira na fabricação de coco em pó no país. Ele é de origem extrativista, a principal fonte de renda de muitas comunidades do Maranhão, Pará, Tocantins e Piauí.

      E você? Como tem cuidado da lavagem da sua roupa? Repensar essa etapa é uma forma de carinho com a sua peça – e com a natureza.

      07.07.20
    • O amor há de ser maior

      Uma homenagem ao interior. Ao que vem da gente. Ao que é a gente. Quando pensamos, há um ano, em uma coleção que falasse sobre festa junina e festejos do interior, decidimos pela magia do Vale do Capão – esse lugar no interior da Bahia, como cenário para as fotos da campanha. Lá é onde o tempo atravessa a normalidade cronológica. E duas semanas antes do início da quarentena, estávamos lá. A gente mal sabia o que seria anunciado depois. Essa campanha, pra gente, significa memória e futuro. Um futuro que a gente espera ver tão logo – com saúde, com delicadeza, com respeito à nossa natureza (de dentro e de fora). Um futuro que começa todo dia. E a memória da beleza que queremos cuidar.

      “Nosso maior prazer sempre foi criar cada detalhe pensando em emocionar você. Inspirar seu dia-a-dia de muitas formas. Esse vídeo é uma delas. Fomos para o Vale do Capão na Chapada Diamantina, interior da Bahia, em busca de uma nova energia que representasse a nossa identidade, unindo um coletivo de pessoas muito especiais através da cultura, música, dança e natureza”, conta Carlos Mach, diretor-criativo da campanha.

      Que esse vídeo nos inspire a viajar ao nosso interior em busca de uma nova energia. Que o amor seja sempre o nosso guia.

      Obrigada a todos que participaram desse momento. A todos que fizeram dele uma possibilidade real e bonita! <3

      29.06.20
    • FARM <3 Boi de Santa Fé

      Tudo começou há um ano, com a nossa vontade de celebrar os festejos de junho. nos unimos à Associação Cultural do Bumba–Meu–Boi e Tambor de Crioula ‘’Unidos de Santa fé’’, o famoso “Boi de Santa Fé”, pra criar uma coleção que reverenciasse uma das principais manifestações culturais do maranhão, o boi. A gente não imaginava que tudo estaria tão diferente agora, né? Para diminuir a saudade de um junho festivo e reforçar a importância da cultura regional e dos artistas populares do país, chega ao site FARM <3 Boi de santa Fé.

      “O maior prazer o Santa Fé ser referência na criação dessa nova coleção da FARM. Nossa família agradece por essa grande parceria de uma manifestação cultural como essa com a FARM. Levar nossa cultura para o brasil e pro mundo. Só agradecemos!”, conta “Claudio Santa Fé“, coordenador responsável pela organização do Boi e filho de “Zé Olhinho”, mestre fundador do Boi de Santa Fé.

      A gente acredita que enaltecer a nossa rica cultura brasileira é homenagear e apoiar os que a fazem, todos os dias. Nossa parceria com o “Boi de Santa Fé” foi feita com muito cuidado e carinho, além de claro, de negociações e contratos bem conduzidos por ambos os lados, garantindo todos os direitos e remuneração aos nossos parceiros.

      E o ponto de partida é o nosso amor aos festejos juninos. Desde o início, coleção foi feita a muitas mãos, trazendo junto à linguagem tradicional do ‘Boi de Santa Fé’, elementos já trabalhados na identidade da marca carioca – como o tucano, as flores e a chita. O artesanal é a principal referência estética da coleção, que se transborda em bordados com desenhos assinados pelos criativos do grupo maranhense no jeans, nos silks e até nos acessórios.

      Outro ponto alto da parceria são as estampas que reproduzem a linguagem do feito à mão e destacam flores e corações como símbolos principais.

      “O Bumba-meu-Boi é a principal manifestação cultural do Maranhão e foi ao lado do ‘Boi de Santa Fé’ e das memórias que eles nos trouxeram que criamos, juntos, essa coleção. Valorizar a tradição e a cultura regional do nosso país com fomento, apoio e incentivo nunca foi tão importante!”, conta Katia Barros, diretora criativa da FARM.

      Neste tipo de parceria, reduzimos o nosso lucro, compartilhando com nossos parceiros a receita da coleção. Eles escolheram usá-la como apoio ao Plano de Transmissão de Saberes e Manutenção do Bem Cultural “Boi de Santa Fé”, projeto que oferece oficinas de percussão, bordado, dança, confecção de instrumentos e produção cultural a comunidade local, contemplando aproximadamente 70 pessoais.

      A FARM apoia e acredita na cultura popular como agente de transformação de um povo. 32 anos de ‘Boi de Santa Fé’. 23 anos de FARM. E muito amor em comum à brasilidade.

      Quer saber os detalhes? Passa aqui no site e se inscreve do Boi de Santa Fé, no Youtube. Eles vão fazer uma live especial, dia 27/06, às 20h.

      16.06.20
    • Comitê de Igualdade Racial

      Você conhece o nosso comitê de Igualdade Racial? A gente contou aqui sobre ele, que nasceu há um ano com a missão de dialogar e agir a partir de práticas efetivas em prol da igualdade racial dentro da FARM. 

      Agora, dividimos com você nosso MANIFESTO. Ele é assinado pelas vozes que integram o comitê hoje e traz um pouco mais sobre quem somos e como estamos comprometidos a atuar pra transformar a FARM em um espaço onde, cada vez mais,  possamos ser ouvidos. 

      Nessa semana, nossa reunião no ZOOM reuniu 250 pessoas, dentre líderes e funcionários da FARM.


      Foi no ano passado que a gente criou o Comitê de Igualdade Racial da FARM. Um comitê feito por nós, colaboradores da marca, para olhar, discutir e agir, prioritariamente, sobre práticas efetivas em prol da igualdade racial dentro da empresa. 

      Um comitê majoritariamente preto dentro de uma empresa majoritariamente branca. 
      Juntar nossas vozes foi o ponto de partida pra abertura de um maior diálogo interno sobre o racismo estrutural e institucional que vivemos dentro e fora da marca.
      A FARM reconhece que ainda não é uma marca antirracista, mas quer ser. 

      Reconhece a importância de representar o Brasil, pra dentro e pra fora.

      Criar um Comitê de Igualdade Racial dentro de uma marca tão grande é desafiador, mas com possibilidades realistas de evolução. E a gente acredita nela. 

      Nossa missão é acelerar a igualdade racial no nosso ambiente de trabalho, construindo uma marca capaz de identificar e não perpetuar o racismo e suas perversas formas de violência. 

      Nosso compromisso é garantir que nossa voz e visibilidade dentro da empresa seja efetiva, transgredindo uma estrutura que carrega históricos racistas e construindo um futuro possível através de ações afirmativas.

      Queremos nos ver. 
      Queremos ver nossos iguais. Queremos trabalhar com nossos iguais. 
      Queremos que nossa rede cresça. E cresça junto.

      Sabemos que temos muito trabalho a ser feito em prol da igualdade racial na FARM. Nessa semana, estamos dividindo alguns conteúdos desenvolvidos exclusivamente pelo comitê que, daqui pra frente, participará efetivamente da criação de pautas e campanhas. Tá no instagram da FARM. Passa pra saber mais!

      05.06.20
    • #FARMmascarascompoesia

      Esse post foi atualizado em 15/5. Se você já conhece o #FARMmascarascompoesia, pula pro último parágrafo! 🙂

      A gente já contou por aqui que, junto com a silva produtora, produzimos mais de 50 mil máscaras para serem distribuídas nas favelas do Rio de Janeiro, né? Pra nós e pro mundo, máscara é um de ato proteção. É cuidar de si e do outro. E é essa mensagem que a gente quer espalhar pra alcançar o máximo de pessoas, do nosso melhor jeito: colorindo e desenhando poesia.

      No @adorofarm, nosso time já começou a dividir suas criações inspiradoras e palavras positivas, mas agora queremos convidar você pra criar com a gente.

      Ama desenhar ou conhece alguém com esse talento? Então faz uma ilustração bem linda usando a máscara como elemento obrigatório, com uma frase cheia de poesia, estimulando o seu uso e marca a hashtag #FARMmascarascompoesia até o dia 09/05.

      As artes selecionadas serão publicadas em uma exposição virtual no insta da @casa_farm e o primeiro lugar um vale pra retirar na nossa loja online, um kit com peças de parcerias FARM, uma assinatura de um ano (12 meses) da Adobe Creative Cloud… a participação no processo criativo de uma estampa junto do time do estilo arte da FARM! prepara o papel, o lápis, o pincel e a tinta, que nós vamos juntos <3

      A campanha é aberta a criativos de todos os cantos do país e do mundo e você pode postar e nos marcar em quantas ilustrações quiser – basta que sejam autorais! E o mais importante você já sabe: se puder, fique em casa. Lave as mãos com frequência, tenha sempre álcool em gel por perto e, se precisar sair, mantenha a distância de 1 metro das outras pessoas – sempre de máscara. Vamos continuar nos cuidando.

      Abaixo, algumas regrinhas importantes sobre a sua participação!

      . Período de participação: 24/04/2020 a 09/05/2020

      . Divulgação do ganhador ou ganhadora: 15/05/2020

      . Critérios de participação: a participação é totalmente gratuita, não sendo necessária a aquisição de nenhum produto, bastando estar de acordo com os critérios definidos na campanha. Poderão participar todas as pessoas físicas, brasileiros natos ou naturalizados, residentes e domiciliadas em todo o território nacional e internacional, a partir de 18 anos. Colaboradores da FARM e do grupo SOMA estão aptos a participarem da campanha.

      . Efetivação da participação: para participar, os interessados devem fazer uma ilustração/arte contendo o uso da máscara como elemento obrigatório, postar no feed do instagram e marcar a hashtag #FARMmascarascompoesia até o dia 09/05. A frase e/ou mensagem na ilustração não é obrigatória e sua ausência não desclassifica o participante.

      . O projeto deve ser de autoria do próprio participante, não tendo sido objeto de comercialização e/ou publicação antes ou durante o período de participação nessa campanha. Em caso de alegações de outros participantes do concurso ou qualquer terceiro acerca de cópia/plágio em relação a um ou mais dos projetos enviados para participação, a responsabilidade será integralmente do(s)participante(s) que submeteu o projeto, ficando o mesmo imediatamente desclassificado.

      Apuração e descrição dos prêmios:

      . As artes selecionadas pelo time criativo FARM ao longo do período da campanha serão publicadas em uma exposição virtual no instagram da @casa_farm e/ou @adorofarm.

      . No dia 09/05/2020 será encerrada o período de participação na campanha e o time criativo da FARM será responsável pela apuração do vencedor. O primeiro lugar será contemplado com um vale para retirar na loja online, um kit com peças de parcerias FARM e a participação no processo criativo de uma estampa junto do time do estilo arte da FARM.

      . Divulgação dos resultados: a divulgação do ganhador será realizada através das mídias sociais da FARM, no dia 15/05/2020.

      . Entrega do prêmio: o vencedor será notificado no prazo de até 7 (sete) dias a partir da data de apuração do ganhador, por meio de contato através das mídias sociais e conterá também instruções para os próximos passos para recebimento das premiações. Não estão inclusas no prêmio despesas com transporte/hospedagem.

      _ E tem novidade! O resultado do movimento já está no instagram da @casa_farm. E a boa é que vimos tanta coisa linda que decidimos abrir uma segunda fase – dessa vez, VOCÊ escolhe o resultado!

      Vamos postar as artes selecionadas pela nosso comitê criativo, no instagram da @casa_farm, de 17/05 a 24/05.

      A arte com mais curtidas* leva os mimos: um vale pra retirar na nossa loja online, uma assinatura de um ano (12 meses) da Adobe Creative Cloud e a participação no processo criativo de uma estampa junto com nosso estilo arte (caso o autor da arte escolhida trabalhe em alguma marca concorrente a participação do processo criativo torna-se inviável)!

      O resultado sai dia 27/05 nas redes sociais @casa_farm e @adorofarm.

      **em caso de empate, a ilustração vencedora será decidida por comitê interno da FARM!

      Boa sorte! :)))

      Boa sorte! :)))

      30.04.20
    • Sim! máscaras pra usar!

      Post atualizado em 27/07.

      A gente tem visto um movimento latente na indústria da moda para a produção de máscaras que auxiliem na proteção e no combate à propagação da COVID 19. Empresas do mundo inteiro têm aproveitado tecidos e matéria-prima têxtil para a fabricação desses materiais… e, por aqui, o GRUPO SOMA seguiu o mesmo caminho.  Em parceria com a SILVA PRODUTORA, produzimos mais de 50 mil máscaras para serem distribuídas nas favelas do Rio de Janeiro. Os detalhes você descobre abaixo, ó!

      Ao todo, foram 6 mil metros de tecido da FARM que resultaram na produção de 52 mil máscaras. 70 colaboradores nossos participaram do processo ao lado de 120 colaboradores terceirizados dos fornecedores P&K MODAS, no Complexo do Alemão, e Malu Modas. A escolha pela SILVA como grande parceira do projeto é pontual: a produtora tem como objetivo o diálogo com a periferia e com moradores de favelas a partir da descontrução de estereótipos de raça e classe na comunicação e na moda.

      “Tudo isso só faz sentido à medica que conseguimos entrar nos espaços e trazer mais gente, através do nosso trabalho. Quando a FARM apresentou o projeto das máscaras, nosso primeiro pensamento foi: ‘precisamos fazer chegar em quem precisa’, mas além disso, chegar da forma certa e fazendo ponte com líderes comunitários que são os melhores conectores que poderíamos ter. Estar nessa parceria é importante, pois é algo em grande escala e vai chegar em muita gente!”, Clariza Rosa, sócia-fundadora da SILVA.

      Há evidências de que as máscaras podem ajudar a previnir a transmissão de micro-organismos das mãos para a boca. E é contando com a distribuição desses materiais em grande escala e com os hábitos rigorosos de higienização, principalmente das mãos, que a gente acredita que fará a diferença nesse período tão delicado.

      Na nossa Fábrica, por exemplo, a produção contou com um grande suporte de segurança e higienização. Segundo Paulo Brito, Head Industrial do Grupo SOMA, o objetivo era realizar a feitura das máscaras, sem romper com as barreiras de cuidado e proteção: “Trabalhamos a 2m de distância entre um e outro, trocávamos de máscaras de 2h em 2h e escolhemos fornecedores que já estavam em produção nessas condições. Deu tudo certo e muita gente será beneficiada!”, conta.

      Na sexta-feira, 24.04, vai rolar um bate-papo no @adorofarm com a Taci Abreu, head de marketing da FARM, e a Clariza sobre a indústria da moda e a COVID 19. É às 10h e você tá mais do que convidade. A gente tá muito feliz por realizar essa parceria cheia de significado e função, reafirmando nosso olhar para quem tá a volta. A transformação já está sendo de dentro pra fora:

      “Foi um processo muito intenso, pois tínhamos pouco tempo para cortar as máscaras. Todos os colaboradores convidados pra esse projeto foram muito dedicados. O pessoal do estoque em separar os tecidos, o pessoal do corte em usar todos os nossos equipamentos disponíveis. A união de todo mundo foi importante”, conta o  Alexandre Gomes, encarregado de corte do grupo SOMA.

      _

      Agradecemos à SILVA PRODUÇÕES que mapeou as favelas beneficiadas pela doação das máscaras. Foram elas: Kennedy, Morro São João, Morro do Macaco, Mangueira, Morro da Formiga, Barreira do Vasco.

      Dona Marta e Fallet Fogueteiro foram duas favelas mapeadas, respectivamente, pela Kátia Barros, diretora criativa da FARM, e Luiz Fernando, assistente do departamento de comunicação.

      Agradecemos aos projetos participantes: Projeto Odarah Cultura e missão, Projeto dom quixote, Barbearia do mineiro, ONG Rio de paz, Associação de moradores e comerciantes do Fallet fogueteiro, Projeto BASE, Clinica Santa Marta e escola de artes, Projeto girassol, Projeto SAAF e Projeto Curta a infância.

      E agente agradece a você, que acredita na gente e na nossa capacidade de transformação. Tem muito de você nessa doação e em tantos projetos que a gente realiza.

      Vamos juntos e vamos sempre! #MascarasdoBem

      22.04.20
    • O time FARM invadiu o nosso e-commerce

      Neste momento de isolameto social, algumas atividades da nossa rotina de trabalho precisaram ser adaptadas pra manter a segurança da nossa equipe. Nós pensamos com muito carinho em como poderíamos continuar levando as novidades que ainda não tinham sido fotografadas pro site, e foi então que rolou a ideia de convidar algumas mulheres do nosso time pra fotografar os desejos da coleção de casa, com o celular.

      Isa Villarim é a nossa coordenadora de produção de moda.
      Rafa Mattera trabalha no nosso visual e é a responsável pela equipe de stylists.
      Yasmin Leão é a designer que faz várias estampas lindas dos nossos desejos super amados por vocês.


      Elas vestiram a camisa, ou melhor, a camisa, o vestido, a calça, e toparam o desafio de serem as novas modelos do nosso e-commerce! Tudo de bom, né? E o resultado tá enchendo a gente de orgulho!

      Queremos que você, se puder, fique em casa.
      Enquanto isso, por aqui, vamos continuar inventando maneiras de não ficar na saudade ♥

      06.04.20
    • As apostas do adoro pra FARM ♥ matte leão

      Tem novidade na área! Depois de encantar as areias do Rio de Janeiro por anos, com ou sem limão, o Matte Leão agora virou roupa! Em uma colab inédita, nos juntamos à bebida que é a cara do verão carioca pra lançar uma coleção que traz frescor pra estação mais quente do ano!

      Pra comemorar essa parceria, a gente separou apostas de produtos separados por categoria. É tanta coisa linda, tanta peça desejo que foi difícil escolher alguns, mas a gente conseguiu!

      Bora conferir nossos favoritos?

      Pra arrasar na produção
      Pra ela, pra ele, pra todo mundo! Tem estampa laranja, verde – natural ou com limão -, preta e branca – olha o matte!


      Pra se movimentar
      Se você ama praticar esportes ao ar livre ou se você tá querendo aquele empurrãozinho pra começar, a gente te manda a boa. Se mexe!


      Pra levar pra praia

      No auge do verão, é claro que não faltariam aqueles produtos pra te acompanhar na ida pra praia, né? Pra completar, não esquece de tomar um matte geladinho!

      12.02.20